CATEGORIA

Arquiteta e urbanista italiana visita o CAU/RJ

O presidente do CAU/RJ, Jerônimo de Moraes, com a professora da Escola Politécnica da UFRJ Gabriella Rossi (esquerda) e a arquiteta e urbanista italiana Emilia de Vivo.

A arquiteta e urbanista e jornalista italiana Emilia Antonia de Vivo visitou nesta sexta-feira (15/02) a sede do Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU/RJ). Ela está no país conhecendo as instalações olímpicas e observando as transformações que a cidade sofreu ao longo da preparação para os Jogos Olímpicos.

 

O presidente do CAU/RJ, Jerônimo de Moraes, esclareceu as dúvidas da italiana sobre o funcionamento do Conselho funciona e respondeu suas perguntas sobre o legado dos Jogos para a cidade. Ele destacou a importância de projetos completos em obras públicas, uma bandeira permanente do CAU.  A professora da Escola Politécnica da UFRJ Gabriella Rossi acompanhou a visita.

 

Emilia de Vivo está no Brasil pela primeira vez e disse ter percebido que o Rio possui diversos modelos de cidade dentro dela. “Visitei uma favela e encontrei condições de higiene que me lembraram uma cidade da Idade Média. Por outro lado, Copacabana e Ipanema têm um estilo da década de 70, e outros lugares são mais contemporâneos. Encontrei uma cidade degradada, mas com muitas potencialidades. Acredito que o desafio do Rio seja integrar essas diferentes realidades”, opinou.

 

Moradora de Milão, Emilia Antonia de Vivo é mestre pela Universidad Politécnica de Cataluña, em Barcelona e escreve para os veículos Domus, Pagina99, Lettera43, Artribune e Klat.

 

FONTE: CAU/RJ

 

Publicado em 18/04/2016

MAIS SOBRE: CATEGORIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo