CAU/BR

Confira as condições para pagamento da Anuidade 2015 do CAU fora do prazo

 

 

Os arquitetos e urbanistas e as empresas que não quitaram a anuidade 2015 do CAU dentro do prazo, que terminou em maio, já podem emitir boleto para pagamento com multa pelo ambiente profissional do SICCAU. Os profissionais e escritórios de Arquitetura e Urbanismo podem dividir o valor da anuidade em até 5 vezes.

 

A multa será aplicada progressivamente, e calculada da seguinte maneira:

 

2% (dois por cento), para negociações realizadas até o último dia útil do mês de junho de 2015;

5% (cinco por cento), para negociações realizadas até o último dia útil do mês de julho de 2015;

8% (oito por cento), para negociações realizadas até o último dia útil do mês de agosto de 2015;

10%  (dez  por  cento),  para  negociações realizadas  até  o  último  dia  útil do  mês  de setembro de 2015;

20% (vinte por cento), para negociações realizadas a partir do mês de outubro de 2015.

 

Além da multa, será feita correção monetária com base na taxa Selic. Para parcelar a anuidade 2015, é preciso ter negociado as anuidades do CAU dos anos anteriores. Clique aqui e leia a Portaria Normativa CAU/BR nº 37, que detalha o pagamento e o parcelamento da anuidade 2015 fora do prazo.

 

 

VEJA COMO FAZER O PAGAMENTO:

 

1. Acesse o ambiente profissional do Sistema de Informação e Comunicação do CAU (SICCAU): https://servicos.caubr.gov.br/

 

2. Insira o CPF e senha do ambiente profissional.

 

 

3. Na página inicial, clique em “Pagar anuidade 2015 + visualizar detalhes dos débitos”.

 

 

4. Em seguida clique em “Negociar anuidade”.

 

 

5. Selecione a quantidade de parcelas.

 

 

6. Clique em “Gerar Boleto(s)”.

 

7. Clique em “Imprimir Boleto(s)”  para visualizar os boletos em formato PDF.

 

 

Publicado em 01/06/2015.

 

MAIS SOBRE: CAU/BR

12 respostas

  1. Foi aberto um protocolo com a informação de que há um erro no sistema e por este motivo não seria possível gerar o boleto para pagamento, porém até a presente data meu problema não foi resolvido.

    Na resposta deste chamado me pediram para aguardar a correção do sistema, e após quase 3 meses não obtive nenhuma solução e ainda NÃO CONSIGO REALIZAR ESTE PAGAMENTO.

    Gostaria de uma resposta, pois no SICCAU a informação é que tenho trÊs dias para regularizar o pagamento.

  2. Oi,

    Não consegui visualizar o boleto do dia 31/01. Somente as outras parcelas.
    Como proceder?

    Agradeço desde já.

  3. Solicito ajuda com urgência ,já entrei em contato com o site 03 vezes protocolo 308487 a quase 30 dias e não recebo retorno .O meu contador não está localizando o pagamento da anuidade 2015 e não consigo verificar no site o pagamento e/ou efetuar o pagamento se necessário . Estou com um processo na Fiscalização Sanitária parado pela falta do comprovante de pagamento . Favor enviar o boleto para o meu e-mail da anuidade e caso já tenha sido pago peço reembolso depois .
    Att ,
    Ana L.Couto

  4. BOM DIA, PAGUEI RIGOROSAMENTE EM DIA MINHA ANUIDADE E ESTOU COM O SITE BLOQUEADO!!!!! QUERO SABER O PORQUE?
    ESTOU TENTO PREJUIZO COM PRAZOS A CUMPRIR!!!!
    AGUARDO BREVE RESPOSTA.

    1. Giovani, por favor entre em contato pelo telefone 0800-883-0113.

  5. Voces deveriam fazer como a secretaria de fazenda do DF tem feito por aqui pra quem tem debitos, um REFIS paa regularizar quem tem anos de constribuicoes em aberto, ao menos retirando juros e multa.

  6. Tenho as parcelas com vencimento em 30/04/2015 no valor de R$87,88 e a parcela com vencimento em 31/05/2015 com valor de R$ 87,86, qual parcela não foi quitada.

  7. Estou desempregado e sem renda o que devo fazer , não posso pagar agora ?????

  8. 20%?! E cadê o link com as empresas que contratam profissionais, como nos outros conselhos?

Os comentários estão desabilitados.

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CAU/BR

NOTA DE ESCLARECIMENTO

CAU/BR

CAU/BR aponta protagonismo feminino na arquitetura e urbanismo durante 98º ENIC

CAU/BR

Comissões do CAU/BR debatem temas de interesse dos arquitetos e urbanistas

CAU/BR

CAU/BR celebra uma década dos primeiros empregados públicos efetivos

Pular para o conteúdo