CATEGORIA

Arquitetos e Urbanistas pela Ética: Nova campanha direcionada a lojistas

A campanha “Arquitetos e Urbanistas pela Ética” chega a sua segunda fase, agora direcionada a lojistas e estudantes de Arquitetura e Urbanismo. A campanha de combate à chamada “reserva técnica” foi lançada no ano passado, concentrada na sua primeira fase na conscientização dos arquitetos e urbanistas sobre os malefícios que essa prática traz à profissão e à sociedade.

 

Veja aqui o hotsite da campanha. 

 

Nessa segunda fase, o CAU/BR está envolvendo na campanha indústrias e comércios da área da construção civil, como lojas de materiais, associações comerciais, clubes de lojistas e núcleos de decoração. Eles receberão um ofício do CAU/BR alertando sobre a proibição de arquitetos e urbanistas receberem comissões ou presentes pela indicação de produtos e serviços. As lojas receberão também cópias do Código de Ética e Disciplina do CAU/BR e do Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) firmado entre o Ministério Público do Mato Grosso do Sul e os núcleos de decoração do estado, vetando a prática da “reserva técnica”. Saiba mais aqui.

 

Alguns outros fornecedores já acabaram com programas de pontuação para arquitetos e urbanistas após tomarem conhecimento da campanha. Saiba mais aqui.

 

“É importante ressaltar que o CAU/BR e os CAU/UF respeitam e valorizam as ações de todos os atores da cadeia da construção civil, sem qualquer intenção de obstaculizar a atividade empresarial ou a livre circulação de mercadorias”, afirma o presidente do CAU/BR, Haroldo Pinheiro. “A meta aqui é justamente ajudar a criar um ambiente respeitável e saudável para que clientes, empresários, arquitetos e urbanistas e demais profissionais possam exercer suas funções da melhor maneira possível, em benefício de toda a sociedade”.

 

O objetivo da campanha não é a punição, mas a valorização da profissão e dos produtos do trabalho de arquitetos e urbanistas em todo o Brasil.

MAIS SOBRE: CATEGORIA

0 resposta

  1. Quem sabe um dia os Arquitetos sejam mais valorizados pela qualidade de seus projetos e por sua ética profissional, podendo cobrar um preço justo por seu trabalho e não depender mais de RT para agregar ganhos. Da mesma forma os comerciantes não precisam mais forçar barra para vender, oferecendo comissões e acrescendo o preço de suas mercadorias.Quem ganha é o cliente com um bom projeto e preço justo em sua construção.

    1. Perfeita a colocação Célio – SC.
      O arquiteto que valoriza seu trabalho não precisa de RT.
      Se alguem quer fazer mais barato, (que vai sair mais caro no final) que assuma os riscos.

  2. E com relação ao exercício ilegal da profissão de arquiteto de interiores? Existe alguma normativa?
    Vejo muitos estudantes de arquitetura projetando e executando serviços relacionados à arquitetura de interiores sem assessoramento de um responsável técnico.
    Qual a posição do Conselho quanto à isto?

  3. Considero essa campanha um erro. Sem entrar no mérito da questão ética envolvida, a campanha é um desserviço à imagem dos arquitetos perante a sociedade, pois propagandeia uma prática questionável levando as pessoas a uma generalização do arquiteto como alguém potencialmente sem ética. Uma campanha como essas não ajuda, só atrapalha. Saudades do CREA ! Poderiam ter empregado o dinheiro gasto nessa propaganda negativa em outras ações positivas e destinadas a promover o ofício do arquiteto. Nunca vi o Conselho de Medicina ou de qualquer outra profissão fazer uma barbaridade desse tipo. Claro que comissões (como as citadas RTs) são oferecidas para arquitetos e outros tantos profissionais cuja atividade tenha alguma relação com o comércio. Isso não significa que o Conselho profissional deva realçar esse aspecto por meio de uma campanha cujo principal efeito será a difamação generalizada dos arquitetos. Lamentável !!!

    1. saudades do CREA ???????????????????
      volte pra lá…vá estudar engenharia
      um conselho que NÃO tem tabela de honorários e que o LEILÃO de ART (sempre e unicamente pro menor preço) é a prática vivida, CORRA pra lá.
      Você aqui nos atrapalha e boa sorte no CREA

  4. Para fazer uma campanha deste tipo, não seria melhor ilustrar com valores reais? Que loja/fornecedor é esse que paga 40% de RT?

  5. Fico profundamente chateada de ser tratada dessa forma por um conselho que me representa e que pago anuidade com o maior prazer, já que é a condição para eu exercer essa profissão que amo.
    Uma pergunta: Nós temos direito de opinar sobre essas campanhas que lançam na sociedade? Pois isso pode gerar diversas interpretações e problemas.

    1. Absurdo isso, não sou arquiteto mas isso fere vcs. precisam fazer algo sobre isso. afinal vc pagam por isso

    2. Não há progresso sem enfrentamento. O Conselho fez o que é necessário. A Corrupção está em todos os segmentos da sociedade, não apenas na administração pública. Como citou nosso colega Antônio Mendes: Os conselhos estão aqui para proteger a sociedade dos maus profissionais. Os conselhos não estão aqui para fornecer agendas, oferecer planos de saúde e dar tapinhas nas costas.

      O CAU entendeu o que uma instituição tem que fazer em defesa da sociedade. O CAU está para garantir aos arquitetos as condições jurídicas favoráveis para o desempenho da profissão e não para transformar esse Conselho em mais um órgão corporativista que só serve para buscar mais e mais privilégios como tantos que já temos notícias.

  6. E quanto aqueles profissionais que cobram um valor ínfimo por um projeto? Isso é, na minha opinião, muito mais degradante para a profissão que o recebimento de RT. E ainda, um arquiteto que indica uma loja fajuta com produtos ruins apenas pela RT vai acabar com uma reputação manchada, e acredito que qualquer profissional sério não quer sair lesado perante a sociedade, portanto, a indicação da loja ou produto vai muito além da RT.

  7. Não sou a favor da RT mas dessa vez o CAU nos coloca numa saia justa imensa! Um conselho que deveria trabalhar divulgando as vantagens em se contratar um arquiteto, esclarecer a população sobre a gama de serviços que podemos prestar para melhorar a qualidade de vida das pessoas, fazer uma campanha de mal gosto dessas!!! Isso denigre nossa imagem e coloca TODOS os arquitetos no papel de transgressores e corruptos! E digo mais: da forma como colocado entende-se que quem inventou a RT ou comissão fomos nós arquitetos! Se ela não existir os preços nas lojas serão 30% menores? Que tal fiscalizar os profissionais que cobram abaixo do valor de mercado ou não cobram e que muito provavelmente vivem às custas de RT? Nos poupem viu, isso tudo me faz desacreditar cada vez mais do nosso Conselho! ESTOU INDIGNADA!

    1. Concordo. Campanha de muito mal gosto. Sou contra prática da RT, mas essa campanha é um “desserviço” à profissão.

  8. Sou totalmente contra esta campanha também, acredito que temos questões bem mais importantes a tratar e batalhar pela nossa Profissão, temos tantos profissionais exercendo ilegalmente as funções de arquitetos e recebendo muitas vezes mais do que nós que estudamos e batalhamos pelo nosso conhecimento. A questão da redução de tributos para os escritórios de arquitetura. A melhor campanha que poderiamos fazer é de contratação de arquitetos para a elaboração de projetos e construções, e não a desmoralização dos arquitetos junto a sociedade civil.

    1. Roberta, essa campanha é direcionada somente aos lojistas, e não á sociedade em geral. As peças serão enviadas somente pelos Correios.

    2. Cau/Br
      essa campanha está no face, só comentar, curtir ou compartilhar que todos seus contatos tomarão conhecimento. por favor, não sejamos ingênuos.
      Isso acabou com nossa reputação, está circulando e a sociedade já tomou conhecimento… tem de se fazer cumprir a lei mas não precisava denegrir nossa imagem.

    3. Aqui na minha cidade tem muito estudante de arquitetura vendendo projeto a preço de banana e desvalorizando nós profissionais.
      Tem mais, lojas de modulados agora fazem projetos também e sem acompanhamento de um profissional, pode isso?
      Está cada dia mais difícil trabalhar por aqui, Acho que o CAU deveria se preocupar mais nesse sentido.

  9. Não consigo vê problema com a campanha, todos os Arquitetos tem ciência que a RT é um erro, e há muito o CAU já havia proibido esta prática então aqueles que não fazem não serão atingidos.

