CAU/BR

Carreira de Estado para arquitetos será votada no Senado. Avise seu senador!

Congresso Nacional. Projeto de Oscar Niemeyer. Foto: Werner Zotz.

 

Está na pauta de votações do Senado Federal o projeto de lei que institui a carreira de estado para arquitetos e urbanistas em todo o Brasil. O PLC 13/2013 caracteriza como essenciais e exclusivas de Estado as atividades exercidas por engenheiros, arquitetos e agrônomos ocupantes de cargo efetivo no serviço público federal, estadual e municipal. Trata-se de um passo fundamental para a qualificação das obras públicas no país, para o aperfeiçoamento do exercício profissional e também para a valorização dos arquitetos e urbanistas junto à sociedade.

 

Por isso o CAU/BR convida todos os arquitetos e urbanistas do país a apoiar essa causa e enviar um e-mail para os senadores de seu Estado, pedindo a aprovação integral do PLC 13/2013 e ressaltando a importância dessa lei para o melhor desenvolvimento das atividades de Arquitetura e Urbanismo realizadas pelo poder público. Caso o projeto seja aprovado pelo Plenário do Senado, ele segue direto para sanção presidencial e pode virar lei ainda neste semestre.

 

VEJA AQUI A LISTA DE E-MAILS DOS SENADORES DE CADA UNIDADE DA FEDERAÇÃO

 

Requisitamos que, ao enviar sua mensagem aos senadores, copie também para o e-mail institucional.parlamentar@caubr.gov.br.

 

O CAU/BR vem atuando de maneira consistente junto aos senadores pela aprovação do PLC/2013. Na semana passada, a assessora parlamentar do CAU/BR, Stephanie Miorim, e José Roberto Senno, da ANSEAF (Associação Nacional dos Servidores Engenheiros(as), Arquitetos(as) e Agrônomos(as) do Poder Executivo Federal), estiveram no Congresso Nacional conversando pessoalmente com os parlamentares sobre a importância do projeto e como ele pode melhorar a qualidade de vida das cidades brasileiras. O PLC é o quarto item da pauta, e pode ser votado imediatamente. Por isso, a importância da mobilização de todos os arquitetos e urbanistas do Brasil.

 

CARREIRA DE ESTADO – O meio jurídico define “carreiras típicas de estado” as que exercem precipuamente funções de tributar, fiscalizar e punir, a exemplo de diplomatas e servidores de carreiras jurídicas, de auditoria e de gestão governamental, entre outras. Tais carreiras estão previstas na Emenda Constitucional 19, de 1998, conhecida por Reforma Administrativa. A designação favorece aqueles arquitetos e urbanistas que, no exercício da profissão como servidores públicos estáveis, passarão a ter direito a garantias especiais contra a perda de seus cargos. A medida reforça o planejamento público e garante maior independência aos profissionais, incentivando ao ingresso e à permanência na administração de profissionais de qualificação tecnológica.

 

O PLC 13/2013 teve origem na Câmara, em 2010, por iniciativa do deputado José Chaves. Se aprovado, ele também impactará a elaboração dos editais de concursos públicos para contratação de arquitetos. O que mudará é a designação da vaga a ser contratada. Em vez de vir especificado no edital “Analista Legislativo, com função de Arquiteto”, com a definição de carreira típica de Estado, a vaga passará a ser designada como de “Arquiteto”, como ocorre no caso dos advogados.

 

Em 05/11/14, a Comissão de Constituição e Justiça do Senado já aprovara o projeto, que deveria seguir então para sanção da presidente da República, por seu caráter terminativo. Contudo, no dia 17/11 o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP) apresentou recurso de pauta, com adesão de outros pares, no sentido da matéria ser encaminhada à discussão em plenário.

 

O CAU/BR e diversas outras entidades do setor, como a ANSEAF (Associação Nacional dos Servidores Engenheiros(as), Arquitetos(as) e Agrônomos(as) do Poder Executivo Federal) e o Sistema Confea/CREA, apoiam o projeto.

 

Publicado em 07/04/2015

40 respostas

  1. O SR> CAU deveria era fiscalizar o exercício ilegal da profissão e bater em cima das prefeituras para aceitarem apenas projetos arquitetônicos feitos por ARQUITETOS!y

  2. Já enviei os emails

    Boa noite Senador,

    Está na pauta de votações do Senado Federal o projeto de lei que institui a carreira de estado para arquitetos e urbanistas em todo o Brasil. O PLC 13/2013 caracteriza como essenciais e exclusivas de Estado as atividades exercidas por engenheiros, arquitetos e agrônomos ocupantes de cargo efetivo no serviço público federal, estadual e municipal. Trata-se de um passo fundamental para a qualificação das obras públicas no país, para o aperfeiçoamento do exercício profissional e também para a valorização dos arquitetos e urbanistas junto à sociedade.
    Por isso, convido Vossa Excelência a apoiar essa causa aprovando de forma integral a PLC 13/2013, ressaltando a importância dessa lei para o melhor desenvolvimento das atividades de Arquitetura e Urbanismo realizadas pelo poder público.

    Grata pela sua atenção, meu cordial boa noite.

    ____________________

    Arquiteta e Urbanista

  3. É necessário uma divulgação maior, de cada 10 colegas arquitetos que perguntei sobre a matéria, apenas 2 tinham conhecimento da matéria e nenhuma ação proativa foi realizada…Divulguem…, está é a melhor chance em décadas de uma valorização da profissão

    1. Concordo Altair. Essa divulgação, tanto da PLC13/2013, quanto da Resolução 51 tem que chegar a toda população! De nada adianta ficarmos apenas na internet. Isto tem que aparecer. É triste nossa situação, onde eu moro ainda existem pessoas que vêm me perguntar até quantos m² estou apta a assinar. Pode isso?! É uma questão cultural que a muito tempo ficou nas sombras da engenharia e uma questão de educação, o povo tem que ter conhecimento do que é ser um Arquiteto e Urbanista!

  4. Pessoal, dediquei alguns minutos do meu tempo para formatar a lista de e-mail dos senadores de modo a facilitar o envio. Não esqueçam de copiar os amigos arquitetos e engenheiros para que possamos levar uma enchente de pedidos ao senado.

    O texto é particular de cada um, mas segue o que eu escrevi:

    “A(o)
    Excelentíssimo (a) senhor (a) senador (a) da República

    É com intenso entusiasmo que trago a Vossa Excelência o apelo e o clamor dos profissionais de Arquitetura e Urbanismo pela aprovação da PLC 13/2013. A medida visa a valorização profissional ora ofuscada pela CF/88 ora pelos numerosos casos de fraude relacionados a construção civil.

    Neste momento é preciso fortalecer a categoria, principalmente os profissionais atuantes no setor público de modo a atingirmos a excelência que um dia foi sinônimo da categoria.

    VOTE SIM PELA PLC 13/2013

    Nome:
    Arquiteto e Urbanista
    CAU:

    Senadores

    gladson.cameli@senador.leg.br, jorge.viana@senador.leg.br, sergio.petecao@senador.leg.br, benedito.lira@senador.leg.br, fernando.collor@senador.leg.br, renan.calheiros@senador.leg.br, omar.aziz@senador.leg.br, sandrabraga@senadora.leg.br, vanessa.grazziotin@senadora.leg.br, davi.alcolumbre@senador.leg.br, joao.capiberibe@senador.leg.br, randolfe.rodrigues@senador.leg.br, lidice.mata@senadora.leg.br, otto.alencar@senador.leg.br, pinheiro@senador.leg.br, eunicio.oliveira@senador.leg.br, jose.agripino@senador.leg.br, jose.pimentel@senador.leg.br, tasso.jereissati@senador.leg.br, cristovam.buarque@senador.leg.br, heliojose@senador.leg.br, reguffe@senador.leg.br, magno.malta@senador.leg.br, ricardo.ferraco@senador.leg.br, rose.freitas@senadora.leg.br, lucia.vania@senadora.leg.br, ronaldo.caiado@senador.leg.br, wilder.morais@senador.leg.br, edson.lobao@senador.leg.br, joao.alberto.souza@senador.leg.br, robertorocha@senador.leg.br, aecio.neves@senador.leg.br, antonio.anastasia@senador.leg.br, zeze.perrella@senador.leg.br, delcidio.amaral@senador.leg.br, simone.tebet@senadora.leg.br, waldemir.moka@senador.leg.br, blairo.maggi@senador.leg.br, josemedeiros@senador.leg.br, wellington.fagundes@senador.leg.br, flexa.ribeiro@senador.leg.br, jader.barbalho@senador.leg.br, paulo.rocha@senador.leg.br, cassio.cunha.lima@senador.leg.br, jose.maranhao@senador.leg.br, raimundo.lira@senador.leg.br, douglas.cintra@senador.leg.br,fernandobezerracoelho@senador.leg.br, humberto.costa@senador.leg.br, ciro.nogueira@senador.leg.br, elmano.ferre@senador.leg.br, reginasousa@senadora.leg.br, alvaro.dias@senador.leg.br, gleisi.hoffmann@senadora.leg.br, roberto.requiao@senador.leg.br, lindenbergh.faria@senador.leg.br, marcelo.crivella@senador.leg.br, romario@senador.leg.br, fatima.bezerra@senadora.leg.br, garibaldi.alves@senador.leg.br, jose.agripino@senador.leg.br, acir@senador.leg.br, ivo.cassol@senador.leg.br, valdir.raupp@senador.leg.br, angela.portela@senadora.leg.br, romero.juca@senador.leg.br, telmariomota@senador.leg.br, ana.amelia@senadora.leg.br, lasier.martins@senador.leg.br, paulopaim@senador.leg.br, dario.berger@senador.leg.br, luizhenrique@senador.leg.br, paulo.bauer@senador.leg.br, antonio.carlos.valadares@senador.leg.br, eduardo.amorim@senador.leg.br, maria.carmo.alves@senadora.leg.br, aloysionunes.ferreira@senador.leg.br, jose.serra@senador.leg.br, marta.suplicy@senadora.leg.br, ataides.oliveira@senador.leg.br,donizeti.nogueira@senador.leg.br,vicentinho.alves@senador.leg.br

    institucional.parlamentar@caubr.gov.br

    Boa sorte a nós todos…!!!

    1. Contamos com o apoio de todos os senadores que tem compromisso com o desenvolvimento do nosso Brasil, para que VOTE SIM PELA PLC 13/2013.

  5. Seria Carreira de Estado apenas para os novos servidores ou para os já ingressos em cargo efetivo?

    1. Yanne, trata-se de um “Complemento de Lei”, ou seja, se a lei for revogada, alterada ou complementada, seus efeitos passam a valer de imediato. Se antes sua carreira não era de estado, a partir da sanção presidencial ela passará a ser.

    1. Caros Colegas,
      Não basta simplesmente apoiar. Tem que agir e mandar e-mails aos Senadores de seu Estado para que votem a favor do PLC 13/13.
      Ex:

      Senhor (a) Senador (a) da República Federativa do Brasil.
      (Nome do Senador(a))

      Excelentíssimo (a) Senador (a),

      Venho aa Vossa Excelência trazer o apelo e o clamor dos profissionais de Arquitetura e Urbanismo pela aprovação da PLC 13/2013.

      A sua aprovação visa a valorização profissional dos profissionais do serviço público federal, estadual e municipal e não engessa o Estado brasileiro, quer a nível federal, estadual e municípial, muito pelo contrário, esses entes governamentais serão melhor aparelhados para prestarem um serviço de excelência aa população brasileira.

      Muito importante, o referido PLC 13/13 não acarretará ônus algum ao Estado brasileiro nas três instâncias governamentais.

      O Brasil terá muito a ganhar, tecnológica e administrativamente com o seu voto favorável à aprovação do PLC em questão.

      Portanto, republicamente, vote sim ao PLC 13/13.

      Respeitosamente,

      Nome:
      Arquiteto e Urbanista
      CAU:
      *********
      OBs: Procure no site do Senado o endereço eletrônico dos três Senadores de seu Estado.

    2. enviei o texto abaixo (a mensagem para o CAU voltou como “destinatario invalido”);

      Prezado Senador XXXX,

      Faço uso desta mensagem para endossar um pedido geral e coletivo da categoria profissional relativo à aprovação integral do PLC 13/2013 que institui a carreira de estado para arquiteto e urbanista.

      Tal aprovação é de fundamental importância, pois o Estado é o protagonista de macro decisões que atingem diretamente as cidades e a vida de suas populações no que se refere à mobilidade, habitação, lazer, pacificação urbana, justiça social, arte e cultura, história, uso e ocupação do solo, dentre tantas outras em que o arquiteto e o urbanista são plenamente capacitados e especializados nesses temas centrais das agendas políticas e sociais de nosso país.

      À medida que o Brasil se alinha com nações democráticas e respeitadoras das relações equilibradas e responsáveis entre sociedade e estado, modernizando assim o papel e atuação deste último como gestor capacitado, como vem acontecendo na última década, é estratégico e eficiente que esta gestão seja exercida por quem de fato conhece os problemas urbanos e suas soluções.

      Vale mencionar que nosso país viverá brevemente momentos de crescimento econômico com necessidades essenciais de infraestrutura urbana, saneamento, transporte, energia etc. que serão atendidas sob a forma de obras públicas onde o papel de do arquiteto e urbanista, além de ser valorizado, será vital para viabilizar com sucesso a delicada e trabalhosa relação prazo versus qualidade, o que exige qualificação técnica ligada ao planejamento público.

      Antecipadamente agradeço seu empenho no sentido de aprovar integralmente o PLC 13/2013 e coloco-me à vossa disposição para contribuir na construção da grande nação plural, democrática e justa socialmente, que desejamos que o Brasil se torne.

