RECENTES

CAU/DF apresenta preocupação com ampliação das atribuições de técnicos em edificações

Arq. Urb. Rogério Markiewicz, General Heleno, Eng. Fátima Có e Secretária Maria Caroline de Lima

No último dia 12 de agosto, o conselheiro federal suplente do DF no CAU/BR, arq. urb. Rogério Markiewicz, esteve no Palácio do Planalto para se reunir com a Secretária Especial de Assuntos Parlamentares da Secretaria de Governo, Maria Caroline Fleury de Lima, e com o Ministro de Estado Chefe do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência da República, General Augusto Heleno Ribeiro Pereira. O objetivo da audiência foi expressar a preocupação do CAU diante da proposta do Conselho Federal dos Técnicos Industriais – CFT, que pretende ampliar as atribuições dos Técnicos Industriais com habilitações em Edificações.

 

A proposta permite a essa categoria projetar, calcular, dirigir e executar e responsabilizar-se tecnicamente por obras de edificações com até 300m² de área a ser construída, podendo ser distribuídos em até três pavimentos e projetos complementares. Atualmente, pela Lei nº 13.639/2018 que criou o CFT e regulamenta os técnicos, eles podem somente projetar e dirigir edificações de até 80m² de área construída, que não constituem conjuntos residenciais, bem como realizar reformas.

 

“Nossa preocupação maior diz respeito à capacitação desses profissionais para assumir tal atribuição, tendo em vista que o curso técnico não abrange disciplinas que garantem a habilitação necessária para projetar e executar obras dessa magnitude diante de sua maior complexidade. Essa atribuição deve ser desempenhada por um(a) arquiteto(a) e urbanista, que está capacitado e habilitado técnica e legalmente para a sua realização”, justificou o conselheiro federal suplente, Rogério Markiewicz.

 

 

Em um segundo momento da audiência – que também contou com a participação da presidente do CREA-DF, engenheira Fátima Có – foi discutido o veto presidencial ao artigo 37 da MP 1.040 (PLV 15/2021), que dispensa a Anotação de Responsabilidade Técnica (ART) em instalações elétricas de até 140 kVA. O CREA-DF defende que a ART é necessária, pois garante a segurança das edificações e demais equipamentos urbanos e rurais e a proteção do patrimônio e da vida do cidadão.

 

Fonte: CAU/DF

MAIS SOBRE: RECENTES

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

RECENTES

Terceira edição da Revista Urbanidade apresenta desafios e soluções

RECENTES

CAU/SP recebe doação de acervo do arquiteto Miguel Alves Pereira

RECENTES

Edital de consulta pública de solução BIM para automação de projetos de edificações em Minas Gerais

RECENTES

Cadastrados no CAU terão descontos na inscrição da sexta edição do Seminário Internacional A ERA BIM, evento que acontecerá em São Paulo

Pular para o conteúdo