CAU/BR

31 de julho passa a ser o Dia Nacional da Mulher Arquiteta e Urbanista

Uma referência especial às mulheres da Arquitetura e Urbanismo foi aprovada, dia 7, durante a 11ª Plenária Extraordinária do CAU/BR: a instituição do Dia Nacional da Mulher Arquiteta e Urbanista a ser comemorado em 31 de julho. A nova data tem caráter mais do que comemorativo, pois representa um importante passo no compromisso do CAU/BR com a promoção da igualdade de gênero em todas as suas instâncias e em sua relação com a sociedade.

 

Rosa Kliass foi a primeira arquiteta e urbanista a ganhar o Colar de Ouro do IAB, em 2019.  Foi também a primeira mulher a compor a diretoria do IAB-SP, em 1959, e primeira presidente da ABAP (Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas), que ajudou a fundar. 

 

Esse compromisso também foi reforçado com a criação da Comissão Temporária de Política para a Equidade de Gênero por mais 5 meses, a partir de 31 de julho de 2020, que sucede a Comissão Temporária de Gênero, cujos trabalhos se encerram em abril. Essas decisões foram adotadas após a divulgação do 1º Diagnóstico de Gênero na Arquitetura e Urbanismo, do CAU/BR, que apontou inúmeras desigualdades entre arquitetas e arquitetos em diversas áreas.

 

Dados extraídos do SICCAU revelam que as mulheres são 64% e os homens 36% da categoria. Em todos os Estados brasileiros as arquitetas são maioria, sendo que em 22 deles o percentual aumentou no último ano.
A criação do Dia da Mulher Arquiteta e Urbanista possibilitará, também, a promoção de reflexões sobre ações e políticas que necessitam ser construídas na categoria e na sociedade para a promoção da igualdade entre mulheres e homens, a partir dos dados do 1º Diagnóstico.

 

 

 

A Comissão Temporária tem como uma das suas próximas tarefas elaborar a Política para a Equidade de Gênero para mitigar as lacunas de gênero que foram identificadas pelo 1º Diagnóstico de Gênero na Arquitetura e Urbanismo.

 

 

Acesse o 1º Diagnóstico de Gênero na Arquitetura e Urbanismo

5 respostas

  1. Estou em total desacordo e muito triste com o Dia da Mulher Arquiteta. Se querem promover igualdade, então não segreguem a data comemorativa, pois isso não causa união! Arquitetos e Arquitetas SÃO IGUAIS e devem comemorar a profissão, que não é diferente de acordo com o gênero.

  2. Parabéns ao Conselho de arquitetura e urbanismo pela iniciativa de cria outra data comemorativa que não serve para coisa alguma, desperdiçando o dinheiro das anuidades. Enquanto isso os arquitetos no interior do país tem dificuldade de empreender, a fiscalização é ineficiente, e a população brasileira não tem a menor ideia de qual é a função de um arquiteto. Brigamos com engenheiros que dão projetos de arquitetura como brinde da compra de projetos complementares. Essas dificuldades não são somente minhas, são de arquitetAs e arquitetOs. Não precisamos de atitudes que separem os gêneros. Precisamos de gestos que unam a categoria dos arquitetos na busca de uma melhor: qualificação profissional, do mercado de arquitetura. E a promoção da figura dos arquitetos /arquitetas e urbanista como o profissionais que constroem os espaços e promovem a qualidade de vida.
    QUEM APRESENTARÁ ESSAS PROPOSTA DURANTE AS ELEIÇÕES DO CAU?

    1. Gabriel, informamos que o CAU/BR promove diversas ações objetivando a valorização da Arquitetura e do Urbanismo no Brasil, por meio de campanhas publicitárias, diálogo institucional com o Governo Federal e Congresso Nacional, eventos nacionais e agora também ações de apoio à Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social.

      Além disso, o CAU/BR tem promovido diversas campanhas nacionais e de grande alcance pela valorização profissional. Em dezembro de 2019, a campanha do Dia do Arquiteto foi vista por mais de 90 milhões de pessoas. A campanha do Dia do Arquiteto é realizada todos os anos desde 2013, sempre em TV aberta, rádio, jornais, internet e mobiliário urbano. Saiba mais em https://caubr.gov.br/todos

      Na área de habitação, o CAU/BR e o CONFEA assinaram Acordo de Cooperação Técnica com a Secretaria Nacional de Habitação do Ministério do Desenvolvimento Regional visando apoiar a implementação de serviços de assistência técnica para reformas de moradias, a serem prestados por profissionais de Arquitetura e Engenharia, a famílias de baixa renda. Saiba mais em https://caubr.gov.br/cau-br-e-ministerio-do-desenvolvimento-firmam-acordo-para-implementacao-da-athis/

      Sobre Empreendedorismo, CAU/BR e os CAU/UF têm produzido diversos conteúdos sobre esse tema, incluindo administração de escritórios, vendas e BIM. Confira em nossas redes sociais!

      Destacamos que as inscrições de chapas para as Eleições do CAU 2020 estão abertas até 21 de agosto. Participe!

  3. Na minha opinião é mais uma separação de gênero disfarçada de união. Lamentável!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ARQUITETURA SOCIAL

Representantes do CAU Brasil e do CEAU se reúnem com Secretário Nacional de Habitação

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Presidente do IPHAN e diretor de Patrimônio Material visitam sede do CAU Brasil

CAU/BR

CAU Brasil lança política de benefícios para aquisição de softwares e outros bens e serviços

IAB

Projeto de Lelé, prédio do IAB/GO é alvo de demolição da Prefeitura em Goiânia

Skip to content