UIA

Morre aos 84 anos Charles Correa, ícone da arquitetura indiana

Arquiteto Charles Correa (Foto: CIALP)

 

Morreu na última terça-feira (16/06), aos 84 anos, o arquiteto Charles Correa, considerado o maior nome da Arquitetura indiana. Correa foi professor em várias universidades mundialmente reconhecidas, como o Massachusetts Institute of Technology (MIT), a Harvard University e a University of London. Durante sua carreira, recebeu vários prêmios, entre eles as Medalhas de Ouro do Royal Institute of British Architects – RIBA (1984), do Instituto de Arquitetos da Índia (1987) e da  União Internacional de Arquitetos (1990), o Praemium Imperiale do Japão (1994) e o Prêmio Aga Khan para a Arquitetura (1998).  Em 2013, foi homenageado com a exposição retrospectiva “Charles Correa, o maior arquiteto da Índia”  realizada em Londres pelo RIBA.

 

Nascido em 1º de Setembro de 1930 em Secunderabad, na Índia, Charles Correa terminou o ensino básico em Bombaim e se mudou para os Estados Unidos, onde estudou na Universidade de Michigan (1953) e Massachusetts Institute of Technology (1955).

 

Voltando ao seu país natal, estabeleceu escritório em Bombaim, em 1958, pouco mais de uma década após a independência da Índia. A primeira obra de sua autoria a despertar atenção foi um monumento em Nova Déli em celebração a Mahatma Gandhi.

 

Em 1964, com os arquitetos Pravda Mehta e Shiresh Patel, Charles Correa elaborou o projeto para a Nova Bombaim, um novo distrito para cerca de dois milhões de habitantes. Entre 1971 e 1974, foi arquiteto-chefe da agência estatal responsável pelo projeto. Uma década depois, em 1984, Correa fundou o Urban Design Institute Research de Mumbai, oferecendo um fórum para interação entre arquitetos, urbanistas e profissionais de áreas relacionadas.

 

Outros projetos de destaque de Charles Correia foram: o complexo de artes Bharat Bhavan em Bhopal (1982), o edifício residencial Kanchanjunga em Bombaim (1983), o Museu Nacional de Artesanato em Nova Déli (1990) e o edifício do British Council em Déli (1993). Mais recentemente, projetou o Centro de Ciência da Mente e Cognição do MIT (2005).

 

Fundação Champalimaud (2010) em Lisboa, Portugal (Fonte: Shutterstock)

Clique aqui e confira o site do arquiteto.

 

 

Publicado em 18/06/2015. Com informações do site português Público e da revista aU.

MAIS SOBRE: UIA

Uma resposta

  1. Lamentável perda! Tive oportunidade de conhecê-lo pessoalmente em BH e assistir palestra e acompanha-lo em uma confraternização em BH. Figura incrível: vai fazer falta.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

UIA

Presidente da União Internacional de Arquitetos (UIA) envia mensagem para participantes da COP28

UIA

UIA divulga nota de solidariedade aos países afetados por desastres naturais

UIA

Dia Mundial da Arquitetura: Arquitetura para Comunidades Resilientes

UIA

Vencedores do Concurso Internacional de Estudantes da UIA: “A Grande Muralha Verde”

Pular para o conteúdo