Ensino e Formação

CAU Brasil, pesquisadores e estudantes debatem qualidade da formação de arquitetos

 

Arquitetos e urbanistas, pesquisadores e estudantes promoveram um amplo debate sobre Qualidade da Formação, em São Paulo, no último dia do Seminário Nacional de Formação, Atribuições e Atuação Profissional do CAU. Evento realizado na sede do CAU/SP contou com um debate entre os conselheiros do CAU Brasil Valter Caldana (coordenador da Comissão de Ensino e Formação), Ricardo Mascarello (coordenador da Comissão de Política Urbana e Ambiental), o diretor da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo (ANPARQ), Ricardo Trevisan, e o diretor da Federação Nacional de Estudantes de Arquitetura e Urbanismo (FeNEA), Luccas Brito.

 

“Nós temos que ampliar a base de atuação de arquitetos e urbanistas, abrir mercados, possibilidades de interação com a sociedade”, afirmou o conselheiro Valter Caldana. Ele apontou quatro elementos fundamentais de formação dentro dos cursos de graduação: o Trabalho Final de Graduação (TFG), os Escritórios Modelos de Arquitetura e Urbanismo (EMAUs), os estágios e os programas de extensão universitária. “Esses temas perfazem a base do diálogo que o CAU promove com os cursos e faculdades”, afirmou.

 

Caldana lembrou que o CAU possui iniciativas também voltadas para os estudantes antes e depois da graduação. Para as escolas de ensino fundamental, o programa CAU Educa fornece metodologias e formatos de material paradidático sobre Educação Urbanística para crianças. Depois, existem programas de formação continuada. “Esse tema está no protagonismo da discussão dentro do CAU. No ano que vem, começa a valer um novo desconto na Anuidade do CAU para estimular a formação continuada, e em breve vamos lançar o Portal da Formação Continuada”, disse.

 

O conselheiro do CAU Brasil Valter Caldana e o diretor da Federação Nacional de Estudantes de Arquitetura e Urbanismo (FeNEA), Luccas Brito

 

O conselheiro Ricardo Mascarello anunciou novidades para o programa CAU Educa. “Estamos concluindo um Caderno que reúne experiências vencedoras de um concurso nacional feito pela Comissão de Política Urbana e Ambiental e também aponta diretrizes para o ensino”, afirmou. “Objetivo é expandir a educação urbana e ambiental para as nossas crianças. É um conhecimento tácito, as crianças têm um ‘HD limpo’ na cabeça, aprendem com muito mais facilidade”. Lançamento do Caderno CAU Educa será no dia 15 de dezembro, com distribuição para todo o país por meio dos CAU/UF.

 

O professor da Universidade de Brasília (UnB) Ricardo Trevisan, diretor da ANPARQ, defendeu que é necessário refazer, restaurar e revisar o campo da pesquisa e da pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo. “Os programas de pós da nossa área são responsáveis pela formação de docentes para todos os níveis de ensino; pela formação de recursos humanos qualificados para o mercado não acadêmico, como profissionais liberais, gestores, etc; e pelo fortalecimento das bases científica, tecnológica e de inovação”, afirmou. Ele também alertou que o sistema nacional de pesquisa e pós-graduação foi sofrendo com a drástica diminuição de recursos e ações que visam a sua desqualificação.

 

O diretor da Associação Nacional de Pesquisa e Pós-graduação em Arquitetura e Urbanismo (ANPARQ), Ricardo Trevisan

 

O estudante Luccas Britto falou das denúncias que a FeNEA vem recebendo em relação a más condições de estágios. “Estágio é um espaço de aprendizado. Mas muitas vezes se tornou um espaço de mão-de-obra barata”, disse. Para ele, é preciso iniciar um processo de educação dos alunos, para entedner seus direitos e direitos; e também dos profissionais que recebem esses estagiários. “Ninguém é obrigado a contratar estagiários, mas quando contrata, precisa entender a responsabilidade desse processo”, disse.

 

Ele também falou do projeto de extensão Escritório Modelo de Arquitetura e Urbanismo (EMAU), que coloca em prática os conhecimentos técnicos, mas com um viés social. “É um serviço que não compete com o mercado, leva serviços de Arquitetura e Urbanismo para as pessoas que não têm acesso”, contou.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

Ensino e Formação

Divulgados compilados de trabalhos apresentados no I e II Seminário Nacional de Formação

Ensino e Formação

Visita técnica ao Sesi Lab encerra programação do II Seminário Nacional de Formação do CAU

Ensino e Formação

Seminário de Formação discutiu complexidades do uso a Inteligência Artificial na Arquitetura e Urbanismo

Ensino e Formação

Seminário de Formação ressalta crescente interesse pelo trabalho da arquitetura desde a infância

Pular para o conteúdo