ABEA

ABAP lança 1º Prêmio Rosa Kliass de Paisagismo para universitários

A ABAP (Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas) lançou o I Prêmio Rosa Kliass – Concurso Universitário Nacional de Paisagismo, aberto aos formandos que tenham desenvolvido seu trabalho final de graduação e concluído o curso de Arquitetura e Urbanismo no ano de 2016, em cursos brasileiros devidamente autorizados pelo Ministério da Educação (MEC).

 

O Parque das Garças, em Belém (PA), foi projetado por Rosa Kliass em 2005, a partir da revitalização de uma área de 40 mil metros quadrados às margens do rio Guamá (Foto: Divulgação RGK)

 

O objetivo é reunir projetos de arquitetura paisagística produzidos na universidade de modo a investigar quais iniciativas de projeto sobre tema vem sendo realizados, incentivando assim a participação conjunta das universidades ao evento que relacionem a produção do homem junto a paisagem.

 

“É crescente o número de jovens arquitetos interessados em trabalhar com paisagismo. Como, no entanto, como nossas universidades têm pouco conteúdo a respeito, em especial as particulares, o prêmio busca estimular os alunos a elaborarem seus TFGs nessa área e contemplará não apenas os estudantes, mas também as escolas e os orientadores. Queremos divulgar os melhores exemplos dessa produção”, diz Nina Vaisman, presidente da entidade.

 

O Prêmio tem apoio de fomento do CAU/SP e homenageia Rosa Kliass, uma das arquitetas pioneiras na área.

 

Arquiteta e urbanista Rosa Kliass pioneira do paisagismo brasileiro

 

A participação é aberta aos estudantes graduados no curso de Arquitetura e Urbanismo de 2016 de todo território nacional em cursos aprovados pelo Ministério da Educação, e indicados por suas respectivas universidades. Os trabalhos finais de graduação concorrentes deverão contemplar projetos de qualquer porte na área da arquitetura paisagística, de planejamento da paisagem, de pesquisa histórica, e trabalhos técnicos ou de crítica, que contemple a grande área da arquitetura paisagística.

 

As faculdades, através do diretor, coordenador do curso ou do grupo de disciplinas de paisagismo, deverão se inscrever até 15 de outubro no site do prêmio  e indicar até 2 (dois) trabalhos. Após a indicação dos cursos, cada autor receberá diretamente da organização, por e-mail, o login e a senha para confirmar sua inscrição por meio do preenchimento do seu cadastro, upload do trabalho e demais documentos.

 

A comissão julgadora formada por professores, arquitetos paisagistas e especialistas da área (três profissionais e um representante de cada região) fará uma avaliação por regiões, destacando um primeiro prêmio de cada uma delas;

 

  • REGIÃO 1: AC, AP, AM, DF, GO, MS, MG, PA, RO, RR, TO.
  • REGIÃO 2: AL, BA, CE, MA, PB, PE, PI, RN, SE.
  • REGIÃO 3: ES, MG e RJ.
  • REGIÃO 4: SÃO PAULO.
  • REGIÃO 5: PR, SC, e RS.

 

Em uma segunda etapa, a comissão julgadora elegerá, entre estes cinco trabalhos, o 1º, 2º e 3º lugares nacionais. Os autores dos cinco trabalhos vencedores regionais do Prêmio Rosa Kliass receberão R$ 1.000,00 (hum mil reais) e o troféu Prêmio Rosa Kliass elaborado pela ceramista Heloisa Nunes. Os seus respectivos orientadores e a instituição de ensino receberão diploma.

 

O autor, o professor orientador e a instituição de ensino de cada um dos 20 (vinte) trabalhos classificados como finalistas regionais receberão um diploma. Os demais autores participantes do concurso receberão atestado de participação.

 

Para Andrea Arruda, presidente da ABEA (Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo) , a iniciativa da ABAP reforça a importância do TFG como indicador do ensino que vem sendo praticado no país. “O TFG faz a transição da formação para a prática profissional. É uma espécie de exame de ordem em que o estudante comprova o domínio do ofício a partir da autonomia para escolha do tema e do professor orientador”. Nesse contexto, complementa, o Prêmio permitirá uma radiografia dos melhores alunos e, ao mesmo tempo, será o reconhecimento do mérito do orientador e da instituição.

MAIS SOBRE: ABEA PRÊMIOS

2 respostas

  1. Uma pena que apenas os estudantes de 2016 possa publicar.
    Seria interessante criar uma categoria para recém formados até dois anos atrás. Eu com toda certeza incluiria meu trabalho.

  2. Poderiam mudar a regra de estudantes de 2016, eu acabei de formar com um TFG na área e não poderei participar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

PRÊMIOS

Prêmio Projeto de Arquitetura reconhecerá obras criadas por arquitetos nacionais

PRÊMIOS

SESI Lab concorre ao 8º Prêmio Obra do Ano da ArchDaily Brasil

PRÊMIOS

Prêmio Deca abre inscrições com novas categorias para arquitetos e designers de interiores

PRÊMIOS

CAU/MT e SOUL premiados com categoria no Prêmio Colunistas  

Pular para o conteúdo