Relações Internacionais

Arquitetura inclusiva: CAU Brasil apoia Manifesto da UIA por moradia digna e plena

138ª Reunião Plenária realizada em Brasília nos dias 20 e 21 de julho

 

O CAU Brasil está apoiando o manifesto da Comissão de Habitação Social da União Internacional de Arquitetos (UIA): “A arquitetura da habitação social: Não Deixe Ninguém Para Trás”. Decisão foi tomada pelo Plenário do CAU Brasil durante a 138ª Reunião Plenária, realizada em Brasília nos dias 20 e 21 de julho. 

 

Com o objetivo de promover uma abordagem inclusiva e transformadora, o manifesto ressalta que a moradia é muito mais do que quatro paredes. Ela faz parte de um habitat completo, que engloba vida comunitária, saúde, serviços culturais, educacionais e oportunidades socioeconômicas, tudo dentro de uma perspectiva ambientalmente responsável. 

 

Conjunto Habitacional Novo Jardim / Jirau Arquitetura

 

Seguindo princípios fundamentais da Declaração Universal dos Direitos Humanos e da Agenda 2030 da ONU, a Arquitetura e Urbanismo desempenham um papel crucial na efetivação desse direito. São ferramentas que permitem projetar um habitat socialmente inclusivo, que atenda a todas as necessidades e capacidades humanas. 

 

Para alcançar esse objetivo, quatro pilares fundamentais são propostos no manifesto:

 

1. Habitat como lar dignidade: Casas, especialmente as de interesse social, devem ser concebidas com qualidade e harmonia, integrando-se ao contexto em que estão inseridas.

 

2.  Habitat como núcleo envolvimento e participação: O habitat deve ser um espaço onde as pessoas possam viver ativamente e participar de seu desenvolvimento.

 

3. Habitat como organismo integração urbana: É preciso garantir que espaços públicos e instalações façam parte do planejamento.

 

4. Habitat como processo responsável sustentabilidade: A utilização de materiais recicláveis e técnicas participativas são medidas-chave nessa construção.

 

Com a divulgação do manifesto pelos canais de comunicação do CAU Brasil, a expectativa é que mais autoridades governamentais, profissionais da área e o público em geral abracem esses princípios e cobrem medidas concretas para uma habitação digna e inclusiva. 

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

Relações Internacionais

Nadia Somekh, ex-presidente do CAU/BR, visita sede da União Internacional de Arquitetos em Paris

Relações Internacionais

Acordo Brasil/Alemanha promove regulamentação, mobilidade profissional e sustentabilidade na arquitetura

Mobilidade profissional

Acordo de reciprocidade permite que profissionais de arquitetura trabalhem em Portugal. Conheça as regras

Relações Internacionais

III Fórum Internacional: CAU Brasil assina acordos com Ordens de Arquitetos de Angola e Cabo Verde

Pular para o conteúdo