CAU/BR

Confira principais decisões da 100ª Reunião Plenária Ordinária do CAU/BR

 

 

O CAU/BR promoveu sua 100ª Plenária Ordinária nos dias 23 e 24 de abril. Pela primeira vez, o evento foi feito por videoconferência, com os 28 conselheiros federais participando do evento por meio da internet, devido à pandemia do coronavírus. “Nossa 100ª Plenária está marcada pelo clima de pandemia, em meio ao isolamento social. Todo o nosso sistema está adotando o teletrabalho, realizando reuniões, comissões e plenária por meio de teleconferência”, afirmou o presidente do CAU/BR, Luciano Guimarães.

 

Foram aprovadas sete deliberações promulgadas ad referendum pelo presidente, que tratam de ações emergenciais visando amenizar os impactos econômicos da pandemia. Entre elas, o adiamento por 60 dias das parcelas da Anuidade 2020 e do Programa de Refinanciamento de Débitos (REFIS). “Fizemos esse primeiro momento de adiamento, mas também criando as condições para que se pense numa proposta alternativa, após a análise do que ocorrer nos meses de abril e maio”, disse Luciano.

 

Saiba mais sobre as ações do CAU/BR contra a pandemia

 

Também foi aprovada proposta de contenção de gastos do CAU/BR em 2020. Houve um corte de 13% do orçamento previsto para os meses de abril a dezembro, e um contingenciamento da ordem de mais 30%. De um total de R$ 32 milhões, R$ 14 milhões (43%) foram cortados ou contingenciados, como prevenção à crise econômica iminente causada pelo coronavírus. Decidiu-se que os CAU/UF possuem um prazo de 30 dias para apresentar medidas de contenção de gastos nos Estados e no Distrito Federal.

 

Presidente do CAU/BR, Luciano Guimarães

 

Manteve-se a suspensão de todos os eventos, reuniões e atividades presenciais, até que que as medidas de prevenção à covid-19 permitam a realização de eventos. Foi aprovada ainda a redução dos aportes financeiros dos CAU/UF e do CAU/BR para a manutenção do Centro de Serviços Compartilhados (CSC) e do Fundo de Apoio do CAU, referentes aos meses de abril e maio. Esses repasses terão os valores reduzidos em 50% do valor, sendo a diferença coberta pelas reservas de contingência.

 

NOVA COMISSÃO ELEITORAL NACIONAL
Devido à desistência de alguns membros nomeados em março, foi aprovada a nova composição da Comissão Eleitoral Nacional, responsável por regulamentar o processo eleitoral que vai escolher os conselheiros do CAU/BR e dos CAU/UF para o mandato 2021-2023. As Eleições do CAU ocorrem em outubro deste ano, com votação aberta a todos os arquitetos e urbanistas.

 

A nova Comissão Eleitoral é composta pela coordenadora Vera Carneiro (MG) e os membros Amílcar Coelho Chaves (DF), Ronaldo de Lima (SC), Rodrigo Capelato (AM) e Fabio Galisa (PB); além de seus respectivos substitutos Josenita Dantas (RN), Hugo Seguchi (BA), Jacobina Vaisman (SP), Cícero Alvarez (RS) e Maria Laís da Cunha Pereira (MA).

 

Saiba mais sobre as Eleições do CAU 2020

 

Houve ainda o julgamento, em grau de recurso, de três processos éticos-disciplinares. Na próxima quinta-feira, dia 30 de abril, será realizada nova Reunião Plenária Extraordinária  para analisar os pontos de pauta que não puderam ser discutidos na 100ª Plenária Ordinária: um processo ético-disciplinar, reprogramação orçamentária do CAU/DF e CAU/PI, e regimento interno do CAU/AP. 

MAIS SOBRE: CAU/BR PLENÁRIAS

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CAU/BR

NOTA DE ESCLARECIMENTO

CAU/BR

CAU/BR aponta protagonismo feminino na arquitetura e urbanismo durante 98º ENIC

CAU/BR

Comissões do CAU/BR debatem temas de interesse dos arquitetos e urbanistas

CAU/BR

CAU/BR celebra uma década dos primeiros empregados públicos efetivos

Pular para o conteúdo