ARQUITETOS EM DESTAQUE

Blog estimula o conhecimento sobre a Arquitetura e Urbanismo

A Arquitetura e o Urbanismo e a sociedade ganharam um acervo de artigos publicados em revistas acadêmicas nacionais e internacionais, em jornais e livros para melhor compreender a organização das cidades. Durante os últimos 55 anos, o arquiteto e urbanista Paulo Ormindo de Azevedo reuniu materiais que retratam, em sua maioria, os dilemas e problemas urbanos do país e em particular de Salvador, onde atua, e sua Região Metropolitana e a Baia de Todos os Santos.

 

 

 

Arquiteto e urbanista Paulo Ormindo

 

 

O conteúdo foi publicado em 19 de junho, num blog idealizado por Paulo Ormindo e contém, ainda, capítulos de livros organizados por outros autores. A ideia do arquiteto, que também é conselheiro do CAU/BA e professor titular aposentado da Faculdade de Arquitetura da UFBA, foi reunir essa produção tão diversificada e estruturá-la em três tipos de coletâneas: artigos acadêmicos, publicados em livros e revistas com ISBN, e os de divulgação, publicados em jornais, além das referências dos livros de sua autoria.

 

 

O livro Cusco, Continuidad y Cambio, já em segunda edição no Peru, por ser de difícil consulta no Brasil, foi o único reproduzido na íntegra no blog. Os demais estão organizados por títulos, datas de publicação e temáticas para facilitar a consulta.

 

 

“Durante mais de um ano escaneei os artigos acadêmicos. Eu tinha a maior parte dos artigos de jornal em word. Não tinha cópia de alguns mais antigos e tive que fotocopiar em arquivos e digitar. Todo esse material foi classificado em oito temas, o que facilita muito a consulta”, avalia Paulo Ormindo, que há anos escreve sobre Arquitetura e Urbanismo para jornais de Salvador.

 

 

 

 

 

No blog é possível encontrar capítulos de livros e artigos dispersos, difíceis de serem consultados por pesquisadores, segundo constatação do arquiteto e urbanista. O material foi classificado, cuidadosamente, pelos temas: Arquitetura e Urbanismo, História e Protagonistas, Região Metropolitana e Baia de Todos os Santos, Estado da Bahia, Política Nacional e Internacional, Cidade do Salvador, Cultura e Educação e Preservação e Centros Históricos.

 

 

Os registros agregam, também, informações sobre o Centro Antigo de Salvador e suas políticas de preservação, a visão do autor sobre conservação e inovação, formação de opinião pública sobre patrimônio urbano e ambiental, cultura urbana, luta cidadã e política nacional. Tem ainda textos que discutem questões conceituais, especialmente de preservação do patrimônio edificado e da inserção da “Arquitetura nova” em contextos históricos.

 

 

Para Paulo Ormindo o blog é uma referência para os futuros arquitetos e urbanistas. “Primeiro, como modelo e metodologia, que pode servir de estímulo a outros arquitetos e professores, que têm sua produção dispersa, a fazerem o mesmo. Segundo, como material de pesquisa para dissertações e teses universitárias”.

 

 

As publicações no exterior resultam de inúmeros convites que Paulo Ormindo recebeu para participar de congressos e seminários, pelas consultorias que realizou para a UNESCO na América Latina, Caribe e África Lusófona, nas décadas de 1970 a 1990, bem como pela repercussão do Inventário do Acervo Cultural da Bahia, IPAC-SIC, projeto em sete volumes, que coordenou e redigiu.

 

 

O trabalho do arquiteto sobre os problemas culturais, ambientais, urbanos, metropolitanos e políticos genéricos do país e especificamente de Salvador e da Bahia, não se encerra com o blog. Ele está organizando material sobre as obras de Arquitetura contemporânea e de restauração de sua autoria, que não foi incluído no blog, para publicar como livro, com plantas e fotos. “Não como um figurino, para atrair novos clientes, senão para mostrar a estudantes e profissionais iniciantes os dilemas que estão por detrás do desenho”, ressalta Paulo.

 

 

Acesse o blog aqui!

 

 

2 respostas

  1. Neste capítulo que se inicia, buscar-se-á, num primeiro momento, tratar das liberdades de comunicação”, termo utilizado para tratar dos direitos de liberdade, constitucionalmente assegurados, que estão umbilicalmente ligados à comunicação. A doutora Helena Abdo (2011), reportando-se aos autores Desmond Fisher e Edilsom Farias, aponta que termo liberdade de comunicação” prevalece nas obras mais recentes borim imoveis e especializadas, pois tal expressão tem sido considerada mais rica e abrangente, sendo capaz de não apenas englobar todos os direitos e liberdades contidos nas demais formulações (liberdades de pensamento, opinião, expressão, imprensa, além do direito à informação), mas também de expressar outros aspectos importantes não contidos nessas concepções. Chama a atenção que já em 1798 direito de expressar-se livremente, por qualquer que fosse meio, possuía limites legais, na medida em que havia previsão expressa de que indivíduo que abusasse de tal liberdade seria responsabilizado nos termos da lei.

  2. Parabenizo o Arquiteto e Urbanista Paulo Ormindo pelo acervo. Sem dúvida será também de grande valia em pesquisa para dissertações e teses universitárias.

Os comentários estão desabilitados.

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Projeto brasiliense ganha destaque Internacional no Prêmio ArchDaily Edifício do Ano 2024

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Arquiteto Washington Fajardo vai atuar na Divisão de Habitação e Desenvolvimento Urbano do BID

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Arquitetura Modernista: New York Times indica Brasília como um dos melhores lugares para visitar 2024

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Conheça os profissionais premiados pelo CAU Brasil no Dia do Arquiteto e Urbanista 2023

Pular para o conteúdo