CATEGORIA

IAB-RJ promove primeiro encontro com ONGs

 

Uma organização promove obras de melhorias habitacionais por meio de assistência técnica. Outra leva iluminação sustentável às comunidades que não tem acesso à eletricidade. E ainda há uma que trabalha na superação de situações de extrema pobreza. Essas experiências edificantes foram apresentadas pelas organizações Soluções Urbanas, Litro de Luz e TETO durante o “Encontro com ONGs”, realizado na segunda, dia 31, na sede do IAB-RJ, no Flamengo. O evento reuniu arquitetos, economistas, engenheiros e assistentes sociais interessados em conhecer os trabalhos.

A falta de atenção às necessidades individuais das famílias nos programas de urbanização de favelas no Rio de Janeiro levou a arquiteta Mariana Estevão a fundar a ONG Soluções Urbanas. Através do projeto Arquiteto de Família, a organização busca identificar meios de acesso das famílias aos recursos para a execução de obras de melhorias habitacionais e desenvolver ações de formação para assistência técnica.

“Dados do IBGE apontam que 6% da população brasileira vivem em assentamentos irregulares, com déficit qualitativo que comprometem a saúde e a segurança dos moradores. Alguns dos problemas mais recorrentes que encontramos são: focos de umidade, calor excessivo, baixa luminosidade, espaço insuficiente, instalações hidrossanitárias precárias, entre outras”, afirmou Mariana.
Presente em mais de 20 países, a Litro de Luz já instalou mais de 500 mil lâmpadas sustentáveis ao redor do mundo. No Brasil desde 2014, a ONG tem sua sede em Florianópolis e atua também no Rio de Janeiro. Foi na comunidade Vila Beira Mar, em Duque de Caxias, que o grupo identificou a demanda por lâmpadas sustentáveis noturnas.

“A ideia começou muito simples, com o protótipo de lâmpada diurna, produzida com garrafa pet, água e alvejante. Porém, os moradores da Vila Beira Mar não estavam interessados no sistema. A maior demanda deles era por iluminação noturna e pública. A partir dessa observação, começamos a desenvolver no Brasil o modelo da lâmpada noturna. Ela é composta por quatro componentes simples: bateria, placa solar fotossensível, que não deixa a lâmpada se ativar durante o dia, circuito simples e um conjunto de lâmpadas leds”, explicou Caroline Mignote, líder da equipe Rio de Janeiro da Litro de Luz.

A TETO tem três objetivos estratégicos: fomentar o desenvolvimento comunitário, promover a consciência e a ação social e estimular a incidência em políticas públicas. “A gente sabe que a TETO não é suficiente para superar a situação de extra pobreza, mas vamos exigir, cada vez mais, a promoção de políticas para que a transformação dessa realidade aconteça no tamanho e na profundidade que esperamos”, afirmou Javier Abi-Saab, diretor da TETO no Rio de Janeiro.

O presidente do IAB-RJ, Pedro da Luz Moreira, destacou a importância de contar com a presença das ONGs no Instituto. Ele também discutiu a importância de se construir meios para viabilizar a assistência técnica para melhorias habitacionais em favelas. “O Brasil aprovou recentemente uma lei de assistência técnica para melhorias habitacionais em favelas, mas ela ainda não pegou. Existem vários gargalos para que a legislação se torne ativa, como o acesso ao financiamento e a regulamentação da assessoria técnica do arquiteto às famílias”, afirmou.

 

Publicado em 02/09/2015. Fonte: IAB

MAIS SOBRE: CATEGORIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CATEGORIA

Anuidade 2024 – Veja tutorial sobre como imprimir boleto 

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

CATEGORIA

Seminário de Urbanismo debate Planos Diretores para novos tempos

CATEGORIA

Políticas urbanas e ambientais nas cidades brasileiras em pauta na Trienal

Pular para o conteúdo