CATEGORIA

CAU/GO visita prefeituras de Palmeiras e Inhumas

 

Dando continuidade à série de visitas que o CAU/GO vem fazendo às prefeituras e secretarias de planejamento dos municípios goianos, o presidente do Conselho, Arnaldo Mascarenhas Braga, esteve em Palmeiras e Inhumas na última semana, ao lado do conselheiro Garibaldi Rizzo. Na quarta, dia 12, o encontro foi com o secretário de Gestão e Planejamento de Inhumas, Itamar Júnior. Na sexta, dia 14,  o secretário de Administração e Planejamento de Palmeiras, Lucas Cardoso de Sousa, foi quem recebeu os representantes do CAU/GO.

 

Com as reuniões, a autarquia pretende esclarecer que projetos arquitetônicos só devem ser aprovados caso sejam assinados por arquitetos e urbanistas. Visa, assim, garantir o cumprimento da Resolução CAU/BR Nº 51, que define as atribuições exclusivas dos profissionais, e salvaguardar a segurança, o conforto e o direito da sociedade brasileira.

 

Nos encontros com as prefeituras, são entregues informativos que alertam para a necessidade, durante a análise para aprovação de projetos e trabalhos técnicos pelos órgãos responsáveis, de se observar aspectos legais e regulamentares relacionados à formação, competências, habilidades e atribuições profissionais exclusivas de arquitetos e urbanistas.

 

Desde junho, o Conselho esteve nas prefeituras de Goiânia, Rio Verde, Valparaíso e Novo Gama. Em maio, todas as 246 prefeituras do Estado foram notificadas via ofício sobre o mesmo assunto.

 

Em Palmeiras, também houve reunião com arquitetos e urbanistas locais, organizada pela representante regional Fátima Senra. Na ocasião, foram discutidos problemas recorrentes que afetam o ofício, como a dificuldade em obter reconhecimento pelo trabalho do arquiteto e as carências relativas ao planejamento urbano dos municípios.

 

Fiscalização


Paralelamente às visitas oficiais às prefeituras, a Fiscalização do CAU/GO também esteve em Palmeiras e Inhumas, além de Itaberaí, nos últimos dias. Em Inhumas, no dia 12, o Conselho levantou informações sobre uma obra que foi alvo de denúncia. No mesmo dia, a fiscal seguiu para Itaberaí, onde fiscalizou diversas construções. Já em Palmeiras, foram fiscalizados o setor Major Sinfrônio e o condomínio Aldeia do Lago, onde várias obras residenciais estão em andamento. Em todas aquelas onde não foram apresentados os Registros de Responsabilidade Técnica (RRT) necessários, foi deixado um comunicado de visita, solicitando a apresentação da regularização. Caso o pedido não seja atendido, os responsáveis serão notificados oficialmente.

 

Leia mais:

Notas Explicativas sobre as Atividades Privativas de Arquitetos e Urbanistas

Associação de Municípios alerta prefeituras do MT sobre Resolução Nº 51

CAU/BR lança campanha “Projeto Arquitetônico só com Arquiteto”

Plenária recomenda aos CAU/UF maior divulgação da Resolução Nº 51

CAU/MT: Fiscalização realiza visita para esclarecimentos sobre a Resolução nº51

CAU/MT: fiscalização visita Prefeitura para esclarecimentos sobre a Resolução nº51

Resolução 51: Procurador de Maceió recebe representantes do CAU

Leia nota oficial do CAU/AL sobre Resolução Nº 51

Decisão restabelece a vigência da Resolução nº 51 em Minas Gerais

Publicada decisão que restaurou vigência da Resolução CAU/BR Nº 51

CAU/AL segue notificando prefeituras do interior alagoano sobre Resolução Nº 51

CAU/AL reúne-se com representantes da CASACOR 2015

CAU/GO informa prefeituras goianas sobre atribuições privativas dos arquitetos

Atribuições profissionais é tema de reunião entre CAU/TO e CREA/TO

Projeto Arquitetônico só com arquitetos: CAU/SP orienta prefeituras do Estado

CAU/AL notifica prefeituras sobre atividades privativas dos arquitetos e urbanistas

 

Publicado em 20/08/2015. Fonte: CAU/GO

MAIS SOBRE: CATEGORIA

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo