CATEGORIA

Congresso de Arquitetura e Sustentabilidade na Amazônia acontece em 2016

 

A cidade de Manaus vai sediar em setembro de 2016 o II Congresso Internacional de Arquitetura e Sustentabilidade na Amazônia. O evento, promovido pela Federação Pan-Americana de Associações de Arquitetos (FPAA) e organizado pelo IAB-AM discute produção de conhecimento para o desenvolvimento e aplicação de soluções de arquitetura bioclimática, visando a sustentabilidade e responsabilidade ambiental na região amazônica continental.

 

O evento acontecerá entre os dias 14 e 16 de setembro, com o tema “Cidade e Natureza, ambiente de todos”. Os debates serão organizados em quatro eixos temáticos:

– Cidade e Produção do Espaço na Amazônia;
– Projeto de Arquitetura e Urbanismo para a Amazônia.
– Gestão e Planejamento Urbano Territorial.
– Tecnologias Sustentáveis para a Amazônia.

 

“O objetivo do evento é refletir e propor modelos urbanos e arquitetônicos sustentáveis de apelo ecológico na Amazônia Continental a partir de propostas teóricas e experiências de projeto”, afirma Claudemir Andrade, presidente do IAB-AM e conselheiro do CAU/BR. “Também queremos promover trocas de experiências entre os arquitetos da região amazônica e socializar as pesquisas e experiências em Arquitetura Bioclimática”.

 

A primeira edição do evento foi realizada na cidade de Iquitos, no Peru, em 2013. A partir de então este evento passou a fazer parte do Calendário Oficial de eventos da FPAA e, mediante manifestação de interesse do Instituto de Arquitetos do Brasil – IAB em organizar a próxima edição do Congresso, foi apresentado a proposta durante a realização do Congresso em Iquitos, sendo aprovado a realização do II ARQAMAZÔNIA no Brasil, na Cidade de Manaus.

 

Mais detalhes da programação serão divulgados em breve no site do evento: arqamazonia2016.com.br

 

Publicado em 06/01/2016

MAIS SOBRE: CATEGORIA

0 resposta

  1. De grande importância para nós arquitetos ,valorizando-nos profissionalmente junto a nossa população ,que ainda não entende o nosso trabalho num sentido geral dentro de toda sociedade.

  2. “Desenvolvimento sustentável é o desenvolvimento que garante o atendimento das necessidades do presente sem comprometer a capacidade das gerações futuras de atender suas necessidades..” Vejam novo post no blog Café&Finanças
    http://cafeefinancas.blogspot.com.br
    bjocas carinhosas

  3. NA REALIDADE, SE VAMOS ADOTAR O CONCEITO DE SUSTENTABILIDADE NA NOSSA PROFISSÃO DE ‘FAZEDORES DE ESPAÇOS’ E ‘AGENCIADORES DE CENÁRIOS’, QUER SEJAM URBANOS, QUER SEJAM RURAIS, TEMOS DE CONSIDERAR QUE O PROCESSO DEVE SER TODO SUSTENTÁVEL: DESDE A PRODUÇÃO DOS INSUMOS; SEU MANUSEIO; SEU TRANSPORTE AOS LOCAIS PREVISTOS; SUA APLICAÇÃO NOS CANTEIROS, SERVIÇOS OU OBRAS; A CORRETA DISPOSIÇÃO DE EVENTUAIS RESÍDUOS OU REJEITOS; AS POSSIBILIDADES DE REAPROVEITAMENTO DE MATERIAIS, SUCATAS, SOBRAS, ETC; O EQUACIONAMENTO DAS MATRIZES ENERGÉTICAS; O REUSO DA ÁGUA; O USO DE VEGETAÇÃO NATIVA OU ACLIMATADA PARA A COMPOSIÇÃO, OU RECOMPOSIÇÃO DA PAISAGEM; O TRATAMENTO ADEQUADO DOS RESÍDUOS SANITÁRIOS RESPEITANDO AS MICRO OU MACROBACIAS E O SOLO;
    E POR AÍ VAI, NUMA LISTA SEM FIM!!!
    ATÉ NO SIMPLES ATO DE PROJETAR, QUE É A ESSÊNCIA DO NOSSO ARQUITETAR, A SUSTENTABILIDADE DEVE SER O FOCO: APOIAR-SE NAS EXPERIÊNCIAS EXITOSAS ANTERIORES, PRÓPRIAS OU DE COLEGAS; RESPEITAR O CLIMA, A PAISAGEM, E A TOPOGRAFIA; ACATAR A TRADIÇÃO DE DETERMINADA CULTURA, ONDE VAI INSERIR SUA CRIATIVIDADE SEM AGREDI-LA; EXERCER SEU DIREITO DE CRIAR E RECRIAR EM HARMONIA COM O TODO E AS PARTES, QUE COMPÕEM NOSSA CAPACIDADE DE INTERPRETAR OS ANSEIOS DE QUEM NOS CONTRATA, TODOS OS REQUISITOS TÉCNICOS E LEGAIS VIGENTES, E A NOSSA INTERATIVIDADE COM NOSSA CASA-MÃE, NOSSO PLANETA AZUL, NOSSA TERRA…
    CHEGAREMOS LÁ !! É SÓ UMA QUESTÃO DE TEMPO !!!

  4. gostaria de receber todas as notícias sobre o assunto “arquitetura indígena”.
    Grata!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo