CATEGORIA

Evento discute produção e legado de Lina Bo Bardi

 

A arquiteta e vice-presidente de Relações Socioculturais do IAB-RJ, Cêça Guimaraens, e o arquiteto Marcelo Ferraz vão apresentar e discutir o legado de Lina Bo Bardi, personagem revolucionária e fundamental da arquitetura moderna, na Casa do Saber Rio O Globo, no dia 30 de setembro, a partir das 20h. As inscrições podem ser feitas por telefone, através do número 2227-2237, ou pela internet (clique aqui). O investimento é de R$ 100.

Segundo Ferraz, a ítalo-brasileira reinventou o espaço público com sua arquitetura, que aliou a cultura popular à erudita. “Lina elaborou projetos que marcaram as paisagens de São Paulo, Salvador e outras cidades. O trabalho da arquiteta se destaca também pelo comprometimento político e ético”, explica.
Sobre os palestrantes


Cêça Guimaraens é vice-presidente do IAB-RJ e mestre em Teorias da Comunicação e da Cultura pela ECO/UFRJ, com a dissertação Lina Bo Bardi e Lygia Martins Costa: dois olhares sobre o patrimônio cultural. É, ainda, doutora em Planejamento Urbano e Regional e em Museologia e realizou estudos de pós-doutorado na NYU, EUA, onde foi professora-visitante.

 

Marcelo Ferraz é arquiteto formado pela USP e sócio fundador do escritório Brasil Arquitetura (1979), com vários projetos premiados, entre os quais a Praça das Artes (SP). Foi colaborador de Lina Bo Bardi entre 1977 e 1992, participando de todos os seus projetos no período, com destaque para o SESC Pompéia (SP). Dirigiu o Instituto Lina Bo e P.M. Bardi entre 1992 e 2001. Lecionou na Washington University, nos EUA, em 2006, como professor convidado. É autor dos livros Arquitetura rural na Serra da Mantiqueira e de Arquitetura conversável.

 

Publicado em 16/09/2015. Fonte: IAB

MAIS SOBRE: CATEGORIA

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo