CIALP

CIALP apoia a luta pela não privatização do Palácio Gustavo Capanema

Nesta quarta-feira (17), o Conselho Internacional dos Arquitectos de Língua Portuguesa (CIALP) manifestou seu apoio à luta contra a privatização do Palácio Gustavo Capanema. Por meio de uma carta enviada ao Ministro da Economia, Paulo Guedes, o CIALP explicitou seu incômodo e sua indignação com a situação e solicitou que o processo seja revisto e travado.

 

Segundo o CIALP, “O edifício foi tombado pelo IPHAN (Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional), com processo de tombamento n 375 – T48, e o seu estatuto de edifício tombado deveria pela lei, protege-lo de qualquer processo de alienação.” O Decreto Lei nº 25 de 1937 estabelece no seu Capítulo III, Art. 11., que “as coisas tombadas, que pertençam à União, aos Estados ou aos Municípios, inalienáveis por natureza, só poderão ser transferidas de uma à outra das referidas entidades”. Entretanto, esta inalienabilidade pode ser liberada por lei federal específica relativa àquele bem. De acordo com o CIALP, tudo indica que o Governo Federal pretende editar tal lei e o edifício não pode ser vendido porque seu valor é incalculável.

 

Na carta, a entidade também ressalta que o  prédio é um caso exemplar de união de arquitetura, paisagismo e artes, contando com obras de diversos artistas nacionais. Além disso, o CIALP argumentou que o Palácio Gustavo Capanema integra a Lista Indicativa do Brasil ao reconhecimento como Patrimônio Mundial pela UNESCO, tornando inegável o valor do edifício para a cultura nacional e impensável que se possa tratá-lo como um simples prédio administrativo a ser vendido para gerar caixa para o Governo Federal.

 

Ademais, o CIALP frisou que o Palácio Gustavo Capanema é a obra brasileira mais citada em livros de arquitetura, mundo afora, como o primeiro edifício monumental do mundo a aplicar diretamente os conceitos da Arquitetura Moderna de Le Corbusier.  Por fim, lembrou que as grandes obras que consagraram a geração de Lucio Costa e Oscar Niemeyer tiveram ali sua inspiração: Pampulha, Cidade Universitária da UFRJ e Brasília.

 

Veja mais: Plantão Palácio Capanema: siga as últimas notícias sobre o risco de venda do edifício

MAIS SOBRE: CIALP

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CIALP

CIALP promove webinário sobre Patrimônio Arquitetônico

CIALP

Confira como foi a participação do CAU Brasil na reunião do CIALP, em Angola

CIALP

União Internacional de Arquitetos adota português como língua oficial

CIALP

CIALP promove webconferência sobre Patrimônio Arquitetônico Lusófono na África

Pular para o conteúdo