  10. Aos olhos de nossos clientes, a campanha cria a idéia que a contratação de arquiteto automaticamente gera sobrepreço nos insumos da obra. Precisa ser revista. Arquitetos sérios e contra a RT serão prejudicados.

  11. Eu gostaria de saber a fonte desses valores!
    Além disso, os arquitetos que não recebem RT foram colocados no mesmo pacote difamatório dessa campanha absurda.
    cabe processo de difamação, calúnia e ainda propaganda enganosa com esse preço inventado.
    aguardo respostas quanto a fonte do valor!

  12. Caros colegas arquitetos,

    A sociedade tem sim o direito de ter ciência do que se passa na nossa categoria, todos tem o direito de saber o que estão pagando e é completamente anti ético a reserva técnica, ponto pacífico já discutido em centenas de debates em todo o Brasil.

    Com relação a campanha não vejo maiores danos à nossa imagem como profissionais.
    Ao meu ver o foco de texto deveria ser um pouco mais obvio para evitar confusões, que o que deve ser evitado/denunciado é o arquiteto que trabalha com reserva técnica.
    Mas conforme informado, o destino dessa campanha são as empresas do setor de construção, então talvez não seja um problema.

    Eu gostaria de ver uma campanha incisiva do Conselho de Medicina contra os profissionais e seus dedos de silicone nos postos de saúde do Brasil, ao menos eu saberia que uma parte dos médicos é contra esse absurdo, mas ao meu ver o conselho destes profissionais está mais para conivente.

    Desculpe alguns amigos, mas é muito obvio que muitos dos que comentam aqui querem apenas difamar a campanha pois são favorecidos pela reserva técnica e não querem que ela acabe. À estes digo, não adianta ficaram demonstrando agressividade aqui, são vocês que estão “queimando nosso filme”.

    1. Antônio, agradecemos o comentário e destacamos que a peça realmente será distribuída somente aos lojistas e fornecedores da cadeia de construção civil.

    2. A sociedade deve saber que a RT é ilegal mas não taxando todo arquiteto como corrupto, o que ficou bem claro na péssima peça elaborada e divulgada SIM para sociedade, não apenas para profissionais e lojistas, uma vez que, está no facebook e é só curtir ou comentar que todos os seus contatos terão acesso a informação.
      portanto já está sim circulando pela sociedade.
      Pode fazer campanha para se fazer cumprir a lei, mas não pode denegrir a imagem do arquiteto lançando todos na mesma vala comum!

  13. A CAMPANHA TIRO-NO-PÉ ACABA DE SER RETIRADA DA FUNPAGE DO CAU/BR.
    AGORA FAVOR RETIREM ELA DAQUI TAMBÉM…
    TEMOS A IMPRESSÃO DE QUE O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil – Cau/BR PARECE NÃO TER NOÇÃO DA ATITUDE FALHA QUE ELE COMETEU… INÚMERAS, OU MELHOR, MILHARES DE PESSOAS TEM ACESSO A ESSA PUBLICAÇÃO E ELA JÁ FOI COMPARTILHADA CENTENAS DE VEZES POR PROFISSIONAIS E VISTANTES!!! VCS ESTÃO DENEGRINDO E DESTRUINDO A IMAGEM DO ARQUITETO!!! É UM ABSURDO!!! ESTOU INDIGNADO COM ESSA ATITUDE DOS Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil – Cau/BR E Conselho de Arquitetura e Urbanismo de Goiás Cau/GO… ONDE VCS QUEREM CHEGAR…!? ATINGIR 100% DE PROJETOS E OBRAS SEM A PRESENÇA DO PROFISSIONAL ARQUITETO!!??? É ISSO!!!????
    E ANTES DE CRIAR CAMPANHAS DESASTROSAS COMO ESSA FAÇAM UM CONSULTA A TODOS OD PROFISSIONAIS REGISTRADOS, OU PELO, MENOS CONTRATEM UMA ASSESSORIA DE MARKETING.

