ARQUITETOS EM DESTAQUE

Autor da Lei da ATHIS, arquiteto Zezéu Ribeiro ganha homenagem póstuma na Câmara Federal

 

O legado político do arquiteto e urbanista Zezéu Ribeiro, autor da Lei da Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social (Lei da ATHIS 11.888/2008), foi lembrado em uma homenagem póstuma na Câmara dos Deputados no dia 21 de novembro. A cerimônia foi promovida pela Comissão de Desenvolvimento Urbano na data em que o ex-parlamentar baiano falecido em 2015 faria 74 anos. Conselheiros do CAU, autoridades, amigos e familiares acompanharam a solenidade no plenário 16 do Anexo II, que leva o nome de Zezéu Ribeiro. O deputado Joseildo Ramos (PT-BA) entregou à arquiteta e viúva do ex-deputado, Lola Ribeiro, uma placa enaltecendo a relevante contribuição de Zezéu ao Parlamento brasileiro.

 

Na solenidade, a trajetória de Zezeu Ribeiro foi lembrada em um vídeo que conta com entrevista do próprio homenageado. Formado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade Federal da Bahia, Zezéu Ribeiro especializou-se em Gestão Ambiental. A formação acadêmica potencializou sua ação como militante das questões urbanas por justiça social.  Cumpriu três mandatos como vereador de Salvador antes de eleger-se deputado federal. Nas casas legislativas, defendeu políticas públicas voltadas ao desenvolvimento urbano, habitação digna, oferta dos serviços de saneamento básico e planejamento na ocupação do solo das cidades. Coube a Zezéu apresentar o projeto de lei que instituiu o serviço de assistência técnica pública para a habitação social, a Lei da Athis, concebida inicialmente pelo arquiteto gaúcho Clóvis Ilgenfritz, também falecido em 2019.

 

Vídeo lembrou o pensamento e as realizações do arquiteto e ex-deputado

 

Lola Ribeiro agradeceu a homenagem e a presença do público, em especial, dos filhos  Adriano Ribeiro e Cláudio Ribeiro. Ela lembrou que a atuação política do marido tinha a perspectiva do combate às desigualdades sociais. “Zezeu foi um sonhador que corria atrás dos seus sonhos, concretizando-os em prol do desenvolvimento da nossa sociedade, confiante na força da educação como meio de lapidação e desenvolvimento da cultura”, declarou.

 

Entrega de uma placa a Lola Ribeiro marcou a homenagem

 

Propositor da solenidade, o deputado Joseildo Ramos (PT-BA) disse que Zezeu foi uma inspiração para sua atuação política. “Foi um militante da reforma urbana e da organização de classe. Cumpriu um papel importantíssimo pela compreensão técnica das questões das cidades e pelo compromisso que tinha com os avanços sociais”, afirmou, destacando ainda a habilidade agregadora do correligionário. 

 

Mônica Blanco, presidente do CAU/DF, representou o CAU Brasil na solenidade

 

A presidente do CAU/DF, Mônica Blanco, que representou a presidente do CAU Brasil Nadia Somekh no ato solene, lembrou que a partir da Lei da ATHIS, o  sistema CAU estruturou sua ação em defesa da assistência técnica para oferta de moradia para a população de baixa renda em todo o país. “Clóvis e Zezéu foram heróis anônimos. Por causa deles, hoje a ATHIS é uma linha obrigatória de trabalho no CAU” afirmou, lembrando projetos como o Nenhuma Casa sem Banheiro, do CAU/RS, replicado pelo CAU/DF. “Agradecemos a Zezéu pela sua visão grandiosa. Que possamos cumprir nossa missão com a mesma dignidade”, disse. A coordenadora do Fórum de Presidentes dos CAU/UF, Edwiges Leal; o chefe do gabinete de ATHIS do CAU/RS, Paulo Soares, e o professor da FAU/USP Nabil Bonduki também prestigiaram a solenidade.

 

Deputada Denise Pessôa

 

A deputada e arquiteta Denise Pessôa (PT) que, como Zezéu, também atuou em movimentos estudantis e foi vereadora antes de assumir cadeira na Câmara dos Deputados, disse que o baiano é uma de suas referências. “Zezeu e Clóvis me mostraram que tinha espaço pra nós, arquitetos, na política. Por causa deles, hoje, como deputada, posso destinar emendas (orçamentárias) para executar projetos como o Nenhuma Casa sem Banheiro”, exemplificou.

 

“O Brasil deve muito a pessoas como Zezéu”, afirmou o presidente do Instituto dos Arquitetos do Brasil (IAB), Odilo Almeida. Destacando a visão de vanguarda do ex-deputado, Odilo lembrou a proposição do Estatuto das Metrópoles (Lei 13.089/2014), que discorre sobre o ordenamento jurídico para as regiões metropolitanas. “Zezéu fez história a partir da sua visão de arquiteto. Seus ideais permanecem, sua luta está viva. Somos herdeiros das suas bandeiras e das suas ideias de transformação social”, disse. 

 

O resgate da história do arquiteto baiano no mesmo ano em que se celebrou os 60 anos do Seminário de Quitandinha, marco histórico da luta pela reforma urbana, foi oportuno, segundo a Gerente Nacional de Entidades Urbanas da Caixa Econômica Federal, Eleonora Máscia. “É simbólico homenagear Zezéu quando estamos vivendo um momento de resgate das políticas públicas e uma nova fase para a ATHIS no Brasil”, disse. A gestora, que também preside a Federação Nacional dos Arquitetos e Urbanistas (FNA), resgatou a participação de Zezéu em intervenções importantes da CEF para a execução de políticas habitacionais e urbanísticas do Brasil, como o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). “Zezéu esteve presente e sempre pautando a agenda urbana com muita capacidade de articulação, defendendo a importância da participação do movimento popular de luta pela reforma urbana. Ele nos mostrou que a luta vale a vida”.

 

A deputada federal Lídice da Mata (PSB-BA) conheceu Zezéu na fase da militância estudantil. “Ele integrou um grupo de vanguarda formado por estudantes de arquitetura que militavam contra a ditadura e nunca abandonou sua posição política, mesmo antes da criação do PT  (partido ao qual o político era filiado). Sempre esteve vinculado às causas de Salvador e do desenvolvimento do nordeste”, recordou, mencionando outras contribuições do arquiteto. “Ele é responsável pela discussão do transporte ferroviário. Foi fundamental para que tivéssemos investimento no metrô de Salvador e também de Brasília”, recordou.

 

Outras autoridades manifestaram-se por meio de vídeo enviado especialmente para a ocasião. O Ministro do Desenvolvimento Agrário e Agricultura Familiar do Brasil, Paulo Teixeira, disse que Zezéu Ribeiro “marcou sua existência defendendo as maiores causas da humanidade”. O senador e ex-governador da Bahia, Jacques Wagner, afirmou que o ex-deputado dedicou a vida “a pensar Salvador” e  destacou a sua personalidade alegre e carinhosa.

 

A homenagem contou ainda com a participação da coordenadora da União Nacional por Moradia Popular(UNMP), Evaniza Rodrigues; do ex-assessor de Zezéu, Éden Valadares; e da especialista em Políticas Públicas do Observatório do Clima, Suely Araujo. 

 

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Projeto brasiliense ganha destaque Internacional no Prêmio ArchDaily Edifício do Ano 2024

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Arquiteto Washington Fajardo vai atuar na Divisão de Habitação e Desenvolvimento Urbano do BID

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Arquitetura Modernista: New York Times indica Brasília como um dos melhores lugares para visitar 2024

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Conheça os profissionais premiados pelo CAU Brasil no Dia do Arquiteto e Urbanista 2023

Pular para o conteúdo