CAU/UF

CAU/RJ lança podcast Perspectiva

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro (CAU/RJ) estreou nesta quarta-feira, 22 de janeiro, novo canal de comunicação: o podcast Perspectiva. Mensalmente, o CAU/RJ entrevistará convidados com o objetivo de fazer uma reflexão mais profunda de temas relevantes não só para a profissão, mas para a cidade.

 

Para quem ainda não conhece, podcast é como um programa de rádio que pode ser ouvido a qualquer hora, por meio de sites, plataformas de música ou aplicativos. O podcast Perspectiva está disponível no Spotify e Deezer, e no site do Conselho. Em breve, os programas serão exibidos no canal do CAU/RJ no Youtube, com legendas, visando a garantir acessibilidade.

 

“A iniciativa é mais uma forma de nos aproximar dos arquitetos e urbanistas e, principalmente, da sociedade. É um espaço muito bem-vindo”, afirmou o presidente do CAU/RJ, Jeferson Salazar.

 

A primeira edição do podcast Perspectiva contou com a participação do presidente do Departamento Rio de Janeiro do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RJ), Igor de Vetyemy; do presidente do Sindicato dos Arquitetos e Urbanistas no Estado do Rio de Janeiro (Sarj), Rodrigo Bertamé e do gerente de Fiscalização do CAU/RJ, Rodrigo Abbade, além dos apresentadores, Marta Valim e Nicolas Braga, assessores de comunicação do Conselho.

 

O edital do concurso para a Secretaria Municipal de Urbanismo e Mobilidade de Niterói, a valorização profissional e a recém-inaugurada Estação Antártica Comandante Ferraz foram alguns dos temas abordados no bate-papo. O próximo programa falará sobre Carnaval, arquitetura e cultura. Sugestões de temas para os próximos programas podem ser enviadas para o e-mail [email protected]

 

Ouça o podcast Perspectiva:

 

 

 

 

 

MAIS SOBRE: CAU/UF

2 respostas

  1. Muito interessante a iniciativa do CAU em produzir podcasts. Assuntos relevantes abordados de forma franca e ampla. Um abraço Igor, caro colega de FAU-UFRJ e pres. do IAB_RJ! Parabéns ao CAU pela vitória com relação ao edital do concurso da Prefeitura de Niterói. Agora, uma dúvida: porque o salário do arquiteto não foi equiparado ao do fiscal de obras se ambos são de 40h? O cargo de fiscal de obras pode passar de 9 mil admitindo nível técnico, porém o mesmo só poderá fiscalizar obras de até 80m2. O CAU vai acompanhar? No edital não consta o que é o vencimento base e o que é gratificação. Outra questão é: se os órgãos públicos que possuem arquitetos estatutários e não pagam o salário mínimo profissional, porque o CAU não poderia flexibilizar o valor da anuidade para esses profissionais? Sou servidora estatutária do Estado do Rio há 8 anos, fiquei vários meses com salários atrasados (chegando ao auge de 3 meses sem salário e atualmente recebendo no 10º dia útil) e não me sinto amparada pelo CAU! Sobre a qualidade dos técnicos e das obras públicas que foi mencionado no podcast, lembro que na estrutura do serviço público vários cargos técnicos e/ou de chefia ficam com “pessoas” leia-se “políticos” ou indicações políticas que não tem nem a mínima formação ou experiência para assumi-los. E aí? Fora quando são postos ali com fins específicos. Os profissionais concursados que conformam o quadro técnico, esses são, em geral, muito competentes. O problema reside na escassez de profissionais e recursos materiais (carros para fiscalização, pgto de diárias justas, softwares, etc), além da falta de motivação ocasionada pelos baixos salários, planos de carreira irrisórios, falta de incentivo a atualização, cargos de chefia raramente ocupados por servidores de carreira sem vinculação política (já mencionado), etc. Gostaria de um feedback as questões apresentadas. Grata!

    1. Vivianne, agradecemos a atenção e informamos que a fiscalização é realizada pelos CAU/UF, conforme determina a Lei 12.378/2010. Ao CAU/BR cabe promover as normas gerais de fiscalização e analisar possíveis recursos de processos já julgados pelo CAU/UF.

      Para entrar em contato com o CAU/RJ envie e-mail para [email protected]

Os comentários estão desabilitados.

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CAU/UF

Conselho de Arquitetura e Urbanismo do RN anuncia concurso público para níveis médio e superior

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Roberto Bratke, arquiteto que transformou a paisagem da zona sul de São Paulo, morre aos 88 anos

ASSESSORIA PARLAMENTAR

NOTA OFICIAL: Esclarecimentos sobre o PL 2081/2022

CAU/UF

Profissionais debatem os desafios das arquitetas e arquitetos negros

Pular para o conteúdo