CAU/BR

Carta sobre o papel da Arquitetura na saúde pública repercute na mídia

Diante da pandemia do Covid-19, o CAU/BR e os CAU/UF,  por ocasião do Dia Mundial da Saúde, posicionaram-se sobre o papel da Arquitetura e Urbanismo na transformação de nosso ambiente construído em habitações e cidades saudáveis. A “Carta à Sociedade, às Autoridades e aos Arquitetos e Urbanistas do Brasil”, divulgada no dia 07 de abril, obteve grande repercussão nos veículos midiáticos, como o Estadão e Terra, além de uma entrevista exclusiva do presidente do CAU/BR Luciano Guimarães à Agência Rádioweb,  cujos boletins são disttribuidos para 2418 emissoras de todo país. 

  

Carta do CAU/BR e CAU/DF sobre saúde pública foi noticiada no Blog do Fausto Macedo, no Estadão.

 

A carta afirmou que a pandemia escancarou problemas sanitários caracterizado por deficiências habitacionais e urbanísticas nas cidades. Em entrevista à Agência Radio Web, o presidente Luciano Guimarães afirmou que a precariedade das áreas periféricas é uma preocupação antiga do Conselho. “Em 2018 foi editado uma carta intitulada ‘As cidades pedem socorro’ justamente para chamar a atenção dos candidatos à presidência da República e Congresso Nacional para a situação caótica das áreas periféricas principalmente onde vive a população de baixa renda. Não tem habitação e as condições que garantam salubridade para convívio familiar, não tem espaços públicos adequados, não tem infraestrutura, água e rede de esgoto, vivemos total descontrole das condições epidemiológicas”rekembrou o presidente.  

 

Confira aqui a íntegra da entrevista do presidente do CAU/BR à Agência Rádio Web: 

 

Dentre as medidas necessárias para controlar as adversidades, o documento cita a “a implementação de ações que garantam condições dignas de moradia e habitabilidade”, como a Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social (ATHIS), prevista na Lei 11.888/2008, e que até hoje não foi efetivamente implementada pelo poder público, como reforçou Luciano Guimarães em entrevista.   

 

O documento também aponta as medidas adotadas pelo Conselho para auxiliar os profissionais em meio à pandemia, como a flexibilização de prazos de pagamento e a “criação de um programa nacional de recuperação financeira do setor que ofereça linhas de financiamento com bancos públicos”.  

 

A “Carta à Sociedade, às Autoridades e aos Arquitetos e Urbanistas do Brasil” também foi noticiada na Agência O GloboRevista JRSGazeta BrasíliaPor Dentro de Minas,  Portal do Sena

 

O Dia Mundial da Saúde foi criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em 1948. A data de 7 de abril coincide com o dia da fundação da organização.

 

Veja também:

Dia Mundial da Saúde: CAU propõe ações para tornar nossas cidades saudáveis

MAIS SOBRE: CAU/BR

6 respostas

  1. Parabéns CAU! Inclua também a revisão da Lei Orgânica redefinindo e ampliando condições de “segurança” admissíveis para relocação de habitações em comunidades precárias.

  2. Há mais 3 anos, elaborei um estudo sobre a produção do espaço urbano e o acúmulo de água onde se procriam os pernilongos transmissores de várias doenças e encaminhei para o CAU-SP.

    Também estive na sede paulistana falando sobre a importância do assunto. Até hoje não tive nenhuma resposta. Só agora, com a pandemia, que foi escancarada as condições sanitárias? O material que enviei foi jogado fora?

  3. Imagine !!! issso é noticia para os arquitetos? ou para dar publicadade ao presidente do CAU ? O CAU vai mal

  4. Não consigo mais me calar quando vejo a participação do CAU/BR tão acanhada e distante da sociedade. O sonho de um CAU feito e para os arquitetos já ficou para trás. Somos o mesmo que éramos no CREA. Um bando de profissionais ligados a um Conselho que não consegue fazer o que é facílimo hoje em dia com as ferramentas disponíveis na Internet: APRESENTAR A SOCIEDADE O QUE EFETIVAMENTE FAZ O ARQUITETO. Lembro, com muita saudade, uma campanha que a Eucatex fez provavelmente na década de 80: CONSTRUA CERTO, CONTRATE UM ARQUITETO.
    Acorda CAU! Apresente a sociedade brasileira a importância do profissional da arquitetura. O quanto ele pode melhorar a vida das pessoas em todas as classes da população. Contratem um Agencia para fazer isso. O absurdo da arrecadação anual somente com anuidades pode bancar a idéia. Ficar chorando que o poder público… é o mesmo que o CREA faz e fazia por nós. A sociedade precisa entender que a vida poderia ser melhor pra todos, se houvesse uma participação maior do arquiteto nas cidades.

    1. Sergio, informamos que o CAU/BR promove diversas ações objetivando a valorização da Arquitetura e do Urbanismo no Brasil, por meio de campanhas publicitárias, diálogo institucional com o Governo Federal e Congresso Nacional, eventos nacionais e agora também ações de apoio à Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social. O Código de Ética, a Tabela de Honorários, Resolução sobre Atribuições Privativas dos Arquitetos e Urbanistas e Resolução de Direitos Autorais também são ações que visam valorizar a profissão e estabelecer as regulações básicas da Arquitetura e Urbanismo.

      Em dezembro de 2019, a campanha do Dia do Arquiteto foi vista por mais de 90 milhões de pessoas. A campanha do Dia do Arquiteto é realizada todos os anos desde 2013, sempre em TV aberta, rádio, jornais, internet e mobiliário urbano. Saiba mais em https://caubr.gov.br/todos

      No ano passado, o CAU/BR produziu o programa de rádio Arquitetura para a Vida, transmitido três vezes por semana nas rádios CBN e Bandnews. Ouça em https://caubr.gov.br/vida.

      O CAU/BR também oferece aos arquitetos e urbanistas e aos possíveis clientes de todo o Brasil a plataforma ACHE UM ARQUITETO, com informações sobre profissionais atuantes em todo o Brasil. É possível encontrar profissionais e empresas por nome, município, estado ou número de registro. Confira em https://acheumarquiteto.caubr.gov.br/

      Divulgamos todas as semanas oportunidades de trabalho para arquitetos e urbanistas, como editais, concursos e licitações. Veja em https://bit.ly/2MvtenF

      Destacamos ainda que as ações de valorização da profissão tem ajudado o crescimento do mercado de Arquitetura e Urbanismo do Brasil. Em 2018, os profissionais registrados no CAU realizaram 5,4% mais atividades que no ano anterior.

      Destaque-se o crescimento cada vez maior das atividades ligadas à Execução de Obras: houve um crescimento de 6,3% em 2018 – o que representa 30.000 execuções de obras a mais que no ano anterior. Em 2017, esse tipo de atividade também cresceu mais que 6% – o dobro da média nacional naquele ano.

      Confira essas e muitas outras informações no Anuário de Arquitetura e Urbanismo 2019.

      https://caubr.gov.br/anuario2019/

Os comentários estão desabilitados.

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CAU/BR

NOTA DE ESCLARECIMENTO

CAU/BR

CAU/BR aponta protagonismo feminino na arquitetura e urbanismo durante 98º ENIC

CAU/BR

Comissões do CAU/BR debatem temas de interesse dos arquitetos e urbanistas

CAU/BR

CAU/BR celebra uma década dos primeiros empregados públicos efetivos

Pular para o conteúdo