  6. 19/12/2014 SSCLSF – SUBSEC. COORDENAÇÃO LEGISLATIVA DO SENADO
    Situação: INCLUÍDA EM ORDEM DO DIA
    Ação: Aguardando inclusão em Ordem do Dia.
    19/01/2015 SSCLSF – SUBSEC. COORDENAÇÃO LEGISLATIVA DO SENADO
    Situação: PRONTO PARA DELIBERAÇÃO DO PLENÁRIO
    Ação: A matéria continua a tramitar, nos termos do art. 332 do Regimento Interno e do Ato da Mesa nº 2, de 2014.
    Aguardando inclusão em Ordem do Dia.
    Discussão, em turno único.
    12/02/2015 SSCLSF – SUBSEC. COORDENAÇÃO LEGISLATIVA DO SENADO
    Ação: Encaminhado à SGM, a pedido.
    Encaminhado para: SGM – SECRETARIA GERAL DA MESA
    12/02/2015 SGM – SECRETARIA GERAL DA MESA
    Ação: Juntado original de manifestação do Ofício n° 925/581/2014/Presidência/ANSEAF da Associação Nacional dos Servidores Públicos Engenheiros, Arquitetos e Engenheiros-Agrônomos do Poder Executivo Federal – ANSEAF. (Fls. 38-58).
    À SSLSF.
    Encaminhado para: SSCLSF – SUBSEC. COORDENAÇÃO LEGISLATIVA DO SENADO
    Textos: Manifestação externa Download do documento em PDF
    12/02/2015 SSCLSF – SUBSEC. COORDENAÇÃO LEGISLATIVA DO SENADO
    Situação: PRONTO PARA DELIBERAÇÃO DO PLENÁRIO
    Ação: Aguardando inclusão em Ordem do Dia.
    Discussão, em turno único.
    25/03/2015 SSCLSF – SUBSEC. COORDENAÇÃO LEGISLATIVA DO SENADO
    Situação: AGENDADA PARA ORDEM DO DIA
    Ação: Agendada para a Ordem do Dia da sessão deliberativa ordinária do dia 31.03.2015.
    Discussão, em turno único.
    26/03/2015 SSCLSF – SUBSEC. COORDENAÇÃO LEGISLATIVA DO SENADO
    Situação: INCLUÍDA EM ORDEM DO DIA
    Ação: Incluído na Ordem do Dia da sessão deliberativa ordinária do dia 31.03.2015.
    Discussão, em turno único.
    Matéria não apreciada na sessão de 31/03/2015, transferida para a sessão de 01.04.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 07.04.2015, transferida para a sessão deliberativa do dia 08.04.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 8.4.2015, transferida para a sessão de 9.4.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 09.04.2015, transferida para a sessão deliberativa de 14.04.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 14.04.2015, transferida para a sessão deliberativa de 15.04.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 15.04.2015, transferida para a sessão deliberativa de 16.04.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 16.04.2015, transferida para a sessão de 22.04.2015.
    Encaminhado para: ATA-PLEN – SUBSECRETARIA DE ATA – PLENÁRIO

    Vamos ver até quando vai durar essa EMBROMAÇÃO…

    E isso, porque são Dois os Conselhos envolvidos(CAU-CREA)… imaginem só se fosse apenas o CAU…

    É lamentável que justamente os temas de maior importância para a Sociedade, são tratados desse modo por parte do SENADO.

    1. PARABÉNS!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! PELA INICIATIVA, É LOUVÁVEL QUE ALGUNS ARQUITETOS MANIFESTEM INDIGNAÇÃO AO PASSO QUE MILHARES SE CALAM FRENTE AO DESINTERESSE DO SENADO…INCRIVELMENTE SOMENTE “1” A CADA DEZ PROFISSIONAIS TEM CONHECIMENTO SOBRE O ASSUNTO E DE CADA 10 QUE TEM CONHECIMENTO SOBRE O ASSUNTO, APENAS “1” TOMOU ALGUMA ATITUDE EM RELAÇÃO AO ASSUNTO…ISSO TAMBÉM PRECISA MUDAR…O CAU PRECISA LEVAR O ASSUNTO A MÍDIA NA TV EM HORÁRIO NOBRE COM FEZ PARA DIVULGAR ELEIÇÕES, DATAS COMEMORATIVAS, ENFIM…USAR NOSSO DINHEIRO COMO QUEREMOS QUE SEJA USADO… E CADE OS MEDALHÕES DA ARQUITETURA??? JÁ OUVIU ALGUM DELES SE MANIFESTAR PARA COBRAR OU DAR APOIO??? OU SÓ APARECEM PARA GANHAR PROJETOS, PRÊMIOS, LOUROS… COMO SE A ARQUITETURA NO BRASIL FOSSE SINÔNIMO DE NIEMEYER, OHTAKE, BRATKE E OUTROS… JÁ O CREA É TOTALMENTE OMISSO A ESTE ASSUNTO…” É UM SENHOR IDOSO E CANSADO, QUE OLHA SOMENTE PARA O PASSADO CONTEMPLANDO VELHAS CONQUISTAS E MEDALHAS DE LIONS CLUB, ROTARY…, SEM ATITUDES PRESENTES OU REVOLUCIONÁRIAS…” ARGH!!! COMO PUDEMOS FAZER PARTE DESTE CONSELHO DE CLASSE POR TANTO TEMPO… DAI A SITUAÇÃO QUE ESTAMOS HOJE…”

    1. É realmente um absurdo haver essa segregação entre arquitetos que são servidores estaduais, municipais e da união e arquitetos celetistas.
      Arquiteto é arquiteto!!!
      Seria de bom tom do CAU conceder metade da anuidade para arquitetos que são do serviço público pois o salário que é dado em troca das atribuições a que os profissionais exercem diariamente não condiz com o salário oferecido e quando os valores que estão na lei maior forem praticados sem racismo, aí sim concordo em pagar o valor da nossa anuidade, ainda tenho esperança que isso um dia aconteça
      Obrigado pelo espaço para compartilhar idéias.

    1. Eu acho que não será bem assim. Não se animem tanto. Tem que se pensar muito bem antes. Não encontrei no artigo, no que o cargo terá poder. Só acho que devem tomar cuidado. Para não piorar mais ainda a nossa legislação confusa por si só.

  7. Caros colegas,

    Vamos encher a caixa de mensagens dos Senadores de nossos Estados.
    Nos textos postados acima, existem tres modelos de redações. Escolha uma e envie-a aos três Senadores de seu Estado.

    O seu apoio tem que ser dado ao Plenário do Senado, portanto, aos Senadores, onde efetivamente vale a votação e não aqui, retoricamente, para a plateia ver.

    Como categoria profissional, o interesse é todo nosso, e de mais ninguém.

    Contando com a sua participação, vamos aa vitória.

    Abs,
    Antonio Carlos

  8. Sou funcionária pública estatutária numa Prefeitura e tenho a dúvida de que se a Lei 5194 exclui justamente os estatutários do direito ao salário mínimo profissional, passando a ser carreira de estado, deixamos de ser estatutários e teremos direito ao salário mínimo profissional? Algum colega sabe me dizer sobre isto? Obrigada.

    1. Luciana, boa tarde !
      .
      Muitas Prefeituras, ” convidaram ” os seus Servidores Engenheiros Civis e Arquitetos e Urbanistas, que eram contratados pela C.L.T., a optarem pela mudança para o Regime Estatutário apresentando inclusive inúmeras “vantagens” como estratégia de convencimento.
      .
      Isso, porque contratando pelo Regime C.L.T, as Prefeituras são obrigadas a pagar o Piso Salarial da nossa Categoria em conformidade com a Lei 4950-A/66.
      .
      Como Arquiteto Estatutário ( também é o meu caso ), a nossa única esperança de receber o piso, é através da Carreira de Estado.
      .
      Então, uma vez sancionada pela Presidência da República, a Carreira de Estado para Engenheiros e Arquitetos nos garantirá a tão sonhada Valorização Profissional junto à Sociedade Civil, como ocorre com os Médicos e os Magistrados.

  9. Bom dia Senador,

    Peço que Vossa Excelência nos apoie nessa causa.
    Instituindo a carreira de estado para arquitetos e urbanistas
    em todo país.

    grato

  10. Alguém pode me dizer se esse projeto atinge também os órgãos com cargo de A.U. em regime estatutário, ou somente CLT?

    1. “A designação favorece aqueles arquitetos e urbanistas que, no exercício da profissão como servidores públicos estáveis…” Pelo que o texto diz, vale para os Arquitetos titulares de cargos estáveis, ou seja, os que não são contratados através da CLT.

  11. Vamos nos mobilizar! já enviei! podemos pedir aos amigos e familiares que tb são eleitores!!!Não adianta só reclamar vamos reivindicar, vamos a luta eletronicamente!!

  12. GURIZADA MEDONHA DO RGS !!!
    ESTE É O MOMENTO PARA QUE POSSAMOS NOS VALORIZAR, E DEVERÁ SER ATRAVÉS DA INICIATIVA EM QUE TEMOS QUE TOMAR NESTE MOMENTO !!
    NÃO PODEMOS DEIXAR PARA DEPOIS , E NEM PARA OS OUTROS FAZEREM !! SE NÃO FIZERMOS POR NÓS , QUEM FARÁ !!
    AGILIZEM-SE !!! TOMEM A FRENTE DA SITUAÇÃO !!
    O CONTATO VIA E-MAIL PARA OS SENADORES DO RGS É FUNDAMENTAL !!

  13. Já encaminhei e-mail para os Senadores de Minas Gerais: aecio.neves, antonio.anasta., zeze.perrella, institucional..,
    Está na pauta de votações do Senado Federal o projeto de lei que institui a carreira de estado para arquitetos e urbanistas em todo o Brasil. O PLC 13/2013 caracteriza como essenciais e exclusivas de Estado as atividades exercidas por engenheiros, arquitetos e agrônomos ocupantes de cargo efetivo no serviço público federal, estadual e municipal. Trata-se de um passo fundamental para a qualificação das obras públicas no país, para o aperfeiçoamento do exercício profissional e também para a valorização dos arquitetos e urbanistas junto à sociedade.

    Peço a aprovação integral do PLC 13/2013 e ressaltando a importância dessa lei para o melhor desenvolvimento das atividades de Arquitetura e Urbanismo realizadas pelo poder público.

    Atualmente, tenho o cargo:

    Diretor
    Diretoria de Apoio Técnico
    Superintendência de Projetos
    Subsecretaria de Assuntos Municipais
    Secretaria de Estado de Governo – SEGOV

    Porém como funcionário, efetivo sou Analista de Políticas Públicas em Desenvolvimento.

  14. .Atualizando a informação…..

    .
    26/03/2015 SSCLSF – SUBSEC. COORDENAÇÃO LEGISLATIVA DO SENADO
    Situação: INCLUÍDA EM ORDEM DO DIA
    Ação: Incluído na Ordem do Dia da sessão deliberativa ordinária do dia 31.03.2015.
    Discussão, em turno único.
    Matéria não apreciada na sessão de 31/03/2015, transferida para a sessão de 01.04.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 07.04.2015, transferida para a sessão deliberativa do dia 08.04.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 8.4.2015, transferida para a sessão de 9.4.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 09.04.2015, transferida para a sessão deliberativa de 14.04.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 14.04.2015, transferida para a sessão deliberativa de 15.04.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 15.04.2015, transferida para a sessão deliberativa de 16.04.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 16.04.2015, transferida para a sessão de 22.04.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 22.04.2015, transferida para a sessão deliberativa de 23.04.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 23.04.2015, transferida para a sessão deliberativa de 28.04.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 28.04.2015, transferida para a sessão deliberativa de 29.04.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 29.04.2015, transferida para a sessão deliberativa de 30.04.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 30.04.2015, transferida para a sessão deliberativa de 05.05.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 05.05.2015, transferida para a sessão deliberativa de 06.05.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 06.05.2015, transferida para a sessão deliberativa de 07.05.2015.
    Matéria não apreciada na sessão de 07.05.2015, transferida para a sessão deliberativa de 12.05.2015.
    Encaminhado para: ATA-PLEN – SUBSECRETARIA DE ATA – PLENÁRIO.
    .
    E a EMBROMAÇÃO continua… vamos ver até onde vai…

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ARQUITETURA SOCIAL

Representantes do CAU Brasil e do CEAU se reúnem com Secretário Nacional de Habitação

PATRIMÔNIO HISTÓRICO

Presidente do IPHAN e diretor de Patrimônio Material visitam sede do CAU Brasil

CAU/BR

CAU Brasil lança política de benefícios para aquisição de softwares e outros bens e serviços

IAB

Projeto de Lelé, prédio do IAB/GO é alvo de demolição da Prefeitura em Goiânia

Skip to content