CATEGORIA

Andrea Arruda é eleita presidente da ABEA

Os arquitetos Andrea Lucia Vilella Arruda e Gogliardo Vieira Maragno foram eleitos, na terça-feira, 29 de setembro, presidente e vice-presidente, respectivamente, da Associação Brasileira de Ensino de Arquitetura e Urbanismo (ABEA). O mandato da nova presidência vai compreender o período entre 2015 e 2017.

 

Foto: Andrea Lucia Vilella Arruda.

 

O anúncio da nova presidência da ABEA para os representantes das entidades nacionais de arquitetura e urbanismo foi feito ontem pelo ex-presidente da entidade, Fernando Costa. No comunicado, o arquiteto destaca que Andrea Arruda já exercia o cargo de representante da ABEA no Colegiado das Entidades Nacionais dos Arquitetos e Urbanistas (CEAU) do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil (CAU/BR).

 

O presidente do IAB, Sérgio Magalhães, desejou, em nome do Instituto de Arquitetos, uma gestão proveitosa e plena de realizações aos colegas Andrea Arruda e Gogliardo Maragno. Ele também agradeceu a Fernando Costa pelo convívio amistoso ao longo do exercício da presidência da ABEA.

 

“Nesses anos de trabalho em comum, posso testemunhar que, em todas as ocasiões, sua participação foi sempre construtiva e em benefício de nossa profissão e do fortalecimento de nossas instituições”, afirmou Sérgio Magalhães.
A presidente do IAB-BA, Solange Araújo, também parabenizou os profissionais  da ABEA: “Desejo sucesso na nova gestão”.

 

 

Publicado em 02/10/2015. Fonte: IAB.

MAIS SOBRE: CATEGORIA

4 respostas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo