ÉTICA E DISCIPLINA

CAU inaugura celebrações pelos 10 anos do Código de Ética e Disciplina dos profissionais da arquitetura e urbanismo

Mais de 70 pessoas marcaram presença na primeira comemoração em Florianpopolis

 

Arquitetos(as) e urbanistas, estudantes e conselheiros do CAU começaram as comemorações dos 10 anos do Código de Ética e Disciplina do CAU Brasil. Em Florianópolis, mais de 70 pessoas marcaram presença na Unisul para dar início a uma série de eventos que vão rodar o Brasil.

 

Saudação da presidente Nadia Somekh

Objetivo é aproveitar a data comemorativa para divulgar os princípios éticos que devem guiar arquitetos(as) e urbanistas na sua prática profissional. A presidente do CAU Brasil, Nadia Somekh, destacou que é preciso celebrar valores para melhorar o país. “Quero saudar a todos neste momento de celebração e conquistas”, disse.

 

Patrícia Sarkis, presidente do CAU/SC e anfitriã do evento

 

Patrícia Sarkis, presidente do CAU/SC, ressaltou a importância da união dos profissionais em torno desses valores. “Estamos maduros o suficiente para entender o nosso destino e traçar novos caminhos”, afirmou.

A coordenadora da Comissão de Ética e Disciplina do CAU/SC, Janete Krieger

 

A coordenadora da Comissão de Ética e Disciplina do CAU/SC, Janete Krieger, destacou que antes do Código a discussão sobre ética era bem diferente. “Porém, a boa formação e as boas práticas continuam as mesmas”, afirmou. “O CAU não está aqui para punir, mas para defender a sociedade.

 

O coordenador da Comissão de Ética e Disciplina do CAU Brasil, Fabrício Santos

 

“É uma alegria imensa estar aqui com os estudantes”, afirmou o coordenador da Comissão de Ética e Disciplina do CAU Brasil, Fabrício Santos. “Nosso objetivo aqui é educar, construir as bases da formação de bons profissionais”.

Segundo ele, depois de 10 anos da norma, é preciso fazer uma reflexão. “Os arquitetos conseguem compreender seu papel na sociedade, as normas estão sendo aplicadas no dia a dia?”

 

10 ANOS DO CÓDIGO DE ETICA

A principal apresentação da noite foi feita pelos membros da Comissão de Ética e Disciplina do CAU Brasil. “Vamos trazer um pouco da realidade que temos registrada nos processos ético-disciplinares”, afirmou Fabrício. “Se tomarmos como base o respeito, muito dificilmente vamos infringir alguma regra”.

Ele explicou a estrutura do Código de Ética e Disciplina, que é dividido em princípios,  regras e recomendações. “Na nossa experiência, vemos principalmente descumprimentos das obrigações gerais, das obrigações com o contratante e também com os colegas”, disse o coordenador da CED-CAU/BR. “Precisamos nos unir, porque uma imagem ruim de um profissional pode afetar toda a profissão”, disse.

Ele destacou ainda que é obrigação dos arquitetos e urbanistas zelar pela preservação do Patrimônio Público e respeitar as realizações arquitetônicas e urbanísticas do Patrimônio Histórico.

 

Matozalém Santana, coordenador-adjunto da Comissão de Ética e Disciplina

 

O coordenador-adjunto da Comissão de Ética e Disciplina, Matozalém Santana, destacou as principais obrigações dos(as) arquitetos(as) e urbanistas para com os contratantes. “O que mais gera infrações éticas no Conselho é a falta de uma proposta formal de trabalho. Ainda estamos atuando de forma muito amadora”, disse. “Nós temos que ser profissionais e documentar todas as nossas ações.”

Segundo Matozalém, é preciso diferenciar proposta de contrato. “A proposta simplificada te tira a possibilidade de você se resguardar e também de educar o cliente sobre os serviços prestados”, afirmou.

Nikson Dias, conselheiro pelo Estado de Roraima, membro da CED-CAU Brasil

 

O conselheiro Nikson Dias apresentou as obrigações de arquitetos(as) e urbanistas para com seus colegas de profissão. “Cada arquiteto tem compromisso com o colega. O seu preço tem impacto no trabalhos dos colegas. Desvalorizar o trabalho de um colega para vender o meu é uma infração ética”, disse.

 

A conselheira Giedre Ezer (ES) apresentou o Guia Ético das Mídias Sociais do CAU Brasil

 

A conselheira Giedre Ezer falou do Guia Ético das Mídias Sociais do CAU Brasil, que traz orientações para arquitetos(as) e urbanistas divulgarem seu trabalho nas redes. “Separamos nesta publicação quatro tópicos, para pessoas físicas, empresas, estudantes e professores”, disse. “Temos muito orgulho desse material, esperamos que ele ajude a transformar o comportamento da nossa profissão”.

 

José Afonso Portocarrero, conselheiro pelo Estado do Mato Grosso

 

O conselheiro José Afonso Portocarrero destacou que Vitruvius já falava sobre contratos. “Um conselho aos estudantes: leiam o Código de Ética e reflitam sobre as regras que estão lá”.

 

COMISSÃO DE ENSINO E FORMAÇÃO

 

Conselheira Karinne Santiago (SE) falou sobre as ações da Comissão de Ensino e Formação do CAU Brasil

 

O evento também trouxe uma apresentação da Comissão de Ensino e Formação do CAU Brasil. Representando a CEF-CAU Brasil, conselheira suplente Karinne Santiago(SE) apresentou um breve histórico do Código de Ética e falou sobre as ações da CEF. “Estamos preocupados com a qualidade da formação e também a formação continuada”, afirmou.

 

E nessa parte entram as informações do Código de Ética e Disciplina. “É obrigação do profissional possuir um conjunto sistematizado de conhecimentos”, disse. “E ao longo dos anos, esses conhecimentos tem que ser complementados. Isso está no Código de Ética”.

 

Karinne também mencionou os esforços do CAU Brasil para verificar as condições de oferta dos cursos de Arquitetura e Urbanismo, reformulação das Diretrizes Curriculares Nacionais (DCN) e a a discussão sobre cursos EaD na área.

 

Por último, ela apresentou o Portal de Formação Continuada, que traz cursos de pós-graduação, extensão ou cursos livres, realizados em parceria com os CAU/UF e das entidades nacionais de arquitetura e urbanismo que compõem o CEAU. Jovens profissionais (até 5 anos de formado) podem ganhar 15% de desconto na Anuidade se comprovarem pelo menos 10h de formação continuada.

 

ÉTICA E MERCADO PROFISSIONAL

 

Arquitetos do escritório Térreo Arquitetura

 

A noite encerrou com a palestra dos arquitetos da Térreo Arquitetura Felipe Kaspary, Paula Dilli e Rodrigo Reche. Com apenas seis anos de existência, o escritório catarinense de Balneário Camboriú alcançou reconhecimento nacional ao vencer o Prêmio Saint-Gobain AsBEA de Arquitetura, o Concurso Nacional de Habitação Social de Brasília e no Concurso Nacional de Mobiliário Urbano de São Paulo. O escritório ainda conquistou menção honrosa em dois concursos nacionais: de Habitação de Interesse Sustentável e de Requalificação do Entorno da Arena BSB (estádio Mané Garrincha).

 

Os arquitetos falaram sobre os conceitos básicos que norteiam o trabalho do escritório, como a integração das relações sociais com o espaço construído. Também apresentaram ao público os projetos desenvolvidos em escalas variadas para concursos públicos, edificações comerciais e habitações.

 

O evento teve transmissão ao vivo pelo canal do CAU Brasil no Youtube.

 

ASSISTA!

Uma resposta

  1. Celebrar exatamente o quê? São dezenas de anos que os arquitetos se submetem a um código de ética prpfissional. Não seria para celebrar um encontro de companheiros em Floripa? Mais consideração com as contribuições que os profissionais pagam, por favor, apesar de serem compulsórias devem ser aplicadas com respeito. Os arquitetos não precisam de um conselho do tipo cau, sequer a população precisa dessa estrutura desorientada. Precisa apenas de arquitetos preparados. E essa condição, definitivamente, parece não importar nada pra vocês. No mínimo, não sabem sequer, comunicar.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ÉTICA E DISCIPLINA

24º Seminário Regional da Comissão de Ética e Disciplina apresenta proposta do cadastro de peritos

ÉTICA E DISCIPLINA

24º Seminário Regional da CED-CAU/BR debate possíveis mudanças no Código de Ética e Disciplina

ÉTICA E DISCIPLINA

10 anos do Código de Ética e Disciplina: Seminário aponta infrações mais comuns e desafios da aplicação da norma nos estados

ÉTICA E DISCIPLINA

24º Seminário Regional da CED-CAU/BR: João Honório de Mello Filho fala sobre a elaboração do Código de Ética e Disciplina do CAU Brasil

Skip to content