CATEGORIA

Fórum Internacional discute “A metrópole contemporânea. Os mundos da lusofonia”

Começou dia 24/02 o V Fórum do Conselho Internacional de Arquitetos de Língua Portuguesa (CIALP), com o tema “A metrópole contemporânea. Os mundos da lusofonia”, na sede do IAB. O evento faz parte da série Arq21, realizada pelo Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB) ao longo de três semestres, e coincide com o encontro anual do CIALP.

 

No primeiro dia, a professora Fabiana Izaga fez a palestra  “O Rio de Janeiro e os desafios contemporâneos no contexto do Congresso Mundial de Arquitetos 2020”, seguida por mesa redonda composta pelos arquitetos e urbanistas brasileiros Pablo Benetti e Luiz Fernando Janot, Conselheiro Federal pelo Rio de Janeiro, e pelo português João Rodeia, presidente do Conselho Diretor do CIALP. A coordenação da mesa ficou a cargo do presidente do IAB-RJ, Pedro da Luz.

 

Quinta-feira, a partir das 16h, foram discutidas as experiências das cidades lusófonas, com os exemplos de Macau (China), Lisboa (Portugal), Praia (Cabo Verde), Luanda (Angola), Salvador e Brasília, com a participação do presidente do CAU/RJ Jerônimo de Moraes e do CAU/BR Haroldo Pinheiro. O Seminário Arq21 se encerra sexta-feira, com a divulgação do vencedor do concurso para a escolha da identidade visual para o 27º Congresso Mundial da União Internacional dos Arquitetos (UIA) às 11h30.

 

Assista ao vivo no player abaixo

 

Veja também:

Cobertura ao vivo do fórum 

 

 

 

Publicado em 24/02/2016, atualizado em 25/02/2016

MAIS SOBRE: CATEGORIA

0 resposta

  1. olá, só estudante de arquitetura, e estou acompanhando todo o Fórum do Conselho Internacional de Arquitetos de Língua Portuguesa, tem algum e-mai para que eu possa tirar umas duvidas?
    Obrigada

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo