CAU/UF

Arquitetos de Sorriso se reúnem com CAU/MT para discutir desafios do exercício profissional

 

O vice-presidente do Conselho e Arquitetura e Urbanismo de Mato Grosso (CAU/MT) e coordenador da Comissão de Ética e Disciplina, Eduardo Cairo Chiletto, e a coordenadora da Comissão de Ensino e Formação, Waleska Silva Reis, promoveram uma reunião com arquitetos e urbanistas de Sorriso, na região norte do estado, nesta semana (25).

 

Na abertura do encontro, a Conselheira Waleska falou sobre as atribuições do CAU, que regulamenta o exercício da profissão de arquiteto e urbanista no Brasil, orientando quanto à abrangência, atribuições, direitos, deveres e campos de atuação, entre outros pontos. Segundo ela, o CAU/MT atende os profissionais nas mais variadas necessidades, mas também atua na defesa dos interesses coletivos possibilitando o desenvolvimento adequado dos espaços, inclusive as cidades.

 

Durante a palestra, Chiletto apresentou informações sobre elementos que regulam e orientam a atividade do arquiteto e urbanista, em especial, o Registro de Responsabilidade Técnica (RRT) na execução, exigência legal, decorrente da Lei 12.378/2010. “Esse instrumento é fundamental para identificar o responsável pela atividade técnica e as principais características do projeto, obra ou serviço. Entre os benefícios, para o profissional, está a formalização do acervo técnico, importante para participação em licitações e contratações. Para a sociedade, a RRT garante mais segurança, pois comprova que o serviço está sendo executado por um profissional legalmente habilitado e em situação regular com o Conselho, formalizando o compromisso com a qualidade técnica dos serviços prestados” explicou.

 

Outro tema abordado na reunião foi sobre a importância do arquiteto e urbanista como especificador de produtos. “A relação entre o arquiteto e urbanista com os fornecedores de produtos é essencial para que o projeto tenha sempre os materiais mais adequados, modernos e de qualidade. Essa interação é benéfica para o cliente e a sociedade”, reforçou.

 

 

Um dos principais pontos apontados pelos profissionais foi a necessidade de valorização do arquiteto e urbanista perante a sociedade, esclarecendo seu papel na elaboração e execução de projetos e obras. Nesse sentido, a arquiteta e urbanista Natiele Falchetti, que preside a Associação dos Engenheiros, Arquitetos e Técnicos de Sorriso (Assenarts) considera fundamental a presença do CAU/MT nos municípios. “Os profissionais do interior acabam ficando mais carentes de serviços, justamente pela distância da sede na capital. “O CAU/MT vir, fazer campanhas, trazer serviços, fiscalização, é muito importante, pois facilita o atendimento ao profissional, mas também a regulação dos serviços no município”, relatou.

 

Para Karen Izidoro, que também integra a Assenarts, encontros como o realizado em Sorriso valorizam o profissional na medida em que possibilitam a troca de informações para melhorar a relação do arquiteto e urbanista com seus clientes, fornecedores e comunidade. “Isso abre o modo de pensar e possibilita olhar a profissão sobre novos horizontes”, disse.

 

O CAU/MT também promoveu reuniões com professores, estudantes, profissionais e lojistas na cidade de Sinop.

 

 

Fonte: CAU/MT

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CIDADES

Conferência das Cidades: espaço para discutir a implementação da política urbana para todo o país

CIDADES

Iniciadas Convocações para a 6ª Conferência Nacional das Cidades

CIDADES

Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul seleciona profissional de Arquitetura

CAU/UF

Conselho de Arquitetura e Urbanismo do RN anuncia concurso público para níveis médio e superior

Pular para o conteúdo