CATEGORIA

FNA e FeNEA divulgam ganhadores do Concurso Nacional de Ideias para Reforma Urbana

 

 

A comissão julgadora do 9º Concurso Nacional de Ideias (CNI) para Reforma Urbana divulgou nesta sexta-feira (31/7) os premiados, durante plenária realizada no ENEA RIO 2015 – XXXIX Encontro Nacional dos Estudantes de Arquitetura. O 1º lugar foi para o trio de estudantes Camila de Oliveira Ghendov, Mariana Simaes da Costa e Vinicius Kuboyama Nakama, da Universidade Presbiteriana Mackenzie, pelo trabalho À Margem: a legitimidade da ilegalidade.

 

O 2º lugar foi para Roney Matsumura Pessoa, da PUC – Campinas, pelo projetoProposta Bairro: Urbano + Produção Agrícola. O quarteto de estudantes Debora Jun Portugheis, Gabriela de Souza Xavier, Gustavo Raposo Ramos e Mariana Caires Souto, da Universidade de São Paulo, levou o 3º lugar com o trabalho Reabilitação de edifício para habitação popular.

 

A banca julgadora decidiu também conceder menções honrosas para outros três projetos: Espaços Palitantes, de Raquel Filippo Fernandes Hellich, da Universidade Federal de Juiz de Fora; Não apenas uma moradia, um lar, de Lucas Gomes de Souza, Shaiane Gomes Viana e Viktor de Araujo Pinto, da Fundação Edson Queiroz Universidade de Fortaleza; e Extra-muros: ensaio sobre monofunção, guetos e cidade, de Tamara Firer, da UFRJ.

 

Segundo a banca julgadora, formada por Cristina Lontra Nacif, da Escola de Arquitetura e Urbanismo da UFF, Luciana da Silva Andrade, da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da UFRJ, Juciano Martins Rodrigues, do Instituto de Planejamento Urbano e Regional da UFRJ, e Laisa Eleonora Marostica Stroher, secretária de Mobilização e Inserção Profissional da FNA, foi possível constatar uma dificuldade geral na compreensão e tradução do tema.

 

“O que nos leva a refletir sobre a qualidade do ensino e particularmente sobre a abordagem dessa temática nas instituições de ensino superior na formação do arquiteto”, descreveu o grupo que avaliou os trabalhos no memorial da banca julgadora. “Entretanto, merece destaque a forma irreverente e ousada com que algumas das ideias foram apresentadas”, acrescentam.

 

Desta forma, os trabalhos premiados são aqueles que melhor dialogaram com o tema geral do concurso “A participação popular e o direito à cidade: como democratizar a produção do espaço?” e contemplaram os critérios: consistência da proposta em relação ao tema do concurso, originalidade, clareza e qualidade da apresentação. Como recomendação para a próxima edição, foi sugerida a incorporação de outras mídias, como produções audiovisuais.

 

Leia todas as matérias sobre o assunto no site da FNA:

 

>31/07/15 Estudantes de Arquitetura e Urbanismo visitam ocupações na periferia do RJ durante o ENEA

>30/07/15 ENEA aborda arte, cultura, direito à cidade e estrutura social em debate nesta quinta e sexta-feira

>28/07/15 Oficinas e debates marcam início da programação do ENEA RIO 2015

>28/07/15 Vencedores do Prêmio CNI serão conhecidos até quinta-feira

>28/07/15 ENEA RIO 2015 reúne jovens de todo o país

>23/07/15 Abertura do ENEA 2015 será neste domingo

 

Publicado em 04/08/15. Fonte: FNA.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CATEGORIA

Oficinas do Projeto Amazônia 2040: Construindo um Futuro Sustentável na Amazônia Legal

CATEGORIA

24º Seminário Regional da CED estuda aperfeiçoamento do Código de Ética e Disciplina

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

CATEGORIA

CAU Brasil realiza audiências no Congresso Nacional com parlamentares

Skip to content