CATEGORIA

“Fala-se muito pouco de transportes nas escolas de arquitetura”, diz o professor Damião Lopes

dsc_0523

 

“Fala-se muito pouco de transportes nas escolas de arquitetura. Graças ao trabalho na então Secretaria de transportes de Fortaleza, eu conheci todo o sistema de transportes e comecei a me preocupar com a influência que o transporte público sofria do urbanismo”, disse o arquiteto e professor Damião Lopes de Sousa durante o evento Arquitetura e Urbanismo em Debate (AUD) deste mês de outubro, que ocorreu na noite de ontem, 25, no Museu da Indústria.

 

Autor dos projetos de arquitetura e urbanização dos terminais de integração de transportes públicos de Fortaleza, o convidado trouxe sua experiência no setor, mencionando que, equivocadamente, havia uma independência entre o planejamento urbano e o planejamento de transportes. O arquiteto fez uma abordagem histórica de períodos cuja infraestrutura era bastante precária. Um tipo de transporte mencionado por ele de forma positiva foi o ônibus elétrico, instalado no final da década de 1960 e, pouco tempo depois, em 1973, retirado de circulação. Sua exposição chegou aos dias atuais, com os projetos de terminais que deveriam ter sido executados para a Copa do Mundo de 2014.

 

Durante o percurso histórico feito por Damião Lopes, ele destacou a estrutura dos terminais do centro nos anos de 1980, com organização caótica para veículos e passageiros. Esse antigo sistema apresentava os principais canais de tráfego com traçado radial, levando sempre ao centro da cidade. Já a implantação do sistema integrado de ônibus deu-se no início da década de 1990, permitindo passagem única e meia passagem estudantil.

 

O professor Damião apresentou os projetos de arquitetura dos terminais de integração realizados por ele, ressaltando os elementos que influenciam na elaboração do projeto, como as próprias dimensões dos ônibus e o espaço destinado ao estacionamento dos veículos. O arquiteto também demonstrou que houve desacordos entre projetos propostos e execução das obras. Alguns terminais contemplavam monumentos artísticos, passarelas, bicicletários e mesmo totem para deficientes visuais.

 

O Arquitetura e Urbanismo em Debate é uma evento mensal promovido pelo Instituto de Arquitetos do Brasil, Departamento do Ceará (IAB-CE), com apoio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Ceará (CAU/CE). Tem acontecido em diversos espaços da cidade, como o Museu da Indústria, e contempla temas de interesse geral para profissionais e estudantes.

 

dsc_0519

 

dsc_0526

 

 

 

FONTE: CAU/ CE

MAIS SOBRE: CATEGORIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo