ARQUITETURA SOCIAL

Comissão de Política Profissional do CAU/BR pesquisa inovações em Assistência Técnica

 

Projetos capazes de promover a Assistência Técnica em Habitação de Interesse Social, inserir mais arquitetos e urbanistas no mercado de reformas populares e reforçar ações emergenciais de combate à pandemia do novo coronavírus foram tema de um debate virtual realizado pela Comissão de Política Profissional (CPP) do CAU/BR. “Nosso objetivo é descobrir como nós arquitetos vamos nos apresentar para minimizar essa situação de vulnerabilidade que atinge milhões de pessoas”, afirmou a conselheira Josemée Lima, coordenadora da CPP.

 

Evento contou com a participação do empresário Fernando Assad, do Programa Vivenda, e Mario Vieira, diretor da ONG Habitat para Humanidade no Brasil. O Vivenda é uma empresa que faz pequenas reformas na periferia de São Paulo. São oferecidos kit de reforma para salas, quartos, cozinhas e banheiros, com projeto de reforma e financiamento. Com duas lojas na cidade, já promoveu mais de 1.600 obras.

 

A Habitat para Humanidade é uma organização filantrópica internacional, presente em 70 países. No Brasil, em oito anos atendeu 80.000 famílias atendidas. Nesta pandemia, está oferecendo kits de higiene e de limpeza a comunidades em situação de vulnerabilidade social e instalando hidropontos nas entradas de comunidades para higienização.

 

Loja do Programa Vivenda em São Paulo

 

MELHORIAS HABITACIONAIS
Durante o evento virtual, foram debatidas propostas para organizar a indústria de reformas para população de menor renda. Foram mapeadas recentemente mais de 50 organizações no país dedicadas a esse setor, mas um dos principais desafios é como financiar essas obras. Fernando Assad apresentou uma nova tecnologia de orçamentação que pode facilitar a concessão de crédito.

 

Programa Vivenda desenvolveu um plugin do Sketchup para extrair orçamentos direto das imagens de reformas propostas. Fernando explicou que, com algumas informações digitadas pelo morador, o programa oferece rastreabilidade da obra de cabo a rabo, desde o financiamento, até as ordens de serviço e os materiais utilizados. A ideia é que essa tecnologia seja oferecida em lojas de material de construção.

 

De posse dessa tecnologia, Vivenda e Habitat para Humanidade desenharam um plano para atender famílias que vivem em moradias precárias, com a reunião de esforços de 25 instituições que já trabalham com habitação de interesse social.

 

Reforma promovida pelo Habitat para a Humanidade

 

PARCERIAS PARA UMA NOVA INDÚSTRIA
Neste momento, estão buscando parceiros para investirem no plano de de melhorias habitacionais, com custo estimado de R$ 5,5 milhões destinados para pagamento de profissionais, mão de obra e materiais, e mais R$ 625 de crédito para as instituições estruturarem os serviços.

 

Com essa organização, pretende-se beneficiar 750 famílias de baixa renda que teriam suas casas reformadas. Com esse plano, a intenção é desenvolver uma infraestrutura de serviços e de rede de operadores única no Brasil, com potencial de se multiplicar e garantir longevidade no mercado da construção civil.

 

“Nós aprendemos a ser varejo com lojas de reformas planejadas na periferia e também aprendemos a ser banco, porque sem financiamento não há como operar”, disse Fernando Assad.

2 respostas

  1. Sou candidata a vereadora aqui no município de Conceição do Araguaia-Pará. Gostaria de saber como poderia incluir algumas famílias de baixa renda que possa ser beneficiada por este maravilhoso Projeto. Aproveito para parabenizá-los.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CAU/BR

CAU/BR reforça laços com parlamentares federais para fortalecer pautas da categoria

CAU/BR

Concurso CAU Brasil: resultado final das provas objetivas e resultado provisório da prova discursiva

COMISSÕES

Nova Gestão: Plenário elege composição das Comissões e vice-presidentes do CAU/BR para 2024

CAU/BR

Conselho lança Relatório Marcas da Gestão CAU Brasil 2021-2023. Acesse versão digital !

Pular para o conteúdo