  14. A sociedade hoje se tornou tão individualista que uma mensagem geral necessária e importante não pode mais ser repassada sem que as pessoas se sintam ofendidas, mesmo aquelas que não se encaixam no perfil vestem a carapuça. Tudo é tomado num nível pessoal e, nesse mundo competitivo extremo que vivemos, o que era para ser nada ofensivo torna-se motivo de agressividade.
    Notem que eu disse mensagem geral e não, isso não quer dizer que essa campanha específica generalize que todos os arquitetos fazem uso da reserva técnica. É uma das interpretações possíveis, mas acho que é a última e os que vêem isso estão procurando muito fundo deturpar o sentido da campanha.

    Acho que até hoje, nenhuma profissão, menos ainda os arquitetos com sua novidade autárquica, entenderam que Conselho Profissional NÃO é Entidade de Classe. Os conselhos estão aqui para proteger a sociedade dos maus profissionais. Os conselhos não estão aqui para fornecer agendas, oferecer planos de saúde e dar tapinhas nas costas.

    A sociedade tem o direito de saber o que acontece por trás das cortinas, superior a qualquer outro direito dos profissionais. A sociedade precisa saber sobre a reserva técnica e para informa-los é imperativo dizer que existem maus arquitetos e que sim, todos devem questionar seus arquitetos contratados sobre as ilegalidades recorrentes na profissão. Você não pode se sentir ofendido por um possível cliente chegar e perguntar “Você trabalha com RT? Sou contra isso.”, é disso que precisamos, que a população escolha melhor, só assim teremos uma sociedade mais consciente e por consequência que escolherá melhores profissionais e os remunerará por reconhecer seu trabalho de verdade.

    A ação de marketing ao meu ver não não foi a mais precisa, eu gostaria que fosse até mais direta. De maneira alguma a campanha está denegrindo a imagem dos arquitetos, pelo contrário, está mostrando que todos devem buscar aquele que não se coloca numa situação anti ética, de conflito de interesses.

    Atenciosamente,
    Um arquiteto preocupado com a sociedade.

    1. Muito bom o comentário, concordo com você Antônio! O brasileiro acostumou-se ao assistencialismo e aos diversos programas sociais do governo e espera do Conselho de Classe algo em troca da anuidade que pagamos. Você foi muito feliz nas suas colocações: “Os conselhos estão aqui para proteger a sociedade dos maus profissionais. Os conselhos não estão aqui para fornecer agendas, oferecer planos de saúde e dar tapinhas nas costas”.

      Fico feliz em ver comentários sensatos como este seu!

  15. Querem fazer a campanha, ok! Só que a forma como foi feita, foi um absurdo. Vocês não têm noção da proporção que isso tomou. A campanha foi retirada das redes sociais, mas não foi tirada da mente das pessoas.

    Estou ouvindo vários casos de colegas de profissão da minha região falando que os clientes estão ligando para tirar satisfação porque receberam e-mail do CAU divulgando essa campanha. Pensa que constrangimento!!! A sociedade ficou com uma imagem péssima a respeito da nossa categoria e merecemos uma retratação do CAU perante a sociedade.

    1. Livia, não houve divulgação via e-mail para clientes. O material está sendo distribuído exclusivamente para lojistas.

    2. Não foi essa a situação retrata pelos clientes de uma colega de profissão. Mas enfim… Isso não reverte a situação. Gostaria de saber qual atitude será tomada pelo CAU para reverter a imagem que foi passada para a sociedade a nosso respeito.
      Para vocês terem ideia, um lojista já nos retratou que os clientes estão chegando na loja perguntando se eles forem sem o arquiteto, se tem desconto no valor do produto. E ai? Qual campanha vocês pretendem implantar para reverter esta situação???

    3. Assim como muitos arquitetos, também solicito retratação perante a sociedade devido a campanha que generaliza e nos rotula como corruptos e sem ética.
      Com o mesmo dinheiro que paguei a anuidade e que vocês usaram para publicar esta campanha de desvalorização da profissão, exijo que também seja realizada uma campanha de retratação em todas as redes sociais que vocês vincularam.

  16. Ao conselho que nos representa e agência de publicidade, solicito a retirada e retratação aos profissionais e a sociedade, pela campanha que conjectura e rotula de forma generalizada TODOS os arquitetos e urbanistas como: corruptos; atingindo a minha moral, ética e o compromisso comigo mesma. Ressaltando que as campanhas e demais ações são realizadas com nosso pagamento de anuidade, portanto cabendo a vocês uma atuação urgente. Caso contrário, conduzirei judicialmente.

