ARQUITETOS EM DESTAQUE

Hospitais precisam de mais arquitetos e engenheiros, diz Tribunal de Contas

 

Arquitetos e engenheiros são essenciais para a prestação de serviços de saúde à população. Essa é uma das principais conclusões de uma fiscalização realizada pelo Tribunal de Contas do Distrito Federal (TCDF) na Secretaria de Estado da Saúde. Segundo o tribunal, a falta de profissionais dessas áreas compromete a conservação dos hospitais, postos, centros de saúde e unidades de pronto atendimento (UPAs).

 

Com esse relatório, decidiu-se que o Governo do Distrito Federal deve incluir entre as suas prioridades a realização de concurso público específico para as duas áreas. Segundo o TCDF, há necessidade da contratação imediata de arquitetos e engenheiros na Subsecretaria de Infraestrutura de Saúde (Sinfra).

 

O relatório do TCDF destaca que algumas gerências – como as de projetos, instalações, fiscalização de obras e serviços, equipamentos médicos, manutenção predial e física médica – requerem especialistas exclusivos para atuação nas áreas, “sob pena de tanto a sociedade como o Estado arcarem com prejuízos irreparáveis, considerando a importância da saúde como atributo indissociável da vida humana”.

 

A Secretaria de Saúde do GDF conta com 172 estabelecimentos de saúde, envolvendo hospitais, unidades de pronto atendimento, postos e centros de saúde, centros de atenção psicossocial, entre outros.

 

Atualmente, a Secretaria de Saúde conta com quatro arquitetos e três engenheiros elétricos. O Governo reconhece a necessidade urgente da contratação de mais dez arquitetos e dez engenheiros civis, mais três engenheiros clínicos, três engenheiros elétricos e três engenheiros mecânicos.

 

Com informações do Metrópoles

 

Foto principal: Hospital Regional de Taguatinga. Projeto de João Filgueiras Lima (Lelé). Foto: Joana França

6 respostas

  1. Existem especialistas q podem ser os multiplicadores desta etapa de treinamento. Participei de um treinamento na Fiocruz com profissionais de vários estados. Foi um sucesso. REFIT. Recursos físivos e tecnológivo em serv. saúde. Sucesso.
    Tenho interesse em multiplicar.

  2. Apenas uma correção: somos atualmente 5 Arquitetos do quadro e na ativa.

  3. A manutenção da infraestrutura e dos equipamentos médicos necessitam de profissionais da área tecnológica coordenados por engenheiros certificados e habilitados, como engenheiros mecânicos, eletricistas e engenheiros especializados em Engenharia Clínica. A falta do planejamento da manutenção e gestão tecnológica gera desperdícios, eventos adversos e riscos para todos os envolvidos no projeto. O ideal é a criação de uma lei que obrigasse os serviços de saúde a contratarem estes profissionais. Já fizemos uma versão, mas nenhum político manifestou interesse.

    Alexandre Ferreli
    Presidente da ABEClin (Associação Brasileira de Engenharia Clínica)

  4. Nelson Araujo -RS
    A grande maioria dos EAS não dão a devida importância para profissionais com especialização nestas áreas. Sou especialista em engenharia clínica, arquitetura hospitalar e gestor em saúde hospitalar, mas continuo sem trabalho.

  5. A precariedade do corpo técnico dessas competências diz respeito à realidade de quase todos estabelecimentos assistenciais de saúde (EAS) que compõem o Sistema Único de Saúde (SUS). A qualificação e manutenção (efetiva) dos EAS ainda não foi incorporada por nenhuma agenda de governo, promovendo o total sucateamento da infraestrutura da rede física do SUS. Os esforços nessa direção ainda são insuficientes para provocar as mudanças necessárias. Infelizmente, nem mesmo na fase de projetos é fomentado um plano de manutenção eficiente (isso, quando existente), que dirá boas práticas de gestão para garantir a rotina dos serviços e a o atendimento qualificado à população. Há muito o que avançar nesse sentido. Iniciativas como essa do TCDF balizam, de forma fundamentada, o ensejo por melhorias no SUS e são louváveis.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Projeto brasiliense ganha destaque Internacional no Prêmio ArchDaily Edifício do Ano 2024

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Arquiteto Washington Fajardo vai atuar na Divisão de Habitação e Desenvolvimento Urbano do BID

ARQUITETOS EM DESTAQUE

Arquitetura Modernista: New York Times indica Brasília como um dos melhores lugares para visitar 2024

EXERCÍCIO PROFISSIONAL

FNDE vai contratar 21 arquitetos(as) e urbanistas para atuar em projetos educacionais

Pular para o conteúdo