CATEGORIA

AsBEA discute em seminário, o impacto do novo plano diretor de São Paulo

 

Com o intuito de discutir o novo Plano Diretor Estratégico de São Paulo, seu impacto nos novos empreendimentos e as perspectivas de tratamento futuro da cidade sob a ótica da revisão da Lei de Parcelamento e do Uso e Ocupação do Solo, a AsBEA – Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura, realizará o Seminário: “Novas formas de ocupar a cidade a partir do novo Plano Diretor de São Paulo.”

 

Imagem panorâmica da cidade de São Paulo.

 

Na carona da revisão do Plano Diretor Estratégico de São Paulo, algumas diretrizes, instrumentos e benefícios urbanísticos foram criados vislumbrando novas tipologias e combinação de atividades visando uma ocupação mais densa e compacta ao longo dos eixos de mobilidade estratégicos da cidade onde se situam as linhas e estações de transporte coletivo de massa.

 

Que resultado teremos na cidade a partir do novo Plano Diretor? Ocorrerão transformações espaciais, paisagísticas, culturais no usufruto da cidade e seus espaços públicos e privados?

Que discussões serão necessárias entre projetistas, empreendedores, investidores, usuários, visando consolidar os desejos convergentes destes agentes que se traduzam em novas tipologias para os empreendimentos nas cidades bem como as formas de se apropriar, dialogar e intervir nos espaços urbanos.

 

Dentro deste contexto é fundamental considerar o processo de revisão da Lei de Parcelamento, uso e Ocupação do Solo ora em curso junto à Câmara Municipal, através do Projeto de Lei 272/15 que traz a oportunidade de correção de conceitos estabelecidos pelo Plano Diretor Estratégico bem como a criação de novos conceitos, diretrizes e instrumentos jurídicos e urbanísticos.

 

O Seminário, a se realizar no dia 29 de setembro no Teatro Maksoud Plaza, pretende oferecer através de um dia de trabalhos, a troca de experiências em modelos e estruturas de intervenções no lote e em sua perspectiva e inserção urbana, desenvolvidos a partir das diretrizes estabelecidas pelo Plano Diretor e ainda se aprofundar nos instrumentos e parâmetros urbanísticos propostos pelo Plano Diretor Estratégico buscando esclarecer e simular o que e como será possível construir na cidade. O CAU/BR apoia a AsBEA na iniciativa e incentiva a participação no evento. Para mais informações sobre o evento e a forma de se inscrever, acesse o site da AsBEA.

 

 

P R O G R A M A Ç Ã O

 

09h00 às 09h05: Contextualização do evento e do Painel I

Arq. Adriana Levisky – Vice-presidente AsBEA São Paulo

 

Painel I – Experiências, Ensaios e Reflexões na transformação das cidades a partir do novo Plano Diretor deSão Paulo: novas tipologias, formas de apropriação da cidade, novos interlocutores.

 

09h05 às 09h45: Destrinchando o Plano Diretor de São Paulo e seus novos instrumentos e conceitos visando a transformação da cidade

Palestrante: Arq. Adriana Levisky – Vice-presidente AsBEA São Paulo

Coffee Break: 09h45 às 10h00

10h00 às 11h00: A visão do arquiteto frente às novas oportunidades tipológicas apontadas pelo Plano Diretor de São Paulo: ensaios tipológicos a partir dos instrumentos, restrições e benefícios do Plano Diretor

 11h00 às 12h00: Debate contando com a participação de representante SMDU e representante SEL, com perguntas da platéia para o GTL

 

12h00 às 13h30: Almoço

  

Painel II – Os interlocutores e usuários do espaço urbano: seus desejos, críticas e sugestões

 

Palestrante: GTL – Grupo de Trabalho de Legislação Urbanística da AsBEA

Escritórios: Aflalo & Gasperini Arquitetos, Bacco Arquitetos Associados, CFA Cambiaghi Arquitetura,

Itamar Berezin Arquitetura e Urbanismo, Königsberger Vannucchi Arquitetos Associados,

Pablo Slemenson Arquitetura, Paulo Lisboa Arquitetura, TriploR Arquitetura e Consultoria, Uniarq Arquitetura.

13h30 às 13h35: Contextualização do Painel II

Arq. Adriana Levisky – Vice-presidente AsBEA São Paulo

13h35 às 13h50: A visão de organização de vizinhança sob a ótica das ofertas urbanas

Palestrante: a confirmar

13h50 às 14h05: A visão do pedestre sob a ótica do usuário na qualificação da mobilidade na cidade:

Palestrante: Silvana Cambiaghi (CPA – Comissão Permanente de Acessibilidade)

 14h05 às 14h20: A visão do ciclista sob a ótica do usuário na qualificação da mobilidade na cidade

Palestrante: Daniel Guth (Ciclocidade)

14h20 às 14h35: A visão da associação comercial sob a ótica da implementação de setores de usos mistos nas cidades: perspectivas a partir da implementação de empreendimentos de uso misto nos eixos de urbanização da transformação urbana

Palestrante: ACSP – Associação Comercial de São Paulo (a confirmar)

14h35 às 15h50: A visão do mercado imobiliário frente aos incentivos legais e novos produtos

Palestrante: Claudio Bernardes (SECOVI – SP)

15h50 às 16h05: Debate com todos os convidados e representante SMDU, com perguntas do público

Mediador: Leon Serva (a confirmar)

  

Coffe Break: 16h05 às 16h20

  

Painel III – As mudanças propostas pela revisão da Lei de Parcelamento e Ocupação do Solo

16h20 às 16h25: Contextualização do Painel III

Arq. Adriana Levisky – Vice-presidente AsBEA São Paulo

16h25 às 17h05: Apresentação de questões estratégicas sugeridas pelo PL 272/15 sob a ótica do Executivo

Palestrante: Secretário Fernando de Mello Franco (Secretaria Municipal de Desenvolvimento Urbano)

17h05 às 17h45: Apresentação de questões estratégicas sugeridas pelo PL 272/15 sob a ótica do Legislativo

Palestrante: Vereador Paulo Frange – relator da revisão da LPUOS

17h45 às 18h20: Debate com perguntas do público

Mesa redonda: Fernando Mello Franco, Paula Motta Lara, Paulo Frange, Claudio Bernardes, Daniel Guth, AsBEA,

Silvana Cambiaghi, ACSP – Associação Comercial de São Paulo

Mediador: AsBEA – Associação Brasileira dos Escritórios de Arquitetura

18h20 às 18h30: Encerramento

  

 

Publicado em 24/08/2015. Atualizado em 22/09/2015. Com informações da AsBEA.

MAIS SOBRE: CATEGORIA

2 respostas

Os comentários estão desabilitados.

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo