CAU/BR

Anuidade 2020: confira descontos para pagamento à vista e condições de parcelamento

O CAU está oferecendo desconto de 5% (cinco por cento) para os arquitetos e urbanistas e empresas de Arquitetura e Urbanismo no pagamento à vista, em fevereiro, da anuidade de 2020.

 

É possível também pagar a anuidade de 2020 em parcelas sem custos adicionais. Os profissionais e empresas podem optar pelo parcelamento da anuidade em 4 (quatro) vezes, se fizeram a opção e o primeiro pagamento até 29 de fevereiro de 2020. Em março, o parcelamento poderá ser feito em 3 (três) vezes; em abril, 2 (duas) vezes e em maio em 1 (uma) vez. A partir de 01 de junho o pagamento também poderá ser feito em até 5 (cinco) vezes porém com encargos.

 

ATENÇÃO: EM AMBAS ALTERNATIVAS, OS BOLETOS DEVEM SER GERADOS, VIA SICCAU, ATÉ 23h59 DO DIA 29 DE FEVEREIRO, SÁBADO, MESMO QUE O PAGAMENTO SEJA EFETUADO SÓ NA SEGUNDA-FEIRA, DIA 2 DE MARÇO.  

 

Arquitetos e urbanistas com até 2 (dois) anos de formado têm 50 (cinquenta) por cento de desconto. Da mesma forma, empresas de Arquitetura e Urbanismo com até dois anos de registro no CAU e cujo sócio arquiteto e urbanista tenha até dois anos de formado (é necessário atender ambas as condições) pagam apenas 50% (cinquenta por cento).

 

Arquitetos e urbanistas com mais de 30 (trinta) anos de formado também pagarão 50 % (cinquenta por cento) do valor da anuidade.

 

São isentos os profissionais com 40 anos de contribuição (somando-se o período de contribuição para o CREA).

 

O pagamento da Anuidade 2020 pode ser negociado desde de 1º de janeiro de 2020, no SICCAU. Ao acessar o sistema com login e senha, arquitetos e urbanistas podem escolher as opções de pagamento que melhor lhe convierem, emitindo os boletos em parcela únicas ou parcelados. Essas condições foram criadas pela Resolução CAU/BR No. 170/2018.

 

VALORES DE 2020

 

Os valores da anuidade e das taxas do CAU foram reajustados para 2020 seguindo a variação integral do Índice Nacional de Preços ao Consumidor – INPC que foi de  3,37 (três por cento e trinta e sete décimos), conforme determinado pela Lei 12.378/2010.

 

O  valor integral da Anuidade 2020 será de R$ 571,41 (quinhentos e setenta e um reais e quarenta e um centavos). Os descontos mencionados acima serão aplicados sobre esse valor, ficando em R$ 285,70 (duzentos e oitenta e cinco reais e setenta centavos) para os casos em que houver 50% (cinquenta por cento) de desconto; R$ 514,27 (quinhentos e quatorze reais e vinte e sete centavos) para os casos em que houver 10% (dez por cento) de desconto; e R$ 542,85 (quinhentos e quarenta e dois reais e oitenta e cinco centavos) para os casos em que houver 5% (cinco por cento) de desconto.

 

O valor de nova anuidade foi fixado pelo Ato Declaratório No. 12, da Presidência do CAU/BR, de 20 de dezembro de 2019. Foram definidos também os novos valores das taxas. O valor do Registro de Responsabilidade Técnica (RRT) será de R$ 97,95 (noventa e sete reais e noventa e cinco centavos). A taxa de emissão de carteira de identificação profissional será de R$ 64,23 (sessenta e quatro reais e vinte e três centavos).

 

Em caso de dúvidas, a Central de Atendimento do CAU está a disposição para atender os arquitetos e urbanistas de segunda a sexta, das 9h às 19h (horário de Brasília). Confira nossos contatos:

 

Chat: https://caubr.gov.br/atendimento

Telefones: 0800-883-0113 (ligações realizadas a partir de telefones fixos) e 4007-2613

 

 

 

MAIS SOBRE: CAU/BR

28 respostas

  1. ALÉM DE PAGAR TAXA EM CADA SERVIÇO QUE VAMOS PRESTAR, TEMOS QUE RECOLHER ANUIDADE PARA UM CONSELHO QUE NÃO DEFENDE A PROFISSÃO, AFINAL POUCAS PESSOAS CONTRATAM SERVIÇO DE PROJETO DE ARQUITETURA. SEMPRE TEM UM PEDREIRO QUE SABE FAZER O DESENHO.

    1. Helen, informamos que o CAU Brasil promove regularmente diversas campanhas nacionais e de grande alcance pela valorização profissional. Em 26 de abril de 2021 estreou a campanha “Mais Arquitetos”, com foco na Lei de Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social-ATHIS (No. 11.888/2008). A lei garante às famílias com renda até três salários-mínimos o direito de assistência técnica e gratuita para projetos, reformas e construção de habitações. A assistência técnica é prestada por arquiteto e urbanista remunerado por programas públicos específicos para essa finalidade.

      Esses conceitos serão promovidos por meio de conversas com influenciadores digitais, anúncios em redes sociais e emissoras de rádio, mais “lives” com arquitetos e urbanistas, profissionais de outras áreas de conhecimento (em especial saúde) e responsáveis por iniciativas ATHIS em andamento ou já realizadas.

      Por meio de um hotsite de simples acesso, serão publicadas informações básicas sobre Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social e iniciada a construção de um Mapa da Arquitetura Social. Os arquitetos e urbanistas que já atuam na área, inclusive nas periferias (onde o problema da moradia mais se manifesta), trabalhando ou não para o poder público, estão convidados a contarem suas histórias preenchendo formulário do hotsite. De igual forma, gestores públicos, ONGs, cooperativas e movimentos sociais.

      Saiba mais em https://caubr.gov.br/campanha-mais-arquitetos-cau-brasil-promove-direito-de-todos-a-moradia-digna/

  2. Estou decepcionada com o CAU! Estou solicitando meu registro desde o dia 10/01 e ate agora absolutamente nada. Ligo… Ligo… Ligo e a unica justificativa é que estão aguardando a liberação dos protocolos… é triste ter que falar isso mas o descaso é enorme. Existe uma vida alem da pandemia (que virou justificativa), existem pessoas que querem e GOSTAM de trabalhar!! É POSSIVEL AGILIZAR!

  3. Gostaria de cancelar o meu cau, estou pagando um acordo, feito com a prefeitura é referente ao cau, quero meu cancelamento, como faço?

  4. Olá, para quem solicita o CAU no final do ano. Como fica a questão da anuidade? Ela vence após 12 meses, ou no inicio do ano seguinte?

    1. Por favor entre em contato com a Central de Atendimento do CAU de segunda a sexta, das 9h às 19h (horário de Brasília). Confira nossos contatos:

      Chat: https://caubr.gov.br/atendimento

      Telefones: 0800-883-0113 (ligações realizadas a partir de telefones fixos) e 4007-2613

  5. O CAU esfola seus filiados!
    há 10 anos não exerço a profissão e ainda assim recebo uma carta de cobrança que é um assalto.
    Esses Conselhos precisam desaparecer de uma vez. Chega de Comunismo no Brasil!
    Onde está a moralidade em se cobrar pelo que não se faz?
    Só no Brasil chamam uma cobrança imoral de CONTRIBUIÇÃO.

  6. COBRAR ANUIDADE PARA PROFESSOR DE ARQUITETURA, É SERIO ISSO? VERGONHOSO!!!!!!!!!
    RESPEITEM AS PESSOAS.

  7. Bom dia.
    As premissas para a criação de um conselho de arquitetura independente da engenharia foram por água abaixo. O CAU virou o novo CREA. Até as respostas são as mesmas.
    1- A resposta de que o TCU analisou as contas é patética. O TCU somente analisa se as contas fecham, não analisa se as anuidades e valores de RRT são justas.
    2- Porque um conselho profissional precisa ter superávit?
    3- Porque os conselhos de outras profissões tem somente anuidade, quando o CAU cobra anuidade e mais o valor de cada RRT?
    4- Porque os arquitetos e engenheiros são bi-tributados, pois pagamos anuidade e a cada serviço recolhemos RRT?
    5- Porque se o arquiteto decide viajar, fica doente e não trabalha durante um ano inteiro sem emitir RRT tem que pagar anuidade?
    6- Porque o CAU tributa o arquiteto pessoa física e também pessoa jurídica? Não deveria ter um desconto ou isenção da anuidade?
    7- Porque este valor de superávit não reverte para isenção de anuidades?
    8- Os arquitetos estão enfrentando a mesma burocracia da qual criticavam o CREA.
    9- A medida de prorrogação de 60 dias no pagamento da anuidade, no meu modo de ver e de todos os outros comentários acima, é muito superficial e para muitos não significou nada. Somente adiou a dívida! Até as prefeituras deram desconto e isenção no IPTU durante a pandemia!
    Só falta agora o CAU começar a comprar imóveis para “investir” como o CREA fazia e que fez os arquitetos se revoltarem contra o antigo conselho.
    Pagar anuidade e cobrar RRT é mesmo necessário? No mundo de hoje aonde todos os processos podem ser informatizados?

