ARQUITETOS EM DESTAQUE

Arquiteto italiano, Vittorio Gregotti, morre em decorrência do coronavírus

No domingo, 15, o arquiteto italiano Vittorio Gregotti morreu de pneumonia, em decorrência do coronavírus, em Milão, na Itália, onde estava hospitalizado com sua espoa Mariana Mazza, que também contraiu o vírus e continua internada.

 

Vittorio Gregotti em 1975. Imagem via Wikipedia Commons.

 

O arquiteto nasceu em Novara, Itália, em 1927 e se formou no Politecnico di Milano. Atuou como editor, colaborador e editor-chefe da revista de arquitetura Casabella, foi curador de várias exposições em seu país como da Regarding the Stucky Mill, precursora da Bienal de Arquitetura de Veneza e proferiu inúmeras palestras em universidades de prestígio no mundo.

 

Precursor da arquitetura como disciplina independente, colunista, teórico e urbanista, Gregotti foi um dos grandes mestres da sua área, tendo marcado indelevelmente a segunda metade do século XX, como registrou o jornal italiano Corriere della Sera, no dia do seu falecimento. Terminou o curso de arquitetura sete anos após o fim da Segunda Guerra Mundial, num momento em que a reconstrução da Europa era uma necessidade premente que, longe de estar contida ao seu país, atravessava fronteiras. Assim, rompeu com a arquitetura de vanguardas que dominava as propostas antes da guerra e seguiu uma linha racionalista nas suas propostas: simplicidade, organização e precisão são, em traços gerais, os mandamentos que adotou na prática da arquitetura.

 

Grande parte da obra construída do arquiteto são projetos esportivos e culturais. Gregotti é fundador da Gregotti Associati International; coautor do Centro Cultural de Belém, em Lisboa, Portugal, ao lado de Manuel Salgado. Projetou o Teatro de Ópera Arcimboldi, em Milão, o Grand Théâtre de Provence, na França, o campus da Universidade de Calábria e os distritos de Pujiang New Town, em Xangai, e de Bicocca, em Milão.

 

Entrevista:  Memória: entrevista com Vittorio Gregotti, por Marisa Barda, arquiteta e urbanista.

 

Fontes:  Arquiteto italiano Vittorio Gregotti morre em decorrência do coronavírus aos 92 anos

O arquiteto italiano, que ao lado de Manuel Salgado desenhou o CCB, não resistiu ao coronavírus. Morreu ontem em Milão, aos 92 anos.

 

 

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Mackenzie promove exposição “Carlos Bratke, Arquiteto”. Inscreva-se para assistir mesa redonda dia 29.

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Falece aos 74 anos Jean-Louis Cohen, referência no estudo de arquitetura e urbanismo do século XX

ENTREVISTAS

Biografia e roteiro da construção da candidatura de Nivaldo Andrade para a vice-presidência das Américas da UIA

ENTREVISTAS

Entrevista exclusiva: Nivaldo Andrade, VP das Américas da União Internacional de Arquitetos, fala sobre objetivos e planos

Skip to content