ATHIS

Arquitetos e urbanistas assinam contrato para projetos do Nenhuma Casa sem Banheiro

Na última quinta-feira (28/04), um novo e importante passo foi dado rumo à concretização do projeto Nenhuma Casa sem Banheiro em Canoas, na Região Metropolitana de Porto Alegre.

 

Os 36 arquitetos e urbanistas credenciados pelo Conselho de Arquitetura e Urbanismo (CAU/RS) a partir da realização de Edital de Chamamento Público estiveram presentes para assinar o contrato junto à Associação de Engenheiros e Arquitetos de Canoas (Seaca). A solenidade contou com a presença do prefeito em exercício de Canoas e demais autoridades do município, bem como de representantes de entidades da Arquitetura e Urbanismo.

 

“Acredito que vislumbramos a chance de entregar uma nova vida para essas famílias; saber que o cotidiano delas pode ser transformado com esse projeto”, afirma a arquiteta e urbanista Evelise Both, uma das credenciadas pelo CAU/RS. Rafael Haag também faz parte do time, e afirma estar muito feliz em fazer parte da iniciativa. “Um banheiro pode ser algo simples e pequeno para alguns, mas para muitas famílias é inexistente. Por um lado, isso pode assustar mas, por outro, comprova a importância do projeto.”

 

Ao todo, devem ser construídas 359 unidades sanitárias, sendo cada profissional responsável por até dez projetos de banheiros. A coordenação geral é do arquiteto e urbanista Roberto Luiz Decó, ex-conselheiro do CAU/RS. Os recursos a serem utilizados nas obras são provenientes do Governo do Estado do Rio Grande do Sul, por meio da Secretaria Estadual de Obras e Habitação (SOP/RS). Em abril do ano passado, o Conselho e a Secretaria assinaram um Termo de Cooperação para levar o projeto Nenhuma Casa sem Banheiro à Região Metropolitana de Porto Alegre. Em dezembro, o município de Canoas firmou o convênio com CAU/RS e SOP/RS.

 

Médico da casa

 

Ao parabenizar os arquitetos e urbanistas presentes, o presidente do CAU/RS, Tiago Holzmann da Silva, resgatou um pouco da história da Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social (ATHIS), o direito à moradia digna e o programa ATHIS Casa Saudável, ponto de partida para o Nenhuma Casa sem Banheiro. “Estamos construindo uma política pública ao mesmo tempo em que estamos colocando-a em prática. Vamos ao trabalho!”, destacou Tiago, lembrando que o profissional de Arquitetura e Urbanismo é quem tem os remédios para a “casa doente”.

 

Para a presidente da Seaca, arquiteta e urbanista Rosane Salamoni, este é um momento ímpar da história da Associação. “Nosso saber técnico fará de Canoas uma cidade mais saudável”. O Secretário de Desenvolvimento Urbano e Habitação de Canoas, César Augusto Ribas Moreira, destacou a importância do projeto e a responsabilidade dos profissionais. “Canoas e essas famílias jamais esquecerão vocês.”

 

Antes de encerrar o encontro, que seguiu com reunião técnica dos profissionais contratados, o prefeito de Canoas em exercício, Nedy de Vargas Marques, salientou a importância do trabalho realizado por arquitetos e urbanistas. “Este projeto é sinônimo de saúde e dignidade para essas famílias.”

 

Também estiveram presentes na solenidade o Chefe de Gabinete do CAU/RS, Paulo Henrique Soares, o presidente do Instituto de Arquitetos e Urbanistas (IAB RS), Rafael Passos, e o representante do Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas no Estado do Rio Grande do Sul (Saergs), Rodrigo Barbieri.

 

Reunião técnica

 

O término da solenidade foi seguido de uma reunião junto aos arquitetos e urbanistas que atuarão no projeto. Eles acompanharam um treinamento realizado pela Assessora Técnica do Gabinete de ATHIS do CAU/RS, Sandra Helena Lehnen Becker, pelo coordenador-geral Roberto Luiz Decó e também pelos coordenadores adjuntos do projeto: a Seaca é representada por Isabel Cristina Valente, o Saergs por Josiane Scotton e o IAB RS por Eduardo Baldauf. De acordo com Sandra, a previsão é de que as visitas técnicas comecem nesta primeira semana de maio. “Cada arquiteto e urbanista será acompanhado do seu supervisor e agente de mobilização da prefeitura. Durante a visita, será realizado o atendimento de assistência técnica, verificando com o responsável da família o local para a instalação da unidade sanitária e identificando informações da casa que irão compor um diagnóstico sobre o que é a ‘casa saudável’. Esse documento poderá auxiliar a prefeitura em futuros projetos relacionados à moradia. Cada profissional atenderá cinco famílias e, 30 dias após as visitas, os projetos executivos serão encaminhados à prefeitura de Canoas para aprovação”, explica.

 

Clique aqui para conhecer o nome dos profissionais de Arquitetura e Urbanismo credenciados para atuar no projeto Nenhuma Casa sem Banheiro em Canoas.

MAIS SOBRE: ATHIS

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATHIS

CAU/BR marca presença no Fórum de Debates sobre ATHIS

ATHIS

UFSC oferta curso gratuito em Assistência Técnica de Habitação de Interesse Social

ATHIS

15 anos da Lei de Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social (ATHIS)

ATHIS

CAU Brasil colabora com projeto de melhorias habitacionais do Ministério das Cidades

Pular para o conteúdo