ELEIÇÕES DO CAU

ELEIÇÕES DO CAU 2023: NOTA OFICIAL DA COMISSÃO ELEITORAL NACIONAL (CEN-CAU/BR) SOBRE ADIAMENTO DA VOTAÇÃO

 

A COMISSÃO ELEITORAL NACIONAL (CEN-CAU/BR) deliberou adiar a votação das Eleições do CAU 2023 agendada para o dia 10 de outubro de 2023 para nova data a ser oportunamente divulgada.

 

A decisão foi tomada na tarde de hoje, data original da votação, em razão do Sistema de Votação “VotaOnline” disponibilizado pelo Tribunal Regional Eleitoral do Tocantins (TRE-TO), no endereço eletrônico https://votaarquiteto2023.com.br/, ter registrado instabilidade a partir das 8h da manhã.

 

Conforme a Deliberação nº 040/2023, até às 15h do dia 10 de outubro de 2023 foram registrados apenas 21.819 (vinte e um mil oitocentos e dezenove) votos no Sistema “VotaOnline” do TRE-TO (menos de 10 % do número de eleitores aptos a votar), o que demonstra haver prejuízo no processo de votação.

 

Também foi considerado não haver segurança quanto ao retorno da estabilidade do Sistema “VotaOnline” do TRE-TO, na data de hoje, a tempo de assegurar o direito de votos a todos os eleitores arquitetos e urbanistas nas Eleições 2023 do CAU.

 

Além disso, tecnicamente, não há possiblidade de prorrogar a votação das Eleições 2023 do CAU agendadas para o dia 10 de outubro de 2023 para além das 23h59min.

 

Tão logo sejam recebidas informações técnicas do TRE-TO que garantam a estabilidade do sistema “VotaOnline”, a nova data de votação das Eleições 2023 do CAU será divulgada.

 

Brasília, 10 de outubro de 2023

MAIS SOBRE: ELEIÇÕES DO CAU

6 respostas

  1. Tocantins??!!!! Brincadeira!!! No DF o sistema ficou inacessível o dia todo.

    Para Conselho Turelar também deu pau em alguns lugares.

    Viva os infalíveis baús do TSE!!!!

  2. TRE do Tocantins???????? Por que não o de São Paulo?
    E quem conseguiu votar, como é o meu caso,terá que votar novamente?

  3. Inconcebível..
    Um sistema que roga a existência online, não ter competência em administrar um processo eleitoral.
    Não basta a arrecadação exorbitante dos recolhimentos das RRTs e anuidades, sem fundamento lógico, já que obrigatórios, senão pelo simples motivo do fortalecimento financeiro, sem o mínimo de comprovação da própria existência… multiplica-se às horas de todos os profissionais pelas inúmeras tentativas de cumprir as obrigações eleitorais, o prejuízo e frustração desse processo.
    Uma pena. Sem dó, já que perpetua as longas décadas da almejada conquista da independência profissional.

  4. Isso já virou ROTINA no Brasil: Dificuldades na hora de votar; foi assim para a Presidência da República, há pouco tempo foi a mesma coisa para o Conselho tutelar! Agora para o CAU é a mesma coisa; estranho, não gosto disso. Estou com sessenta e quatro anos, gostaria de deixar esse Mundo com o meu País mais seguro, juridicamente falando, mais democrático e com as instituições realmente honestas e respeitadas. Lamento.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ELEIÇÕES DO CAU

Eleições do CAU: Arquitetos(as) e urbanistas que pagaram multa após participarem de votação anulada já podem pedir ressarcimento

ELEIÇÕES DO CAU

Eleições do CAU: Arquitetos(as) e urbanistas com votos anulados no dia 10 de outubro terão multas anistiadas

ELEIÇÕES DO CAU

Gestão 2024/2026: conheça os(as) novos(as) conselheiros(as) federais que tomam posse dia 15 de dezembro. Assista ao vivo!

ELEIÇÕES DO CAU

Eleições CAU 2023: confira o resultado homologado em 24 de novembro e o relatório conclusivo

Pular para o conteúdo