ARQUITETOS EM DESTAQUE

Confira resultados do Concurso Público para requalificar a Avenida de Flores da Cunha


 

Na noite desta terça-feira (01/02) foi realizada na Câmara Municipal de Flores da Cunha (RS) a cerimônia de divulgação dos vencedores do Concurso Público Nacional de Projeto de Arquitetura e Urbanismo “Avenida 25 de Julho”, promovido pela Prefeitura Municipal de Flores da Cunha (RS) em parceria com o Instituto de Arquitetos do Brasil – Departamento do RS (IAB RS) e com o apoio do Conselho de Arquitetura e Urbanismo do RS (CAU/RS) e da Associação Brasileira de Arquitetos Paisagistas (ABAP).

 

Os grandes vencedores da noite foram os arquitetos e urbanistas Fernando Rocha Machado (autor), Rovena Schumacher (co-autor), Guilherme Gobetti (estagiário) e Alisson Rodrigues (estagiário), da cidade de Caxias do Sul (RS). Eles conquistaram o júri pelo domínio técnico e sensibilidade nas principais pautas de planejamento e projeto das paisagens. O primeiro lugar levou o prêmio de 30 mil reais e uma contratação com remuneração total de R$ 362.306,36.

 

 

O segundo lugar do concurso foi para a equipe formada por Henrique Zulian, José Pedro Servo, Rafael Cortez e Rogério Severo, da cidade de Curitiba (PR), que ganharam o prêmio de 15 mil reais.

 

O terceiro lugar levou a premiação de 10 mil reais e foi conquistado pela equipe formada por Mariana Mincarone, Camila Alberti, Amanda Michelotto, Helena Classe e João Pedro da Silva, da cidade de Porto Alegre (RS).

 

 

 

A menção honrosa do “Concurso Avenida 25 de Julho” foi para os arquitetos e urbanistas Carlos Eduardo Murgel Miller, Eduardo Saguas Miller, Martin Benavidez,Arthur Chuva, Emanuel Carlos Polito, Facundo Rasch, Lucas Merlo, Marcelo Ribas Marçal, Rodrigo Del Nero, Sergio Benejam e Stefania Casrim, da cidade de São Paulo (SP).

 

 

CERIMÔNIA DE PREMIAÇÃO

 

Equipe organizadora do concurso. Foto: Guilhermo Gil

 

 

A abertura do evento foi realizada pelo prefeito em exercício de Flores da Cunha, Marcio Rech, que deu boas-vindas aos participantes e destacou que os gestores do munícipio têm muito orgulho de estar promovendo um concurso nacional. “A avenida 25 de Julho é uma referência de nossa cidade, e deixando ela bem construída e estruturada, com certeza teremos um belo cartão de visita”, afirmou.

 

“A partir do momento em que propomos um projeto inovador que irá melhorar o dia a dia da nossa comunidade, estamos fomentando o turismo do município, e automaticamente pensando na saúde e educação”, destacou Marcio Rech.  Ele acredita que a escolha via concurso assegura o melhor projeto e com isso a concretização será facilitada. “Já temos contatos com muitos deputados e isso irá ajudar na captação de recursos para validação e implementação do projeto ao longo do tempo”, anunciou.

 

“Hoje celebramos o início de um projeto da via estrutural mais relevante de Flores da Cunha. Estamos falando do coração de nossa cidade, da nossa porta de entrada”, destacou a Secretária de Planejamento, Rosiane Machado Pradella. Para ela, requalificar este espaço é garantir a qualidade de vida da comunidade e a função social do local. “Hoje veremos o projeto preliminar, pois os detalhes de tudo isso será construído com a comunidade”, informou a secretária.

 

O presidente do IAB RS, Rafael Pavan dos Passos, lembrou que foi a primeira vez que o IAB realizou um concurso em que a entidade não foi a única organizadora, e sim consultora técnica. “Alcançamos o objetivo inovador de capacitar os servidores da prefeitura para que possam realizar futuros concursos de arquitetura”, disse. Passos. Ele observou que o concurso é um processo democrático, pois ainda permite que profissionais de todas as gerações estejam disputando lado a lado através de seus conceitos. “Estamos entregando aqui um projeto que desenha uma unidade, e isso é fundamental, pois trata da diversidade da paisagem urbana e prevê o planejamento de obras”, destacou Passos.

 

Para Natan Franciel Arend, vice-presidente do IAB RS e coordenador de concursos da entidade, a premiação do concurso é definitivamente um dia importante para todos os envolvidos, pois celebra que novas cidades são possíveis. “Com essa redefinição da paisagem urbana a história de Flores da Cunha aponta para um futuro muito promissor”, defendeu Arend.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Projeto brasiliense ganha destaque Internacional no Prêmio ArchDaily Edifício do Ano 2024

CAU/UF

Conselho de Arquitetura e Urbanismo do RN anuncia concurso público para níveis médio e superior

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Arquiteto Washington Fajardo vai atuar na Divisão de Habitação e Desenvolvimento Urbano do BID

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Arquitetura Modernista: New York Times indica Brasília como um dos melhores lugares para visitar 2024

Pular para o conteúdo