ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Prazo para refinanciar anuidades do CAU em atraso termina dia 30

Termina no próximo dia 30 de junho o prazo para que profissionais e empresas negociem o refinanciamento de anuidades do CAU atrasadas. Conforme a Resolução CAU/BR nº 121, as opções de negociação que passam a valer em 2017 são as seguintes:

 

  • 2 anuidades vencidas podem ser parceladas em até 10 meses
  • 3 anuidades vencidas podem ser parceladas em até 15 meses
  • 4 anuidades vencidas podem ser parceladas em até 20 meses
  • 5 anuidades vencidas podem ser parceladas em até 25 meses

 

O processo de refinanciamento das anuidades do CAU atrasadas é totalmente online e pode ser feito por meio do ambiente profissional do SICCAU (clique aqui e veja como). Não será cobrada multa de mora, somente os juros calculados pela taxa Selic. A intenção é proteger o profissional do aumento da dívida, oportunizando sua regularização junto ao CAU, de modo que possa exercer a profissão de arquiteto e urbanista, com todas as suas prerrogativas.

 

INTERRUPÇÃO DO REGISTRO

 

Segundo o artigo 5º da Lei 12.378, que regula o exercício da Arquitetura e Urbanismo do Brasil e cria o Conselho de Arquitetura e Urbanismo, “para uso do título de arquiteto e urbanista e para o exercício das atividades profissionais privativas correspondentes, é obrigatório o registro do profissional no CAU do Estado ou do Distrito Federal”.

 

A Lei 12.378/2010 também prevê a possibilidade de interrupção temporária do registro profissional. A partir de 2017, os profissionais podem requisitar a interrupção do registro independentemente da existência de débitos. O pedido é totalmente online, pela aba “Protocolos/Cadastrar Protocolo” via SICCAU.

 

Anuidades do CAU atrasadas podem ser refinanciados

 

 

ATENDIMENTO

 

Clique aqui e veja a Carta de Serviços ao Cidadão do CAU, contendo requisitos e prazos de todos os serviços oferecidos pelo Conselho.

 

Outras dúvidas podem ser solucionadas pelos canais de atendimento do CAU:

 

Central de Atendimento: 0800-883-0113 (ligações a partir de telefones fixos) e 4007-2613
Atendimento Online: www.caubr.gov.br/atendimento
E-mail: [email protected]
Horário de funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 9h às 19h

96 respostas

  1. Vocês podiam colocar novamente mais parcelas na anuidade e também para quem está com mais de uma anuidade atrasada, tem um parcelamento com mais de 5 parcelas. Isso ajuda na crise que afetas os profissionais.

  2. Não consigo resolver o problema dosboketos, é impossível acessar este site, já fiz tantas senhas que nem sei mais qual delas serve. É confuso demais.

  3. Impossível conseguir fazer qualquer coisa neste site, entrar já é um milagre, gerar boletos então?? A negociação, fica totalmente inviável. Vc tem que ficar horas, e qdo consegue a página some.. é impossível. Tem que existir outro sistema que nós possamos ter um acesso mais fácil. Por favor!!!

  4. Colegas, leiam: http://www.caubr.gov.br/resolucao121/
    RESOLUÇÃO N° 121, DE 19 DE AGOSTO DE 2016

    Dispõe sobre as anuidades e sobre a negociação de valores devidos aos Conselhos de Arquitetura e Urbanismo dos Estados e do Distrito Federal (CAU/UF) e dá outras providências.
    19 de agosto de 2016
    (Clique aqui para baixar a resolução em PDF)

    O CONSELHO DE ARQUITETURA E URBANISMO DO BRASIL (CAU/BR), no exercício das competências e prerrogativas de que tratam o art. 28 da Lei n° 12.378, de 31 de dezembro de 2010, e os artigos 2°, 3° e 9° do Regimento Geral aprovado pela Resolução CAU/BR n° 33, de 6 de setembro de 2012, e de acordo com a deliberação adotada na Reunião Plenária Ampliada n° 18, realizada no dia 19 de agosto de 2016;
    …………………………………

    1. Nádia, devo lembrá-la que:
      – As resoluções são atos administrativos normativos que partem de autoridade superiores, mas não do chefe do executivo, através das quais disciplinam matéria de sua competência específica.
      – As resoluções não podem contrariar os regulamentos e os regimentos, mas explicá-los.
      – As resoluções podem produzir efeitos externos.
      Ou seja, uma resolução que contraria a própria lei de criação do CAU será derrubada com facilidade. Sugiro que deixe que seu nome vá para o Serasa, assim você ganhará facilmente a ação com o adicional de danos morais.
      Se você, como eu, não atua como arquiteta, poderá deixar a dívida caducar (5 anos) e pedir para que seja excluída da sua lista de débitos.

    1. Não consigo acessar a impressão dos boletos para pagamento. fica carregando e inspira a sessão.O prazo é até hoje 30/06.

  5. com tantas e variadas reclamações (apenas nessa seção da página do CAU), vocês podiam rever a data de encerramento do prazo para renegociação e também as condições de reparcelamento! Gostaria de um conselho que ouvisse e fosse mais sensível às necessidades e realidades dos profissionais de arquitetura. Esse conselho, pela atuação e interação insatisfatória com os arquitetos que fazem parte (obrigatoriamente) dele , deveria rever sua maneira de atuar! Principalmente, rever os valores de cobranças, tão altas para o profissional! O CAU parece muito distante dos arquitetos (digo a maioria, não dos grandes nomes e escritórios). E por favor, não enviem tantas Newletters – está enchendo minha caixa de emails! Por vezes, com mais de 1 email do CAU por dia – bem sem noção… Um email por semana já estaria de bom tamanho!

    1. Pior de tudo nem os valores em si das anuidades. São os juros e multas.. e agora ameaças de cobranças judiciais com tudo que tem direito..

      Para a grande parte dos arquitetos desse país que muitos estão desempregados e sem rendas, a insatisfação com a profissão só tende a aumentar..

  6. incrível mesmo. trabalho na principal Secretaria de Obras do EStado. não recebo piso, pois uma Lei antiga impede. não vejo atuação do Conselho junto À comunidade, como plaestras, cursos,etc. só vejo cobranças

  7. LEI Nº 12.378, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2010.

    Regulamenta o exercício da Arquitetura e Urbanismo; cria o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil – CAU/BR e os Conselhos de Arquitetura e Urbanismo dos Estados e do Distrito Federal – CAUs; e dá outras providências.

    http://www.planalto.gov.br
    ………………………………..

    Da cobrança de valores pelos CAUs

    Art. 51. A declaração do CAU de não pagamento de multas por violação da ética ou pela não realização de RRT, após o regular processo administrativo, constitui título executivo extrajudicial.

    Parágrafo único. Na hipótese do caput, os valores serão executados na forma da Lei no 5.869, de 11 de janeiro de 1973 – Código de Processo Civil.

    Art. 52. O atraso no pagamento de anuidade sujeita o responsável à suspensão do exercício profissional ou, no caso de pessoa jurídica, à proibição de prestar trabalhos na área da arquitetura e do urbanismo, mas não haverá cobrança judicial dos valores em atraso, protesto de dívida ou comunicação aos órgãos de proteção ao crédito.

    Art. 53. A existência de dívidas pendentes não obsta o desligamento do CAU.

    Art. 54. Os valores devidos aos CAUs referentes a multa por violação da ética, multa pela não realização de RRT ou anuidades em atraso, prescrevem no prazo de 5 (cinco) anos.

  8. Minha anuidade de 2017 foi negociada mas não consegui imprimir os boletos poia a pagina aparece branca. solicito ajuda.
    Grata

  9. Eu ja escrevi no post anterior que não estou com serviço. O que esta me sustentando infelizmente é a aposentadoria do meu pai e tenho que gerenciar os remédios dele , as contas e comida da casa não estou com luxo de dinheiro sobrando para pagar qualquer extra. sempre to no vermelho no final do mês. Aqui em Teresina mal tem obras ate tentei vagas de cadista e nada. Dia trinta ta ruim o pai so recebe depois desse dia e não tem como família ajudar. Todos no sufoco a maior parte de outro estado.

  10. O refinanciamento das dividas oferece a isenção do pagamento da taxa da multa de mora, pelo que li na página de vocês, porém ao tentar imprimir meu boleto para pagamento da anuidade vencida de 2016 o valor (da multa de mora) não foi abatido e aparece no descritivo, que no meu caso é de R$ 111,51.
    Entrei em contato com o 0800 e o mesmo me informou que esse “benefício” só é concedido para quem mais de 1 anuidade em atraso.
    Isso não faz o mínimo sentido, só pode haver um engano… Quer dizer que quem nunca pagou tem mais regalias que outras que se esqueceram de pagar 1 anuidade?
    Gostaria do mesmo “tratamento” dos demais.
    Como disse, tenho intenção de quitar minha dívida com o CAU.
    Aguardo um posicionamento.

    Obrigada

    1. Bom dia!
      Estou na mesma situação da colega, espero ter o mesmo “Tratamento” dos demais, a minha intenção é ficar quite com o CAU.
      Obrigada!

    2. ueh…para o seu comentario… o CAU nao vem dar resposta… tambem aguardarei..estou na mesma situação… o computador de respostas automaticas deles nao processou… eu tinha emitido o boleto para pagar e realmente vc esta certa… vou aguardar… tb quero desconto!

  11. Boa tarde.Nao consigo fazer o parcelamento.Minha senha nao confere.O que faço?Devo este ano.Vcs nao conseguem passar por email as parcelas.

  12. Não estou conseguindo acessar o site com minha senha, acusa erro e preciso imprimir um boleto em atraso para pagamento da anuidade de 2015.
    Liguei no 0800 e a resposta que tive foi que o sistema está com uma falha e o atendente tb não consegue resgatar a senha via telefone.
    Mas pelo que parece esse é um problema recorrente de outros usuários.
    Eu mesma tenho problema todas as vezes com a senha fornecida.

    Poderiam me ajudar?

    Obrigada

  13. Observo nas ruas algumas obras publicas sem as placas do CREA ou CAU, entrei em contato com os dois e fui informado que eu teria que fazer uma denuncia, perguntei se não havia fiscalização e fui informado que sim, mais que os mesmos só trabalham com denuncia e não com fiscalização rodando na rua.

  14. Em épocas de se rever contribuições sindicais obrigatorias…
    Acho um achaque o valor da anuidade OBRIGATORIA, voto OBRIGATORIO senão tem multa absurda…
    vou pagar anuidades de anos em que eu morava no exterior e nao exercia a profissao!!! senao agora eu nao posso executar projetos??????????????????????????????????????????????????!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    realmente acho q foi um progresso obrigar emissao de rrt… para segurança…e de certa forma fazer com q as pessoas contratem arquitetos.. ( nao estou falando de arquitetos que projetam edificios), toda dona de casa conhece um pedreiro que se auto entitula mestre de obras ( alias…qual a diferença para um engenheiro ou arquiteto no imaginario urbano??? afinal…é só para derrubar uma paredinha… fazer um puxadinho, cobrir aquela area ali, mudar o encanamento, puxar o gás para a edicula, refazer a tubulação, pintar a casa..aaaa de qq cor… e coloca lampada eletronica branca… e helloooooo a cada rrt temos que pagar ( alem da anuidade q ja foi paga…) quase 100,00 …por papelzinho de…. “fiscalização”…. helllooo? quantas obras sao efetivamente fiscalizadas? pq diriamos q os 100,00 seriam para cobrir os custos operacionais da fiscalização em si…uma vez q os valores das anuidades… hipoteticamente cobrem os custos administrativos… ( bom e imagino q…de carros…. vi um edital de compra de carros para o cau…em epoca q a prefeitura devolveu todos os carros e incentiva o uso de uber acho q deveriam pensar no caso..hein?), enfim… de 39459384578345734 obras q sao feitas… vcs vao fiscalizar quantas? entao…. o dinheiro das obras q nao foram fiscalizadas…. mmm podiam …. ajudar em um fundo para diminuir o valor das anuidades????????????????????????? vi um post de alguem q escreveu… prioridades…. quse 600 p pagar o cau ou botar comida em casa? deixe -me pensar…qual eh prioridade….
    realmente a emissao de rrt eh fantastica. ficaria feliz em fazer um pay per use… consultem a NET a respeito… paga o que usar!
    ou convençam a população de que arquiteto nao é amigo da sogra e que não paga contas da eletropaulo no aaaa vem aqui tomar o cafezinho e me dá uma ideias aqui em casa!!! ( estou falando em defesa de quem nao tem coragem p vir aqui se revoltar pq eu estou bem… tenho bons relacionamentos…e dando a dica… capto todos meus trabalhos no facebook. e olha…. de verdade… eu me viro pq eu faço obra!!!! pq se eu só fizesse projeto hahahahhahahahah… projeto em epoca de crise eh frivolidade! arquiteto é na cabeça das pessoas objeto de luxo e da elite!
    toda vez q eu leio os comentarios das pessoas eu fico quieta…. concordando, mas quieta em respeito a nobres colegas que sei e tenho certeza q estao cheios de boas intenções, mas eu quero engrossar o coro sim do absurdo dessas cobranças passadas, tenha santa paciencia, parece q nao sabem a crise em que nos encontramos!!!! e a maioria nem estava praticando!!!! vamos ganhar dinheiro do futuro, do presente, anistia já! e essas respostas de telemarketing prontas e carimbadas… eu quero humanidade, eu quero q entendam a situação, nao quero um prezado arquiteto, a lei 398475983475354 diz q a cobrança eh valida! pois ora… nao foi pq nao queriamos estar sob a mesma lei q os engenheiros agronomos, agrimensores e nao sei mais o que q saimos do CREa? e nao era p fazer algo q seria do nosso interesse???? e isso eh do nosso interesse??? nos proteger ou nos ferrar???
    porque pelo amor de deus!!! outro dia mandam um comunicado todo orgulhoso q estavam punindo uma arquiteta que nao tinha dado baixa numa porcaria de papel e mesmo uma rampa tendo sido executada depois da saida dela da obra, sem a autorização dela, sem a rampa estar prevista no projeto ( hellooooo SEM ESTAR PREVISTA NO PROJETO o fato dela nao ter apertado o botao de baixa da rrt a fez responsavel pela morte de uma criança e o CAU estava todo orgulhoso de caçar o registro dela??????? enha a santa paciencia!!!
    só estou nesse CAu porque eu sou obrigada!
    e só vou pagar por que eu sou obrigada!
    e pq agor a teno q voltar ao meu trabalho e me daria muoito mais trabalho ficar correndo atras de fazer uma nova associação p juntar liminar, mandato de segurança, e o escambal a quatro para impedir que o orgao que foi feito par DEFENDER o exercicio da nossa profissao seja ele o nosso inimigo! que vá causar ainda mais dificuldades alem daquelas que ja encontramos no dia a dia! parece ate q foi o advogado do Lula q andou escrevendo o regimento ou as leis daqui… SE nao votar…. leva uma multa q eh uma beleza ( como se arquiteto tivesse pé de 500,00 no quintal). mas só pode votar… quem estiver quite com as mensalidades! quem nao tem dinheiro p pagar as mensalidades… aaaa nao pode exercer a profissao… logo… nao pode ganhar dinheiro… nem para pagar as mensalidades e nem para comer. ah ok! muito obrigada por existir FAbulous CAU! na minha juventude fui engajada na politica dos arquitetos, queria mudar a imagem q nohs tinhamos no mercado… quanta ideologia, queria trazer tudo o q eu aprendi la fora p ca… e ai vejo q se tornou um sindicato. aos meus amigos que lerem..continuo os respeitando… nao eh com voces, mas é por todos que nao tem coragem para falar, nao eh atraves de punições autocraticas q vamos chegar la, nao eh atraves de mensagens de computador de telemarketing de é assim o sistema e pronto q vamos nos unir. nao eh criando antipatia pelo sistema… q vamos nos unir… quem esta contente com esse pagamento diga tb… lembrando q eu elogiei sim o sistema de emissao de rrt, mas abominei o caso da arquiteta q foi punida por nao dar baixa… tchau…vou trabalhar… pq nao esta facil para ninguem!

    1. Obrigada por ter escrito esse texto. Também estou extremamente decepcionada. E pior que parece que falamos apenas com um Computador Inteligente que responde as perguntas automaticamente.

    2. Muito bom seu desabafo,todos nós arquitetos éticos desse país nos sentimos assim como vc.explorados até por uma entidade que tem obrigação de nós defender mas só cobra,sou formada desde 1978,quase 40 anos de exercício profissional sem nunca deixar de pagar nada,e sou ainda obrigada a emfrentar uma concorrência desleal até com fiscais da prefeitura da cidade que moro,amargosa,BA,sem nem um curso profissionalizante,copiam os projetos pela internete e ainda se passam por arquitetos,a quem apelar?um abraço.

  15. Essa prerrogativa das 25 parcelas deveria ser permanente, até que todos os profissionais pudessem estar quites com o Conselho. É o mínimo que vocês deveriam fazer, já que vacilaram ao não cobrarem essa dívida responsavelmente ao longo dos anos!

  16. Bom dia, aproveitando este canal, o que o CAU tem feito em relação ao crescente exercício ilegal da profissão que tem minado os serviços de profissionais habilitados e contribuintes com o CAU?

    1. Cláudio, a fiscalização é de responsabilidade dos CAU/UF, conforme determina a Lei 12.378. Em 2016, foram realizadas mais de 17.000 ações de fiscalização. Veja em http://www.caubr.gov.br/cauuf-promoveram-mais-de-17-000-acoes-de-fiscalizacao-em-2016/

      Também publicamos diariamente notícias sobre fiscalização no Clipping (www.caubr.gov.br/clipping) e no Facebook (https://www.facebook.com/caubr/)

      Para fazer uma denúncia, clique em https://siccau.caubr.gov.br/app/view/sight/externo.php?form=CadastrarDenuncia

    2. ueh…para o seu comentario… o CAU nao vem dar resposta… tambem aguardarei..estou na mesma situação… o computador de respostas automaticas deles nao processou… eu tinha emitido o boleto para pagar e realmente vc esta certa… vou aguardar… tb quero desconto!

  17. Sem emprego, nenhuma chance de se negociar.
    Comida em casa é prioridade.
    Sinto muito, mas se tiver q processar o CAU, q jamais conseguiu garantir a qualidade do exercício da profissão, eu o farei.

  18. Já que os arquitetos não podem “escapar” dessa cobrança, vocês deveriam ser mais democráticos na maneira de poder pagar essas dívidas acumuladas. Sujeitar os profissionais à dívida ativa, sujando seus nomes por um erro que não é só nosso, pois é de vocês também que em 5 anos nunca nos alertaram, é total e absurda falta de bom senso e de justiça!

    1. Concordo plenamente, Lucas! DESSERVIÇO da CAU para os arquitetos e para o país. Nada fazem, só cobram.

  19. Pra vcs verem que não tá fácil pra ninguém.
    Poderiam rever essas cobranças, herança do crea, que minam os trabalhadores brasileiros.

  20. Por uma questão de sensibilidade, os senhores deveriam prorrogar esse prazo. Dá uma terrível sensação de “Caça às bruxas” por parte deste Conselho, sendo que o erro foi dos senhores que sequer enviaram carta de cobrança ao longo dos anos, procedimento que instituições sérias que lidam com procedimentos financeiros costumam fazer e que vocês não se preocuparam em fazer. Algo totalmente desrespeitoso e inconsequente e que, agora, os profissionais são penalizados!

  21. OI BOA TARDE NÃO ESTOU CONSEGUINDO ENTRAR COM A MINHA SENHA NO SISTEMA PARA EMITIR O BOLETO PEÇO OUTRA SENHA SENHA MAIS FÁCIL DE ACESSO DAR ERRO DIRETO AGRADEÇO FICO AGUARDANDO UM ABRAÇO

