Centro Prisional e de Reabilitação Social Abdias do Nascimento

Centro Prisional e de Reabilitação Social Abdias do Nascimento

Rio de Janeiro, RJ
Projeto: Ana Lucia Marchesano Bortone; Eliene Jomara Tozetto

A reflexão de Foucault em “Vigiar e Punir” foi largamente considerada nesse estudo e como o sistema prisional contemporâneo se tornou um aglutinado de gente, sem um mínimo de respeito e dignidade que priva os presos de sua liberdade ao encarcerá-los na prisão, e ajuda aqueles que entram no sistema prisional por pequenas contravenções a eventualmente se tornar um prisioneiro perigoso. O sistema prisional como conhecemos nunca foi um modelo ideal de transformação sócio cultural e atua de forma inversamente proporcional ao objetivo de reabilitação de seus reclusos. Sendo assim, objetivamos estabelecer por meio da arquitetura, métodos e meios de transformação para que esses indivíduos tenham condições de experimentar e explorar uma nova metodologia correcional.

A aplicação da Neuroarquitetura e Biofilia no projeto corrobora com a intenção de criar uma conexão digna entre o usuário e suas instalações, permitindo que haja a experimentação de ambientes acolhedores e capazes de promover transformação, com acesso a acomodações dignas e seguras, onde ele possa se desenvolver e aprender. O uso desses estudos na idealização e composição dos ambientes é capaz de proporcionar uma experiencia mais orgânica, pois o design biofílico, além de ter o poder de tornar trabalho, estudo e vida mais bonitos, é capaz de trazer melhoras significativas para o desempenho e bem-estar físico e mental.

Com uma participação de PIB cada vez mais baixa, a região metropolitana do Rio de Janeiro clama por oportunidades de geração de emprego e renda. Localizado em Queimados – RJ, o terreno escolhido com 166.849,70 m² está localizado a 580m do Arco metropolitano e a 6Km da Rodovia Presidente Dutra. Nos países com baixa taxa de reincidência o fórum é próximo a unidade prisional, sendo assim o local escolhido está a 4.6Km do Fórum de queimados, o que propicia a visita dos juízes e promotores responsáveis pelos casos, e a locomoção dos presos para audiências, visto que a logística é fácil e descomplicada.

Comentários

mood_bad
  • Ainda não há comentários.
  • Adicionar um comentário