Relações Internacionais

Campo Grande recebe Bienal Internacional de Arquitectura de Santa Cruz (BASC)

 

Alguns dos mais expressivos exemplares da arquitetura contemporânea da Bolívia estiveram em exposição em Campo Grande (MS) entre os dias 13 e 15 de setembro. A Bienal Internacional de Arquitectura de Santa Cruz (BASC) esteve aberta a visitação no Bioparque Pantanal, aquário projetado pelo arquiteto Ruy Ohtake e inaugurado em 2022. No dia 15, conselheiros e presidentes dos CAU/UF e participantes do seminário Fronteiras: exercício e mobilidade internacional participaram de uma visita técnica à exposição.

 

A Bienal Internacional de Arquitectura de Santa Cruz é o mais importante evento do gênero na Bolívia. Organizada desde 2006 pelo Colégio de Arquitectos de Santa Cruz (CASCZ), conta com o patrocínio do Colégio de Arquitetos da Bolívia (CAB). A exposição apresentou vinte e nove exemplos de boas práticas da arquitetura e urbanismo boliviana localizadas nas cidades de Santa Cruz de La Sierra, La Paz, El Alto, Cochabamba, Oruro, Sucre, Tarija e Trinidad. As obras foram assinadas por 75  profissionais da Bolívia e 3 do Paraguai, somando 78 participantes.

 

 

A mostra itinerante é uma política permanente que tem o objetivo de divulgar e mostrar a produção da arquitetura boliviana contemporânea para a sociedade e para o resto do mundo. 

 

Interior do Bioparque Pantanal, aquário projetado pelo arquiteto Ruy Ohtake

 

Algumas das obras foram projetadas durante o seminário Fronteiras: exercício e mobilidade internacional, realizado pelo CAU Brasil com apoio do CAU/MS, durante palestra da Presidente Colégio de Arquitetos da Bolívia -CAB,  Rim Safar. A arquiteta boliviana mostrou exemplares da arquitetura contemporânea produzida por nomes como Rolando Aparício e Ardwin Bause.

 

ACESSE A APRESENTAÇÃO

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

Relações Internacionais

Nadia Somekh, ex-presidente do CAU/BR, visita sede da União Internacional de Arquitetos em Paris

Relações Internacionais

Acordo Brasil/Alemanha promove regulamentação, mobilidade profissional e sustentabilidade na arquitetura

Mobilidade profissional

Acordo de reciprocidade permite que profissionais de arquitetura trabalhem em Portugal. Conheça as regras

Relações Internacionais

III Fórum Internacional: CAU Brasil assina acordos com Ordens de Arquitetos de Angola e Cabo Verde

Pular para o conteúdo