  17. Ao ver o anuncio fiquei INDIGNADA!!!!Não acreditei no que vi,como é que o órgão da nossa classe expõe seus profissionais desta maneira?Atuo na profissão há mais de 30 anos e nunca me senti tão REVOLTADA com a generalização e desvalorização da nossa profissão pelo nosso órgão de classe.Nossa profissão para quem a exerce com dignidade e ética é dificílima,realmente um trabalho de Hércules. Lidamos com a desvalorização por parte do contratante e a concorrência de outros que não estão habilitados em exercê-la sem nenhum controle ou fiscalização.Cada um cobrando o que quer e o cliente muitas vezes pagando numa peça do mobiliário o valor do nosso projeto e nos Projetos Arquitetônicos onde concebemos o fato gerador dos milhões que as construtoras cobram ao mercado não conseguimos muitas vezes a 0,5% do valor da obra. O pior uma campanha paga por nós , com a arrecadação do pagamento da nossa anuidade!!! Se querem fazer valer o código de ética fiscalize e abordem tantas outras questões mais urgentes tais como:Piso Salarial nas Empresas, Privadas e Públicas, Exercício Ilegal da profissão,Valorização Profissional, Tabela de Honorários dentro da realidade, não adianta uma tabela que não nos atenda, com valores fora do mercado e de difícil entendimento…Promovam encontros com os profissionais em cada unidade de atuação , divulguem estes eventos onde possamos discutir nossas dificuldades para fortalecer a nossa atuação, enfim existem muitas questões a serem abordadas e discutidas e vocês optam em nos colocar em EVIDÊNCIA de uma forma constrangedora e INÁBIL.
    Dizer que só foi visto pelos lojistas não é a realidade, pois tomei conhecimento através das redes sociais.Todo esse tempo que fizemos parte do CREA nunca passamos por uma situação tão CONSTRANGEDORA, repito, estou INDIGNADA!!!!!

  18. Concordo com colega,CÉLIO LUIZ DAMO, SC “Quem sabe um dia os Arquitetos sejam mais valorizados pela qualidade de seus projetos e por sua ética profissional, podendo cobrar um preço justo por seu trabalho e não depender mais de RT para agregar ganhos. Da mesma forma os comerciantes não precisam mais forçar barra para vender, oferecendo comissões e acrescendo o preço de suas mercadorias.Quem ganha é o cliente com um bom projeto e preço justo em sua construção.”
    temos que chegar lá, mas com essa campanha DESASTROSA o que de imediato temos é um descontentamento completo com o órgão que DENIGRE a imagem tanto dos ARQUITETOS como dos FORNECEDORES sem pensar nas consequências diretas,nossa profissão que é TÃO POUCO ENTENDIDA pela população-segundo pesquisa 10% só sabe do que se trata arquitetura- agora tratada dessa forma pelo próprio conselho.
    Já há comentários sobre a não contratação de arquitetos , e a justificativa é que só foi disparado para lojistas ,não entendem como a rede funciona????
    Há muitas perguntas não respondidas , há muito se fazendo por imposição de poucos .Quantos na verdade são os Arquitetos beneficiados????Quantos na verdade não dão ciencia aos seus clientes ,que aceitam? Quem e quantos no universo esta de acordo com A FORMA desta campanha???? E não se iluda meu caro Marcos Plino, AC , não é apenas uma questão de carapuça, respinga de FATO em TODOS ,inclusive em voce , até se prove o contrário.

  19. Campanha absurda!!!! Cau conselho que não ajuda a valorizar a profissão e SIM DEMONIZAR A PROFISSAO! Os clientes se assustam!!! O que vocês fazem pra ajudar? Porque ate agora so vimos punir!!!!! Valorizaçao da profissao? Os clientes nao pagam caro pelo projeto!!! Nem o justo!!! Cau, o pior dos piores conselhos do brasil! Obrigada por nada.

  20. Absudo essa campanha que causa dano enorme a imagem da categoria.
    Podem aguardar processos por danos morais.

    Trabalhem pela valorizaçao da categoria.

  21. Muito bom saber que estão agindo desta forma. Não adianta condenarmos os governantes que receberam propina de construtoras e fazer o mesmo com o dinheiro dos clientes.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo