Assistência Técnica

Arte e arquitetura para mudar a vida da maioria da população brasileira

 

“Espero que a gente possa mudar uma vida hoje”, adiantou o ator Paulo Vieira na sua saudação aos espectadores da segunda live da série “Moradia Digna é um Direito de Todo Brasileiro”, no dia 17 de junho, promovida pelo CAU Brasil. A declaração ousada e, na mesma medida, potente, abriu o diálogo que tinha como objetivo ampliar a divulgação da Lei 11.888/2008, que garante aos brasileiros com renda de até três salários mínimos o direito à assistência técnica para construção e reforma das suas casas.

 

O conselheiro Matozalém Sousa Santana mediou o encontro virtual, que contou também com a participação do arquiteto Paulo Jordão, ex-diretor de Planejamento Urbano do Município de Porto Nacional (TO), também participaram do encontro virtual, que teve transmissão ao vivo pelos canais do CAU Brasil no Youtube, Facebook e Instagram.

 

Assista!

https://www.youtube.com/watch?v=eH9G_nJOMWs

 

O conselheiro Matozalém Sousa Santana abriu o debate trazendo dados que apontam a dimensão do problema da falta de moradia digna. Entre 2016 e 2019, o problema habitacional no Brasil cresceu 4%, atingindo 24 milhões de domicílios com algum tipo de inadequação. Os dados são da mais recente pesquisa Déficit Habitacional e Inadequação de Moradias no Brasil, realizada pela Fundação João Pinheiro (FJP), a pedido do Ministério do Desenvolvimento Regional do Governo Federal.

 

O arquiteto Paulo Jordão despertou para a necessidade de oferecer apoio técnico para a população de baixa renda no início da carreira, em contato com os pedreiros e serventes, quando atuava em uma construtora. A oportunidade de atuar na área surgiu anos mais tarde, quando foi convidado a trabalhar com desenvolvimento urbano na prefeitura de Porto União, no Tocantins. “Foi quando entrei em contato com a complexidade do município. A população precisava construir, mas não tinha dinheiro para o projeto”, contou o arquiteto, que já realizou trabalhos de ATHIS em outros estados brasileiros, como o Amapá, Pará e Mato Grosso. “Nós, arquitetos, somos realizadores de sonhos. E todos sonham, não importa a classe”, disse o Paulo Jordão, que também é professor universitário há 28 anos.

 

Morador do Edifício Copan (em São Paulo), o ator Paulo Vieira se revelou um admirador da arquitetura a partir do amor pela arte. “Arquitetura é um tipo de arte da vida prática”, definiu o goiano que cresceu em Palmas/TO. Foi a arte que lhe permitiu ampliar a perspectiva de mundo. Aos cinco anos, começou a estudar teatro, e hoje, aos 28, ostenta um currículo diversificado. Além de ator, é roteirista, humorista, cantor, compositor e apresentador de televisão. “A arte foi onde eu tive ferramentas para sonhar uma vida melhor”, afirmou.

 

Nos seus trabalhos como humorista, se destacam a criação de personagens que representam a maioria do povo brasileiro, o mesmo público que demanda por direito a moradia digna. “A mídia e a publicidade dão pro brasileiro a sensação de que ele não faz parte. Todo mundo na novela tem a casa rebocada, o próprio quarto, três refeições por dia, e essa não é a realidade da maioria”, disse o ator.

 

Paulo Vieira contou que desconhecia a Lei da ATHIS até a campanha Mais Arquitetos. “É muito mais fácil abrir uma janela e tirar o mofo da casa de uma pessoa do que tratar uma doença respiratória por anos”, disse, classificando a habitação de qualidade como um direito equivalente à saúde. Ele convocou à pressão política para que a Lei da Assistência Técnica seja cumprida nos municípios. “Cobre dos seus vereadores”, afirmou. “A gente precisa acreditar na política porque ela é a única forma de transformação”, completou.

 

Ao final da live, Vieira saudou a iniciativa do CAU Brasil em popularizar a lei da ATHIS. “Eu quero parabenizar todos os arquitetos do Brasil. Toda organização que não estiver voltada para o povo tá contando história pra inglês ver”.

 

Além do Youtube, a live está disponível no canal do CAU Brasil no Facebook.

 

Sobre a série

 

Durante todo o mês de junho, o CAU Brasil promove encontros virtuais para colocar em conexão arquitetos e arquitetas experientes em projetos de ATHIS e produtores de conteúdo dirigido à população de baixa renda. Na próxima quinta, 24 de junho, as convidadas são a conselheira federal pelo estado do Rio de Janeiro, Maíra Rocha; as influenciadoras Nathaly Dias, do perfil @blogueiradebaixarenda, e Renê Silva, do perfil @vozdascomunidades; e a arquiteta e urbanista Claudia Pires, que trabalha com projetos de ATHIS em vários estados brasileiros e é comentarista da rádio CBN-BH.

 

Sobre a Campanha Mais Arquitetos

 

A Campanha Mais Arquitetos entende a defesa da implementação da Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social como prioridade absoluta em tempos de pandemia.​ Para promover esta cultura, procura abranger tanto arquitetos e urbanistas quanto gestores públicos e moradores de comunidades que necessitam de melhorias em suas habitações.​ Saiba mais no hotsite https://caubr.gov.br/moradiadigna/

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CAU/BR

CAU/BR aponta protagonismo feminino na arquitetura e urbanismo durante 98º ENIC

CAU/BR

Comissões do CAU/BR debatem temas de interesse dos arquitetos e urbanistas

CAU/BR

CAU/BR celebra uma década dos primeiros empregados públicos efetivos

CAU/BR

CAU/BR inaugura Galeria de Presidentes com a presença de três ex-presidentes

Pular para o conteúdo