Assistência Técnica

CAU/RJ vai investir mais de R$ 400.000 em projetos que promovam Arquitetura e ATHIS

O Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Rio de Janeiro (CAU/RJ) publicou nesta quarta-feira, 31 de julho, dois editais de seleção pública de patrocínio e um de parceria para produção de curtas-metragens sobre política urbana. Os patrocínios têm como foco trabalhos relevantes para o conhecimento, o fortalecimento e o desenvolvimento da profissão no estado do Rio de Janeiro e para projetos de apoio à assistência técnica para habitação de interesse social (Athis). A autarquia pretende investir R$ 469 mil na execução das ações. Os editais estão disponíveis no site www.caurj.gov.br, e o prazo de inscrição inicia no dia 1º de agosto.

 

 

Clique aqui para acessar a página do Edital de Patrocínio Cultural

Clique aqui para acessar a página do Edital de Apoio à Athis

Clique aqui para acessar a página do Edital de Política Urbana

 

 

O Edital de Patrocínio do CAU/RJ é aberto a pessoa jurídica pública ou privada sem fins lucrativos. A seleção prevê dois tipos de cotas: até R$ 35 mil para ações de âmbito estadual e até R$ 50 mil os de abrangência nacional. Poderão concorrer trabalhos em andamento ou que tenham início em até 30 dias após a assinatura do convênio, e que o término ocorre em até 12 meses após a publicação definitiva da lista de aprovados. A lista provisória de projetos aprovados será divulga no dia 25 de setembro e a data prevista para assinatura do convênio é a partir de 10 de fevereiro de 2020. O Edital de Patrocínio Cultural do CAU/RJ já contemplou 37 propostas.

 

Iniciativa inédita da atual gestão do CAU/RJ, a seleção pública de projetos de apoio à Athis apresenta novidades. A mais significativa é o valor da cota por proposta, que passou de R$ 40 mil para R$ 50 mil. Assim como na primeira edição, poderão participar do edital planos e/ou projetos em quatro modalidades: produção habitacional autogestionária; melhorias habitacionais em assentamentos humanos, urbanos ou rurais; defesa e garantia do direito à moradia digna e à cidade; e desenvolvimento de ações estratégicas visando difundir, conscientizar e universalizar o direito à moradia e a assessoria técnica em habitação de interesse social. Com exceção das instituições de ensino superior públicas, cada proponente poderá concorrer com apenas uma proposta de patrocínio. Os proponentes deverão ter, no mínimo, três anos de existência, e ter experiência prévia na realização do objeto da parceria. O prazo de inscrição e recebimento dos projetos começa no dia 1º de agosto e se encerra no dia 2 de setembro deste ano. A divulgação da lista definitivas dos aprovados está prevista para o dia 7 de outubro. A assinatura do convênio ocorrerá a partir de 30 de outubro.

 

“Os editais de patrocínio cultural e de apoio à assistência técnica são estratégicos para o CAU/RJ. Além da valorização da profissão e da defesa de um direito muito caro a nós arquitetos: o direito à moradia, conseguimos aproximar o Conselho da sociedade e apresentar a importância da Arquitetura e Urbanismo no cotidiano das pessoas. Trata-se também de um esforço do Conselho para desconstruir a imagem de que a Arquitetura e Urbanismo é voltada para atender apenas a demandas da elite. A democratização da nossa profissão é fundamental para a promoção da melhoria da qualidade de vida da população brasileira e para construção de cidade mais democráticas, acessíveis e sustentáveis”, afirmou o presidente do CAU/RJ, Jeferson Salazar.

 

Com objetivo de fomentar o debate sobre o direito à cidade, o Conselho lançou também seleção pública de parceria para realização de minissérie de curtas-metragens sobre polícia urbana. Aberta às organizações da sociedade civil, o edital visa a produção de três vídeos, entre 12 a 15 minutos de duração, que abordem temas como saneamento, habitação e mobilidade. O valor do edital é de R$ 60 mil.

 

Premiação CAU + Mulheres

 

Além dos editais de Patrocínio Cultural, de Apoio à Assistência Técnica para Habitação de Interesse Social (Athis) e de parceria para produção de curtas-metragens sobre política urbana, o CAU/RJ lançou, no dia 25 de julho, a Premiação CAU + Mulheres. A competição tem como objetivo promover diálogos e formas de fomento à inserção e visibilidade das mulheres nas múltiplas áreas de trabalho da Arquitetura e Urbanismo. As arquitetas e urbanistas respondem por 63,47% dos 174.513 profissionais registrados atualmente no país. Apesar de serem a maioria na profissão, os holofotes estão voltados para homens.

 

Inscrição e download das bases da premiação podem ser feitos pelo site even3.com.br/caumaismulheres/

 

A premiação é uma promoção da Comissão Temporária de Equidade de Gênero do CAU/RJ. A inscrição é gratuita, e o prazo de registro vai de 5 de agosto até 5 de setembro de 2019. A participação pode ser individual ou em equipe, e cada profissional poderá concorrer com um único trabalho por categoria. As categorias são: projeto arquitetônico; projeto de arquitetura de interiores; projeto urbanístico; e estudo teórico (teses, dissertações, livros e publicações). Importante: serão aceitos apenas trabalhos elaborados por mulheres (cisgênero ou transgênero), quando individual, ou equipe composta majoritariamente por mulheres. Os trabalhos em equipe devem também ter como autor responsável uma mulher.

 

 

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

EDITAIS

Iphan e Ministério da Cultura lançam edital para projeto de restauro da Praça dos Três Poderes

CAU/UF

Conselho de Arquitetura e Urbanismo do RN anuncia concurso público para níveis médio e superior

EDITAIS

Concurso Nacional Unificado vai abrir 78 vagas para arquitetos(as) e urbanistas. Salários de até 13.000 reais

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Roberto Bratke, arquiteto que transformou a paisagem da zona sul de São Paulo, morre aos 88 anos

Pular para o conteúdo