  22. A migração compulsória do CREA para o CAU, sem que nós profissionais opinássemos, e a cobrança de anuidade mesmo para quem não foi se recadastrar tendo em mente que o não recadastramento seria um automático desligamento são absurdos. Não trabalho como arquiteta desde 1990, paguei o CREA para manter minha identidade profissional, e agora estão me cobrando anuidades atrasadas do CAU, mesmo não tendo número de registro de meu conhecimento, não tendo identidade profissional nem acesso ao site…E principalmente sem exercer a atividade, pois tenho outra profissão, comprovadamente. Nunca recebi nenhuma comunicação do CAU estes anos todos, e agora, em 2017, recebo uma carta com ameaça de cobrança judicial de anuidades atrasadas!!! Ora, parece proposital, esperar anos para cobrar uma quantidade enorme de juros, pois o certo seria cobrar logo após o primeiro ano de atraso!!!Nunca soube que era devedora, inclusive me considero desligada do Conselho desde que acabaram com o meu registro no CREA. Imagino que este seja o caso de inúmeras pessoas que, um dia, se formaram em Arquitetura. O Conselho deveria focar nos profissionais atuantes, parar de perseguir quem está de fato desligado da atividade, e trabalhar para melhorar o atendimento, o site, a comunicação com os profissionais e ser mais afinado com a situação do país, anuidades altas só afastam os contribuintes se o retorno é pequeno.

    1. Concordo plenamente. Devido a essas práticas emigrei do país. O Crea usava da mesma truculência mas só cobrava se o profissional voltasse ao exercício da profissão.
      Agora ferram com o profissional atingindo o crédito e contas em banco.
      Deprimente. Abusivo. Reflete as práticas truculentas dos políticos eleitos pelo povo.
      De fato os políticos são reflexos do jeitinho de arrancar grana do brasileiro até quando é profissional formado por curso superior.
      Não tenho palavras para descrever minha náusea. Sou pesquisadora em arquitetura e estou com as anuidades em dia exatamente para evitar essas práticas truculentas.
      Moro na Califórnia.

  23. POR FAVOR NAO CONSIGO ACESSAR MINHA CONTA PARA FAZER MINHAS RT’S
    O CHAT NAO FUNCIONA SALA CHEIA E O 0800 SO TELEFONE FIXO,
    ESTOU LIGANDO DE CELULAR E ESSE 4007-2613 NEM CHAMA NEM COMPLETA A CHAMADA
    POR FAVOR
    ME DE UM NUMERO DE TELEFONE OU EMAIL QUE REALMENTE FUNCIONEM POR QUE ESSAS ALTERNATIVAS NAO SERVEM.
    NAO SEI PRA QUE FORAM ME TIRAR DO CREA.

  24. Para que existe esse canal de atendimento, se toda vez que alguém formula uma pergunta, vem a resposta padrão: “POR FAVOR ENTRE EM CONTATO PELOS TELEFONES….”?.

  25. Estou a 48 minutos aguardando o envio do e-mail do CAU para redefinir minha senha, e poder acessar o refinanciamento. Isso é um absurdo, face ao valor da anuidade cobrada de todos, esse Sistema deveria ser mais que eficiente.

  26. Um absurdo! Os valores cobrados, os juros, a maneira de cobrar via judicial, a atuação do Conselho. Os salários da área não são condizentes com a anuidade cobrada. Grandes escritórios não contratam com CLT e nem PJ e o conselho não faz nada. Eu não atuo como arquiteta e tenho comprovação disso em carteira desde 2011, inclusive não moro no RS desde 2005 e é o CAU/RS que acionou a justiça. Em 2014 quando tentei acessar o sistema para votar “CAU03: A base de dados enviada pelos regionais foi fechada em 02/10/14. Nesse caso, não será possível realizar o voto.” Ou seja, em 2014 eu não estava na base de dados, mas em 2017 para cobrança através de meio judicial(!!!) encontram resgistro desde 2012.

  27. Quero registrar a minha insatisfação a este conselho quando impõe ao profissional o pagamento integral da anuidade nos dias de hoje fora do prazo de março. Em tempos de crise total de trabalhos é inconcebível que não se faça um parcelamento de pelo menos 03 parcelas com acréscimos em ajuda a um contingente de profissionais que mantém toda essa estrutura em funcionamento e quando necessita de uma apoio nos dão as costas.

    1. Concordo plenamente com vc Eugenio!
      Houve situações anteriores onde procurei o Conselho para parcelar minha anuidade ( do ano em curso) fora do prazo que o mesmo propõe de parcelamento (JAN A MAI) e, simplesmente, disseram que NÃO era possível..
      Aí tive que ficar em atraso, pra poder usufruir de uma parcelamento… Isso existe?!!!
      O que percebo no nosso país, e no nosso Conselho não é diferente – infelizmente, é que há um consenso de não valorizar também as pessoas que prezam por estar quites com seus pagamentos..,
      Acredito que,justamente por conta de uma péssima situação sócio-político-econômica, passamos por um momento extremamente crítico, e isso já é motivo suficiente para termos mais apoio do Conselho para ajudar em quem tem a vontade de querer estar em dia com o Conselho.
      Atualmente me encontro na mesma situação de precisar de um parcelamento do ano atual, pois até o momento não me foi possível pagar a anuidade atual e, pelo que vejo tudo permanece da mesma forma, sem essa possibilidade, INFELIZMENTE..!

  28. Meu registro foi migrado automaticamente para o CAU, e estou com as anuidades atrasadas desde 2012. sendo a ultima vez que emiti ART foi quando era do crea ainda. Agora chegou uma notificação judicial com uma proposta de conciliação mas apenas em 25 vezes que pra mim é complicado no momento realizar esse parcelamento sendo que tenho 6 anuidades atrasadas. Um tempo atras tentei pelo atendimento on line informação para cancelar meu registro mas me informaram que pra cancelar deveria estar em dia com anuidades. E minha divida só foi correndo.

    1. Luciana, CAU/BR e CAU/UF aprovaram em fevereiro novas regras para refinanciamento e suspensão de registro. Por favor entre em contato com nossa Central de Teleatendimento (de segunda a sexta, das 9 às 19h)
      Chat: http://www.caubr.gov.br/atendimento
      Telefones: 0800-883-0113 (ligações realizadas a partir de telefones fixos) e 4007-2613

    2. O mesmo aconteceu comigo, Luciana. Um absurdo. Em 2014 quando tentei acessar o sistema para votar “CAU03: A base de dados enviada pelos regionais foi fechada em 02/10/14. Nesse caso, não será possível realizar o voto.” Ou seja, em 2014 eu não estava na base de dados, mas em 2017 para cobrança através de meio judicial(!!!) eles encontram resgistro desde 2012…

    3. Luciana, estou com o mesmo problema que você. Mas consegui cancelar meu cau, pelo site mesmo. Liga nesses telefones: 0800-883-0113 (ligações realizadas a partir de telefones fixos) e 4007-2613, eu falei com a Cristina e ela me explicou certinho como cancelar o cau e não aumentar a dívida.
      Tenta lá!

  29. É dito pelo CAU que no pagamento da anuidade de 2016 não serão cobradas multas.
    O valor da anuidade para este execício é de 243,79.
    Está sendo me cobrado uma multa no valor de R$ 55,26 (?) equivalente a 22,67% do valor da taxa. Juntando com os juros SELIC R$ 29,80 e R$ 2,74 (13,35% – ambos) o boleto tem o valor total de R$ 331,59. Isto está correto?
    Sou formado desde 1979.
    Já estive 03 vezes na sede aqui em Salvador e nada foi resolvido. Peço consertar e liberar o boleto com o valor correto.

    1. Pelo visto trata-se de um padrão, sobre todas consultas similares, encaminhar-nos para o 0800-883-0113 ou 4007-2613 onde há dificuldade de atendimento.

      A solução mais prática e satisfatória é disponibilizar no site um novo boleto de 2016 com o valor recalculado.
      Espero que me retornem com esta solução.

  30. Olá! Obrigada João pela informação deixada acima.

    Acabei de receber uma carta de citação feita pelo poder judiciário intimando o pagamento da dívida, pois pedi a suspensão do meu CAU no fim do ano passado, já que não atuo na profissão desde que me formei. Estou tentando falar no CAUSP, mas ninguem atende, apenas uma gravação pedindo para digitar o ramal desejado, e após algumas tentativas a ligação cai.

    Pelo CAUBr fui atendida e falaram para eu pagar negociar minha divida. É um absurdo…

  31. Estou com atraso nas minhas anuidades. Já fui pessoalmente no CAU e fui friamente atendido. Não estou exercendo no momento a profissão, mas gostaria de voltar a atuar, caso o mercado venha ser aquecido novamente. Agora, fiquei estarrecido com a quantidade de reclamações aqui neste espaço. Acho que eu como profissional e brasileiro pago muitos impostos, transporte caro, serviços caríssimos (telefonia, tv, internet, água/esgoto, luz e etc). O nosso conselho está caríssimo também. E o que traz de benefício efetivamente para os profissionais? Pago o CREA desde que me formei. Pago o CAU desde a sua criação. Esse dinheiro me dá o direito a algum benefício? Quando chegar a aposentar deveria pelo menos uma parte voltar para o profissional (pelo menos aquele que nunca deixou de atuar). Gostaria de acertar minhas anuidades, mas depois de tudo que li aqui fiquei cheio de questionamentos.

  32. Bom dia,
    Pedi a baixa da Empresa junto a esse Orgão, mas fomos informados que o responsável Técnico ainda consta como responsável, como fazer a baixa da RRT do mesmo.

  33. Este número de telefone 4007-2613, para ligações de celulares, não tem atendimento. Fico ouvindo música interminável. Ninguém atende. Algo está errado.

  34. LEI Nº 12.378, DE 31 DE DEZEMBRO DE 2010.


    Art. 52. O atraso no pagamento de anuidade sujeita o responsável à suspensão do exercício profissional ou, no caso de pessoa jurídica, à proibição de prestar trabalhos na área da arquitetura e do urbanismo, mas não haverá cobrança judicial dos valores em atraso, protesto de dívida ou comunicação aos órgãos de proteção ao crédito.

    Art. 54. Os valores devidos aos CAUs referentes a multa por violação da ética, multa pela não realização de RRT ou anuidades em atraso, prescrevem no prazo de 5 (cinco) anos.

    Quem, como eu, não atua na profissão, não precisa pagar nada. Apenas deve suspender o registro e deixar a dívida caducar, de acordo com o Art. 52. Caso o CAU resolva fazer a loucura de colocar o nome no SERASA, basta entrar com uma ação judicial (Art. 54).

