CATEGORIA

Como foi: Seminário da AsBEA ‘O arquiteto empresário no controle’

bonetti-85
Giovani Bonetti, vice-presidente do CAU/SC.

 

Com o intuito de contribuir para a organização financeira e de processos dos escritórios de arquitetura, a AsBEA/SC promoveu nos últimos dias 2 e 3, em Balneário Camboriú e Florianópolis, o seminário ‘O arquiteto empresário no controle’, que contou com a palestra de Paula e Thais Mendes, executivas da TopX Group, organização que trabalha no universo da gestão de empresas de pequeno e médio portes.

 

O vice-presidente do CAU/SC, Giovani Bonetti, participou do evento, em Florianópolis, e falou da importância de gerir as empresas de arquitetura e de ter contratos que definam bem as responsabilidades de quem vende e de quem compra para o bom andamento dos projetos.

 

Segundo as executivas Paula e Thais Mendes, a partir do momento em que decide abrir um escritório e se tornar empresário, o arquiteto passa a se preocupar com o gerenciamento da empresa além da criação de projetos que aliem beleza e funcionalidade às necessidades dos clientes. É grande o número de profissionais que não conseguem ter processos organizados, muito menos o controle de entradas e saídas, e acabam dedicando muito mais tempo à parte ‘burocrática’ do que à de criação, o que leva muitos ao desânimo.
“O mínimo de controle – financeiro, de ações e processos – já é suficiente para começar a gerir a empresa de forma organizada”, esclarecem. “O ideal é iniciar a empresa já com essas informações anotadas. Muitos empresários não fazem este controle porque não sabem ao certo quais os dados iniciais, mas é preciso partir de algum número e depois ajustá-lo à realidade”, explicam.

 

Saber delegar responsabilidades e focar no que realmente trará resultados para o escritório também são recomendações da TopX. “Os empresários precisam aprender a confiar o trabalho a outras pessoas, a delegar. Não é ruim perder um pouco de tempo corrigindo algum possível erro, pois faz parte do aprendizado. O arquiteto, dono da empresa, que tem honorários mais altos, precisa focar no que realmente trará resultado para a empresa”, finalizam.

 

Manual de contratos

 

O seminário marcou também o lançamento do modelo de contrato da AsBEA/SC pela assessoria jurídica da entidade, resultado de dois anos de trabalho do Grupo de Trabalho de Contratos. Com ele, os escritórios saberão como fazer um documento que formalize os serviços contratados, as obrigações e deveres de cada parte.

 

Para o advogado Tiago Rodrigues, da Zen e Rodrigues Advogados Associados, ao contrário do que muitos imaginam, um contrato é um documento que aproxima as partes. “Neste documento serão expressos o serviços prestados, as responsabilidades de cada uma das partes, e, importante dizer, o que não está incluído no contrato”, explica. O manual estará disponível a partir da próxima semana, no site da AsBEA/SC (www.sc.asbea.org.br), e poderá ser baixado gratuitamente. Os escritórios associados receberão um contrato padrão em formato Word para utilizarem com seus clientes.

 

Para Tatiana Filomeno, presidente da AsBEA/SC, os dois eventos, em Balneário Camboriú e Florianópolis, foram um sucesso. “Os seminários encerraram com chave de ouro um trabalho que começou há dois anos. Sucesso de público e muito interessantes para todos os escritórios que estão preocupados em se profissionalizar”, considera.

 

Publicado em 08/09/2015. Fonte: CAU/SC

MAIS SOBRE: CATEGORIA

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo