CATEGORIA

Ações pela habitação popular são premiadas no ENSA

 

A abertura do 39º ENSA, nesta quinta-feira (26/11) em Campo Grande (MS), foi marcada pela entrega de prêmios aos Arquitetos e Urbanistas do Ano de 2015. Entre os projetos contemplados, chama atenção ações voltadas para função social e assistência técnica. Segundo o presidente da Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA), Jeferson Salazar, os trabalhos premiados mostram que há uma nova leva de arquitetos preocupados com ações voltadas para a habitação popular e a função social da profissão.

 

Presente ao evento, o conselheiro federal do CAU Celso Costa pontuou que a carreira perde muitos profissionais por falta de conhecimento sobre a profissão. “Quem conhece a cidade é o arquiteto, e quem conserta a cidade é o arquiteto. Essa é nossa grande luta: fazer com que a sociedade e a área científica entendam que é o arquiteto quem entende de cidades”.

 

O membro do Conselho Nacional das Cidades Whelton Pimentel, que também esteve presente, conclamou os colegas e se engajarem na luta pelos movimentos sociais. “Os movimentos estão de mãos dadas. A moradia pode parecer o fim do movimento social, mas não é o fim da luta. Os arquitetos têm que fazer o bem para a sociedade se transformar”. Pimentel ainda entregou ao presidente Jeferson Salazar um dossiê sobre a situação em Mariana (MG). O documento, que reúne 55 artigos e relata o caso de irresponsabilidade sob a gestão de risco, informa que a humanidade levará 300 anos para se livrar do dano causado pelo episódio. O trabalho foi elaborado pela Comissão de Meio Ambiente da Província Eclesiástica de Mariana. O sindicalista pediu a apreciação da temática durante o e ENSA 2015, temática que deve entrar na pauta nos próximos dias.

 

Falando em nome dos premiados, a arquiteta e urbanista Viviane Santi Martins agradeceu a homenagem e disse que ficou honrada em compor um grupo com representantes comprometidos com o exercício social e a transformação do Brasil.

 

Arquitetos e Urbanistas do Ano 

Categoria Arquiteto e Urbanista do Ano 2015 – Setor Público

Luiz Philippe Peres Torelly (DF) – indicado pelo Sinarq-DF 
Diretor do Departamento de Articulação e Fomento do IPHAN

Categoria Arquiteta e Urbanista do Ano 2015 – Setor Privado

* Mariana Estevão (RJ) – indicada pelo SAERGS 
Ong Soluções Urbanas – projeto Arquiteto de Família

* Viviane Santi Martins (RS) – indicada pelo SAERGS
Ohasis Arquitetura Sustentável

Categoria Arquiteto e Urbanista do Ano 2015 – Jovem Arquiteto 

* Lucas Alencar Faulhaber Barbosa (RJ) – indicado pelo presidente da FNA, Jeferson Salazar 
Mestrando em Planejamento Urbano – Instituto de Planejamento Urbano e Regional (IPPUR/UFRJ) e assessor técnico e militante do Movimento Nacional de Luta por Moradia no RJ.

* Juliano Marini de Oliveira (SC) – indicado pelo SASC
Imoveline Arquitetos
Categoria Arquiteto e Urbanista do Ano 2015 – Homenagem Especial

* Usina – Centro de Trabalhos para o Ambiente Habitado (SP) – indicada pelo SASP
Fundada em junho de 1990, presta assessoria técnica a movimentos sociais e já participou da concepção e execução de mais de 5.000 unidades habitacionais.

 

Crédito da foto: Rachid Wequed

Publicado em 27/11/2015. Com informações de  Jardine Agência de Comunicação

MAIS SOBRE: CATEGORIA

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CATEGORIA

Fórum de Presidentes do CAU/BR cumpre extensa pauta em Belo Horizonte (MG)

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Pular para o conteúdo