    1. Eles não fazem o contato com as pessoas, João. Cobram direto na justiça!! Um absurdo. Em 2014 quando tentei acessar o sistema para votar “CAU03: A base de dados enviada pelos regionais foi fechada em 02/10/14. Nesse caso, não será possível realizar o voto.” Ou seja, em 2014 eu não estava na base de dados, mas em 2017 para cobrança através de meio judicial(!!!) eles encontram resgistro desde 2012… Eu não atuo como arquiteta e tenho comprovação em carteira desde 2011. Vejo aqui no fórum que é uma jogada nacional, imagino as quantias milionárias que essas cobranças absurdas vão gerar para as CAU…

    2. Ana, se a cobrarem na justiça apenas espere seu nome ir para o Serasa e processe-os.
      Isso que eles fazem é somente pressão, visto que precisam de cada vez mais dinheiro para manter as regalias. Tome como exemplo a localização do CAU/RJ, onde está o valor/m² comercial mais CARO DA CIDADE!!!
      Não se preocupe se eles a incluírem em algum cadastro de devedores. Isso é causa ganha. Se eles tiverem a audácia de incluir seu nome no Serasa, por exemplo, estarão desrespeitando a própria lei de criação do CAU.

    3. Pessoal, apesar de estar vendo o Art. 54 desta lei, a minha dívida consta aqui como “Divida Ativa”, e pelo que lí esta não prescreve. Alguém sabe me dizer o que acontece?

  35. Não entendo como o valor do conselho de Arquitetura e Urbanismo é tão alto, mesmo diante de tamanha baixa no mercado da construção civil. Não assino um projeto desde 2010. Porém, tentam me obrigar a pagar um sindicato que não trabalha, não existe, e nem assiste aos profissionais da área. Além de me obrigarem a contribuir anualmente com um conselho absurdamente caro, ainda que o “profissional” não esteja atuando. A minha esposa é enfermeira, a anuidade do conselho de enfermagem custa praticamente a metade do CAU, e todos os dias o profissional de enfermagem utiliza o número do seu COREN… Espero que o CAU reveja os seus valores e serviços. Pois, no momento estou finalizando um acordo com os anos de 2014 e 2015, e 2016. Semana que vem começarei a pagar 2017, um valor absurdo para algo que não utilizo

  36. caro senhores estou com 63 anos e 5 anos de atraso, e com uma serie de dividas, vi que tenho a possibilidade de interrupção temporária do registro profissional. mas gostaria de saber apesar de estar com muito pouco dinheiro. Quais seriam os valores das prestacões e se são fixas ou muda o valor todo mes? o não pagamento da divida fará com que meu nome vá para o SPC ou somente perderei meu registro?

    1. Sergio, por favor entre em contato com nossa Central de Atendimento em caubr.gov.br/atendimento ou pelos telefones 0800-883-0113 (ligações realizadas a partir de telefones fixos) e 4007-2613

  37. Boa noite.

    Hoje, apareceu uma dívida pra mim referente a uma parcela da anuidade de 2013. Estranho, pois nunca deixei de pagar o conselho, e de repente aparece uma cobrança na minha pagina inicial do cau uma divida de 4 anos atras.

    não reconheço essa divida, e tem mais o proprio cau já me emitiu documentos q provam isso, como diversas certidões negativas apos esse ano.

    como devo proceder?

    1. Igor, por favor entre em contato com nossa Central de Atendimento em caubr.gov.br/atendimento ou pelos telefones 0800-883-0113 (ligações realizadas a partir de telefones fixos) e 4007-2613

  38. No dia 27/3/2017 recebi o Ofício nº 61/2017-PRESI referente a Decisão da Comissão de Finanças, Atos Administrativos e Gestão do CAU. Através deste fui informada que em 22/3/17 deliberou pela manutenção do débito das anuidades de 2012, 2013,2014 e 2015. E que eu poderia interpor recurso, com efeito suspensivo ao Plenário do CAU/DF no prazo de 10 (dez) dias contados a partir do primeiro dia útil subsequente ao do recebimento da referida comunicação.
    Através da DELIBERAÇAO Nº13/2017 -CFG, Foi dado prosseguimento ao processo de cobrança devendo o débito ser inscrito em dívida ativa de acordo com os procedimentos vigentes. (Assinam 4 conselheiros).

    Esclareço que tenho procurado o CAU/DF com o objetivo de negociar o pagamento do débito das anuidades atrasadas, contrariamente a o que afirmam :”Considerando que não houve ,no Sistema de Informação e Comunicação do CAU, a negociação dos valores devidos.”

    Afirmo que em 01 de dezembro entrei com o “Recurso Voluntário” para negociação da dívida, prevista na Resolução nº121 de 19/8/2016 e solicitar a prorrogação do prazo para pagamento da mesma.

    Em 02/03/2017 fui ao CAU/DF e optei por pagar a dívida das Anuidades 2012,2013,2014 e 2015 em 25 parcelas, tendo sido inclusive impresso os boletos.(atendimento pelo funcionário Lucas Oliveira). Agendei o pagamento de todas as parcelas e da anuidade 2017 no Banco do Brasil. o Vencimento da 1ªparcela e da anuidade 2017 vence e será paga amanhã , dia 31/13.

    Parece que o SICAU não tem sido atualizado a contento, pois as informações não têm chegado a Comissão de Finanças, Atos Administrativos e Gestão do CAU/DF.

    Relatando o fato à funcionária Beatriz, solicitei instruções como proceder.
    Foi-me sugerido desconsiderar o Ofício nº61/2017 – PRES que tem anexa a DELIBERAÇÃO N°3/2017~CGF.

    1. Cláudia, por favor entre em contato com nossa Central de Atendimento em caubr.gov.br/atendimento ou pelos telefones 0800-883-0113 (ligações realizadas a partir de telefones fixos) e 4007-2613

  39. E quem tem somente um débito? do ano de 2016. Posso renegociar pessoalmente no cau da minha região? Como faço para cadastrar que sou engenheira de segurança do trabalho?

  40. VER O AUMENTO DA ANUIDADE E A FORMA DE PARCELAMENTO DAS DIVIDAS ANTERIORES É DE DEIXAR QUALQUER ARQUITETO BEM INSATISFEITO COM ALIENAÇÃO DO CONSELHO EM RELAÇÃO A REALIDADE DO MERCADO.
    INÚMEROS ESCRITÓRIOS NÃO PAGAM SEQUER O PISO AOS ARQUITETOS. TENDO PORTANTO UM IMPACTO MUITO GRANDE NO VALOR DA ANUIDADE EM RELAÇÃO AOS SALÁRIOS DA CLASSE.
    ALGUÉM JÁ TENTOU TIRAR UMA CERTIDÃO DE ACERVO TÉCNICO? INÚMEROS COLEGAS NÃO CONSEGUEM, SÓ GRANDES ESCRITÓRIOS.
    ENQUANTO QUE A CÚPULA DO CAU NÃO DESCER DO SALTO E ENCARAR REALMENTE AS DIFICULDADES DA ATUAÇÃO PROFISSIONAL A PROFISSÃO CORRE SÉRIOS RISCOS DE SE TORNAR VALORIZADA PELA SOCIEDADE.

    1. Raquel, informamos que a Certidão de Acervo Técnico pode ser emitida por qualquer profissional, a qualquer tempo. Pedimos que por favor entre em contato pelos nossos Canais de Atendimento:

      Teleatendimento: 0800-883-0113 (ligação gratuita) ou 4007-2613 (para celulares)
      Atendimento Online: http://www.caubr.gov.br/atendimento

    2. A pior coisa que aconteceu, foi esse conselho ter saído do CREA, na minha opiniao ficou pior e nao estou satisfeito com nada deste conselho, só tem anuidades absurda que nao faz nada pelos arquitetos, ninguem sabe o que é CAU, foi bom para os membros dos orgãos, como foi bom mesmo.

    3. Concordo plenamente com você, Raquel. Estou desempregada há 3 anos, pago essa anuidade absurda desde que me formei, e ainda continuo desempregada visto que essa crise na construção civil nos afetou profundamente. O profissional que não atua por conta de desemprego não deveria pagar, e o profissional que atua não deveria pagar uma anuidade tão absurda de cara. Estou para pedir meu cancelamento de carteira. Para mim, não está adiantando muito. Não sei para que serve esse conselho, separou do CREA e ficou pior. Não merecemos pagar esse roubo de anuidade, é muito dinheiro para não termos nada de retorno. Estou muito indignada e insatisfeita com esse conselho!

  41. Isso tudo está ocorrendo porque não somos contratados! E ainda temos o mercado tomado pelos engenheiros, designers e amadores! Fiz esse curso e vi o tamanho da desvalorização! Os que contratam, grande maioria estão pagando salário de projetista, é fato, é só pesquisar pra saber a realidade que estamos enfrentando! E ainda aumentaram o valor da anuidade! Francamente viu…

    1. A maioria viram cadistas aqui no maranhão, aqui não tem valor de mercado, aqui ninguém é valorizado, tenho experiencia em obras e projetos mas me recuso a ser cadista para escritórios. Só renomados com empresa conceituada que na maioria não são maranhenses que se destacam. quando há concurso que é difícil, oferecem apenas 1 vaga. Sinceramente já estou pensando em estudar engenharia e migrar para o CREA. essa não é apenas a minha opinião, é a realidade.

  42. Bom dia
    estou com meu registro atrasado desde 2012, paguei 2016 e renegociei a dívida em 5 parcelas, o que ficou bem caro. Lendo agora no site, vi que as dívidas poderia ser parceladas em até 25 vezes. Posso fazer uma renegociação da dívida e cancelar essa que fiz em 5 vezes ?

  43. preciso resolver o problema dos boletos atrasados 2012 ate 2016 nao consigo sequer acessar ….nem sei de quando migrou do crea pro cau meu registro profissional migrou junto,grata therese

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CAU/BR

NOTA DE ESCLARECIMENTO

CAU/BR

CAU/BR aponta protagonismo feminino na arquitetura e urbanismo durante 98º ENIC

CAU/BR

Comissões do CAU/BR debatem temas de interesse dos arquitetos e urbanistas

CAU/BR

CAU/BR celebra uma década dos primeiros empregados públicos efetivos

Pular para o conteúdo