    Por favor CAU: lute a favor do arquiteto ao contrário de ser mais uma pedra no sapato dele!

    1. Felipe, informamos que a obrigatoriedade e os valores da Anuidade e do RRT são definidos pela Lei 12.378/2010, que regula o exercício da Arquitetura e Urbanismo no Brasil. Veja em https://bit.ly/2ADbSBd

    2. Sinceramente, está pior que o CREA. Estamos pagando mais. É absurdo! O CREA por exemplo permite que se tire ART mensal com vários tipos de serviço numa só. O CAU não. Obriga você a pagar R$ 90,00 por cada tipo de serviço realizado. Acaba que você paga muito mais do que o valor de uma anuidade. Que não é barato! Não vejo as outras entidades de classe penalizando tanto os seus profissinais…

    3. Seu comentário está perfeito Felipe. Estas cobranças são altíssimas. Qual a validade para nós o CAU responder que está dentro da lei? A lei permite, então está tudo bem? Não se faz uma análise? São arquitetos cobrando de arquitetos!

  8. Eu realmente não entendo esse país em relação as questões no que tange os Conselhos de Classe face a economia. A pessoa paga uma mensalidade absurda visto que a grande maioria dos arquitetos estão DESEMPREGADOS. Sabiam que muitos estão partindo para outras profissões em virtude desse mercado econômico recessivo e o desemprego galopante? Com esse quadro pandêmico, milhares de pessoas desempregadas e um Conselho cobrando mensalidades caras e jutos naquilo que está atrasado, e cobranças sem parcelamento. Vocês acham que vou deixar de pagar meu aluguel, minha energia e por comida dentro de cada para pagar o Conselho? Em sam consciência, acha que tem cabimento ? Outra coisa, sempre se paga por cada RRT, por que cobrar uma mensalidade tão alta? Conselho acorda para a realidade da economia deste país pelo amor de Deus!!!! O serviço esta ruim, site SICCAU não esta funcionando a dias, o contato telefônico ninguém atende, quando é que vamos ter a qualidade do serviço prestado diretamente equivalente ao quanto se paga? Gente a economia deste país esfola as pessoas autônomas, os empresários e profissional liberal, estão escalpelando as pessoas, resultado, temos péssimos serviços pois ninguém consegue investir em tecnologia, novas metodologias ou mesmo empregar pessoas, temos serviços medíocres porque poucos querem ganhar muito e muitos tem que se contentar com o minimo … Repensem, cobrem uma taxa e não essa quantia abusiva para a maioria dos arquitetos que estão na dificuldade para arrumar uma colocação no mercado.

  9. Tem desconto na mensalidade para profissionais portadores de doenças crônicas? Tipo Esclerose Múltipla

    1. Luiz, por favor entre em contato com a Central de Atendimento do CAU de segunda a sexta, das 9h às 19h (horário de Brasília). Confira nossos contatos:

      Chat: https://caubr.gov.br/atendimento

      Telefones: 0800-883-0113 (ligações realizadas a partir de telefones fixos) e 4007-2613

  10. Bom dia, infelizmente com a questão do coronavírus, estou impossibilitada de realizar meus serviços. Como fica o pagamento do CAU? vocês não vão dar desconto ou a possibilidade de pagar depois?

  11. Bom Dia Senhores

    Favor esclarecer estas duas perguntas:

    1)Com quanto tempo de formado o profissional fica isento de pagar anuidade no CAU?

    2)Para empresa existe alguma regra de isenção de anuidade ou a mesma dura enquanto esta existir?

    Att

  12. Sou arquiteta desde 1980. Tenho direito ao desconto de 50%, correto? Como faço pra garantir o desconto na emissão do boleto?

  13. Bom dia acho que deveria haver um desconto para o profissional que tem e arquiteto e dono da própria empresa me não e justo pagar duas vezes par o mesmo profissional uma vez que e único dono e assina pelo os dois xau registro e o da empresa nem usa

Os comentários estão desabilitados.

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CAU/BR

NOTA DE ESCLARECIMENTO

CAU/BR

CAU/BR aponta protagonismo feminino na arquitetura e urbanismo durante 98º ENIC

CAU/BR

Comissões do CAU/BR debatem temas de interesse dos arquitetos e urbanistas

CAU/BR

CAU/BR celebra uma década dos primeiros empregados públicos efetivos

Pular para o conteúdo