ANUIDADE

Boletim SICCAU: Conheça o projeto do CAU Brasil para modernização do sistema em 2022

 

Prezados arquitetos e urbanistas,

 

Com o desempenho do SICCAU em processo de normalização, o CAU Brasil começa agora a executar o projeto de modernização elaborado no ano passado, em conjunto com os CAU/UF. O Centro de Serviços Compartilhados (CSC) do CAU, que gerencia os serviços comuns a arquitetos e urbanistas de todos estados brasileiros, contratou uma série de novos serviços para sanar os problemas de desempenho causados por tecnologias obsoletas. Neste ano, as ações de modernização concentram-se em três frentes:

 

Melhorias no RRT: A modernização do processo de emissão de RRT e demais documentos passará por reformulação baseada na real experiência dos arquitetos e urbanistas com o sistema. Partindo dos métodos Design Thinking e User Experience (UX), serão realizadas sessões de testes e acompanhamento com arquitetos e urbanistas de cinco estados diferentes. O resultado pretendido é um sistema mais intuitivo, rápido e fácil de usar.

 

Fiscalização: Desenvolvimento, programação e implementação das novas regras de fiscalização para os CAU/UF definidas pela Resolução CAU/BR Nº 198, que considera as diferentes realidades do Brasil, aprimorando as situações passíveis de sanção, desburocratizando o trâmite administrativo e estabelecendo indicadores de eficiência.

 

Anuidade: Será refeito todo módulo de Anuidade, cuja obsolescência vem causando os problemas de instabilidade e lentidão do SICCAU que acompanhamos nas últimas semanas. Neste trabalho, também serão incorporados novos descontos para arquitetos e urbanistas previstos na Resolução CAU/BR Nº 211, como incentivo à formação continuada e licenças para profissionais com filhos recém-nascidos.

 

Além dessas três principais frentes de modernização, novos recursos foram implementados e uma nova ferramenta de monitoramento do SICCAU  permite o acompanhamento da performance do sistema em tempo real. Também contratamos um analista de dados na equipe do CSC e começaremos os teste para utilização do Sistema Eletrônico de Informações (SEI), ferramenta de gestão de documentos e processos eletrônicos do CAU.

 

E mais: em breve, opções de pagamento por cartão de crédito ou pix! Seguimos trabalhando para oferecer aos nossos profissionais serviços modernos e compatíveis com a demandas do mundo contemporâneo! Estamos à disposição para ajudar todos os arquitetos e urbanistas no que for necessário ??

 

?Ligação gratuita: 0800-883-0113

?Ligação de celulares: 4007-2713

?Na internet: www.caubr.gov.br/atendimento

10 respostas

  1. Vocês precisam apenas COPIAR o sistema do CREA-PR que funciona maravilhosamente bem! Ou será que a incompetência de vocês não serve nem pra isso? Se for difícil demais, devolve nós para o CONFEA CREA que a grande massa de arquitetos que atua de verdade no Brasil vai entrar em festa para comemorar!

    1. Se for verdade, deve ser a única coisa que o CREA faz bem. Sou profissional há 20 anos quase e não tenho saudade nenhuma amigo.

  2. Poderiam atrelar o valor dos honorários aos RRT´S com base na área total de construção e os indices de cada regiao do país. Assim evitaria a cobrança dos “predadores” da profissão. Estudem isso, por gentileza.

    1. Agradecemos o contato e sua sugestão. A sua opinião é muito importante para que possamos tornar o CAU Brasil cada vez melhor. Temos um canal direito para acolher sugestões, dúvidas e reclamações. ??

      ? Por favor envie sua sugestão por meio da Ouvidoria do CAU Brasil, que é o canal de comunicação direto entre o cidadão e o Conselho, no site https://caubr.gov.br/ouvidoria/

  3. Gostaria de dar uma opinião em relação a cobrança da RRT de 2 boletos projeto e execução acima de 70 metros.
    O custo sai alto para quem contrata e perdemos trabalho por isso. Uma vez que o Crea cobra apenas 1 boleto. E os técnicos também um boleto.

    1. Agradecemos o contato e sua sugestão. A sua opinião é muito importante para que possamos tornar o CAU Brasil cada vez melhor. Temos um canal direito para acolher sugestões, dúvidas e reclamações. ??

      ? Por favor envie sua sugestão por meio da Ouvidoria do CAU Brasil, que é o canal de comunicação direto entre o cidadão e o Conselho, no site https://caubr.gov.br/ouvidoria/

  4. Que essa modernização do sistema reflita em redução de custos operacionais e, por fim, menores taxas aos profissionais. Nós pagamos anuidades e responsabilidades técnicas mais caras que os engenheiros. O CAU tem pouco mais de 10 anos de vida e está se tornando um órgão caro de se manter!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CAU/BR

CAU Brasil lança política de benefícios para aquisição de softwares e outros bens e serviços

EXERCÍCIO PROFISSIONAL

“Mais trabalho para arquitetos e urbanistas é o foco de 2023”, diz presidente do CAU Brasil

CAU/BR

“Live” do CAU/SP esclarece dúvidas sobre contratos e legislação

CAU/BR

ARTIGO: Os edifícios de Brasilia refletem o nosso projeto de país

Skip to content