CAU/BR

CAU/SP faz campanha sobre importância do ensino presencial em Arquitetura e Urbanismo

Em uma série de vídeos já disponíveis em seu canal no site YouTube, o CAU/SP apresenta depoimentos de profissionais arquitetos e urbanistas sobre a importância do ensino presencial na formação na área. Em março, uma deliberação do Plenário do CAU/BR decidiu que os CAU/UF não devem registrar egressos de cursos de Arquitetura e Urbanismo realizados na modalidade a distância.

 

Para o Conselho, a formação remota não prepara adequadamente o estudante e constitui prejuízo para a segurança e bem-estar da sociedade.

 

Outros conselhos profissionais, a exemplo dos enfermeiros, dos veterinários e dos dentistas, também manifestam críticas à formação integral de profissionais por meio do ensino a distância.

 

Confira abaixo os primeiros depoimentos da série de vídeos preparada pelo CAU/SP

 

 

José Antonio Lanchoti, Coordenador da Comissão de Ensino e Formação do CAU/SP: “Todos nós sabemos que, para ser um arquiteto e urbanista, você precisa associar a teoria e a prática. Esse conjunto de informações que a gente recebe, de forma presencial, permite que o aluno, junto com os professores, e os colegas (…) possam trocar experiências. Isso enriquece muito a formação desse profissional.”

 

 

Gilberto Belleza, ex-presidente do CAU/SP e professor na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Mackenzie: “A recente decisão do CAU/BR pela inviabilidade da doação do registro profissional aos profissionais oriundos do ensino a distância (…) mostra o quão importante é a formação desse profissional dentro uma instituição universitária que dê cursos diretamente aos alunos”.

 

 

Lilian Dal Pian, arquiteta e urbanista: “O curso de Arquitetura apresenta uma complexidade em seu conteúdo que exige uma interação presencial entre professor e aluno. E por ser uma profissão de ofício, requer também uma série de atividades didáticas, práticas, que precisam ser acompanhas e orientadas presencialmente”.

 

 

Lúcio Gomes Machado, arquiteto e urbanista, professor da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da USP: “A prática profissional do arquiteto e urbanista é exercida predominantemente em grandes e médias equipes. E a troca de experiências durante o aprendizado é uma forma dele [o futuro profissional] também se habituar a trabalhar e criar em equipe”.

 

 

Renato Dal Pian, arquiteto e urbanista, professor na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Mackenzie: “Eu vejo a educação como um ato social (…), que requer espaços que favoreçam o encontro, a convivência, a comunicação, a formação e a troca de conhecimento. No caso específico da Arquitetura e Urbanismo, essa necessidade se enfatiza, uma vez em que o aprendizado e o desenvolvimento da profissão acontecem coletivamente.”

 

Veja também:

 

CAU/BR decide por recusa de registro profissional a egressos dos cursos por Ensino a Distância

 

Reportagem aborda decisão de negar registro a egressos dos cursos de EaD

 

Fonte: CAU/SP

MAIS SOBRE: CAU/BR CAU/UF

Uma resposta

  1. Se o aluno que faz o curso presencial já sente dificuldade de avançar o semestre , que dirá o aluno que fica estudando em casa, cheio de duvidas, sem o contato diario com os colegas da sala, sem grupos, com necessidades de seminários ou todos os aparatos clinicos que a formação exige para poder ser um profissional competente. Vi muita gente no curso pulando etapas e se dando mal. Enfatizo: EAD nesse curso não funciona e espero que a profissão não fique desqualificada por causa disso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CAU/BR

Nota Oficial: SICCAU

CAU/BR

CAU/BR reforça laços com parlamentares federais para fortalecer pautas da categoria

CAU/UF

Conselho de Arquitetura e Urbanismo do RN anuncia concurso público para níveis médio e superior

CAU/BR

Concurso CAU Brasil: resultado final das provas objetivas e resultado provisório da prova discursiva

Pular para o conteúdo