CONCURSOS DE AU

Índio da Costa vence Concurso Orla de Charitas

Perspectiva da proposta vencedora do Concurso Orla de Charitas

 

A equipe liderada pelo arquiteto e urbanista carioca Índio da Costa foi a grande vencedora do concurso público nacional para escolha da melhor proposta de requalificação urbanística da orla de Charitas, em Niterói. O resultado foi anunciado na segunda-feira, 28 de junho, em transmissão ao vivo no canal do Departamento Rio de Janeiro do Instituto de Arquitetos do Brasil (IAB-RJ) no YouTube.

 

Clique aqui para ver as pranchas dos projetos vencedores e das menções honrosas

 

De acordo com a comissão julgadora, a projeto vencedor apresenta abrangência geral clara. Outros aspectos destacados foram: integração do calçadão com a Praia de São Francisco e paisagismo coerente com o ambiente natural. “O espaço singular diante da Igreja de São Francisco, na Praça Rádio Amador, é tratado com criatividade e qualidade estética, com deck flutuante e espaço adaptável para uso diverso. A ampla praça de lazer criada diante da comunidade do Preventório e a ciclovia junto ao calçadão foram considerados, pela maioria dos jurados, os pontos fortes do projeto”, afirmou a coordenadora do júri, Verena Andreatta, na transmissão de divulgação do resultado da competição.

 

Integraram a equipe de Índio da Costa: Luiz Augusto Índio da Costa (designer, mobiliário urbano e mobilidade), Sidney Linhares (paisagista), Monica Luz Lobo (arquiteta luminotécnica), Diana Lobo (comunicação e marketing) – Colaboradores: Daniel de Moraes, Roberta Leite, João Pedro Alencar, Leonardo Lopes, Carlota Sampaio, Rafaela Macedo, Paula Fiuza, Carla Vasconcelos, Ana Cecilia Menescal, Pedro Alamorim, Elizabeth Cohen, Elaine Biela, Daniele Vale, Camila Taboa, André Caetano, Lucas Gabriel, Tainá Brilhante. O grupo vai receber R$ 50 mil a título de adiantamento de parte dos honorários para elaboração do projeto básico do para requalificação urbana da orla de Charitas. O valor do contrato estimado é de R$ 999.334,49.

 

A equipe niteroiense liderada pelos arquitetos e urbanistas Priscila Bellas e Thiago de Almeida ficou em segundo lugar. O terceiro lugar foi para o escritório A. Furcolin Paisagismo, de Campinas (SP), liderado pela arquiteta e urbanista Paula Pereira. A comissão julgadora concedeu menções honrosas às propostas lideradas pelos arquitetos e urbanistas Pedro Rivera Monteiro (RJ), Pedro Henrique Evora Amaral (RJ), Gustavo de Oliveira Martins (RJ), Joaquim Andrade Neto (RJ) e Igor Costa Spanger (PR). Elas receberão prêmios de R$ 30 mil e R$ 20 mil, respectivamente. A homologação do resultado ocorrerá no dia 12 de julho. A premiação será no dia 22, no 27º Congresso Mundial de Arquitetos (UIA2021RIO).

 

Na cerimônia online de anúncio dos vencedores do Concurso Orla de Charitas, o prefeito de Niterói, Axel Grael, parabenizou as equipes pela qualidade das propostas e pelas ideias apresentadas. Para Grael, o projeto vencedor vai repercutir positivamente na cidade. “Estou muito satisfeito com o resultado do concurso. Fizemos um processo consultando as pessoas para colher contribuições para subsidiar o trabalho das equipes. Ao todo, tivemos três mil contribuições. Há um interesse muito grande entorno desse resultado. A gente vai ainda passar por algumas etapas, submetendo o projeto vencedor à opinião pública e colher novas impressões”, explicou o prefeito de Niterói.

 

Na cerimônia de anúncio do resultado do Concurso Orla de Charitas, o copresidente do IAB-RJ, Igor de Vetyeme, defendeu a modalidade de concurso público para escolha de projetos urbanísticos das cidades. “A maior importância de um concurso é colocar a discussão à prova da sociedade. É muito importante que se veja todos os projetos e entenda, a partir do parecer do júri, as qualidades das propostas vencedoras”, disse Igor de Vetyeme.

 

Promovido pela Prefeitura de Niterói, com organização do IAB-RJ, o concurso foi concebido com base no Plano Diretor, que está elaborando o Programa de Requalificação Urbana das Praias da Baía da Guanabara. A Orla de Charitas é, de acordo com o secretário municipal de Urbanismo e Mobilidade, Renato Barandier, o espaço com a maior diversidade de vocações da cidade, desde o seu potencial paisagístico único até as questões sociais, de trabalho e renda da população.

 

 

Nova Orla de Charitas

 

A proposta de requalificação da orla de Charitas, em Niterói, prioriza o pedestre, as áreas verdes e o encontro entre as pessoas. Segundo Índio da Costa e equipe, trata-se de um novo olhar para a área, que respeita a pureza dos espaços, que honra a sua história humanitária e inclusiva. “A orla ganha um caráter de um grande parque linear, que se estende por toda a praia, dotado de uma linguagem urbanística atual, que contempla um ajuste viário, o embutimento de todos os fios, uma nova ciclovia, equipamentos esportivos e um banho de vegetação”, afirma o grupo. Confira, abaixo, detalhes para o plano viário, paisagismo e Parque da Orla.

 

 

Plano viário

O traçado viário foi inteiramente redistribuído, entre o meio-fio do calçadão e da calçada junta aos prédios. Foi possível acrescentar, além das faixas viárias já existentes, duas novas faixas incorporadas ao canteiro central, dedicadas à implantação do futuro VLT ou BHLS (sigla em inglês para definir os serviços de ônibus de alta qualidade).

 

O remanejamento das áreas de estacionamento, possibilitou encurtar a alça de retorno próxima à estação das barcas, permitindo ampliar o trecho da orla e, consequentemente, o novo parque entre o Preventório e a praia.

 

 

Paisagismo

A proposta paisagística deverá funcionar como um nexo entre o projeto urbanístico e a paisagem natural, integrada ao próprio cenário do ambiente local. Deve ser compreendida como de natureza mitigadora e compensatória aos impactos causados, com a intenção de recriação da paisagem, através de processo ecogenético, buscando um novo modelo de intervenção, voltado à uma nova estética: a estética ambiental.

 

Em consonância com os projetos que já estão sendo executados pela prefeitura, a proposta prevê o plantio de espécies nativas pertencentes à flora de restinga e ao mosaico florístico da Mata Atlântica, características da região fluminense, respeitando sempre que possível a presença da vegetação ornamental existente.

 

Parque Orla

O calçadão de Charitas ganha um novo parque, transformando toda a extensão da orla em uma grande área de lazer. A remoção das vias e a sua substituição por uma área aberta, que será ocupada pelo novo parque, promove uma ligação direta entre o Preventório e a praia. Os antigos obstáculos dão lugar a uma nova ocupação, aproximando a comunidade da orla e dissolvendo as fronteiras entre elas.

 

Os equipamentos existentes na região, como escolas e hospitais, conectam-se com a nova área, promovendo um verdadeiro polo de integração, cultura e entretenimento.

Fonte: CAU/RJ
MAIS SOBRE: CONCURSOS DE AU

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CONCURSOS DE AU

Conselho Nacional de Justiça anuncia concurso público com vaga para profissional de Arquitetura

CONCURSOS DE AU

Novacap anuncia Concurso Público com vagas para arquitetos e urbanistas

CONCURSOS DE AU

Câmara Municipal de Belo Horizonte abre edital para contratação de arquiteto(a)

CAU/UF

Conselho de Arquitetura e Urbanismo do RN anuncia concurso público para níveis médio e superior

Pular para o conteúdo