Brasil e Alemanha selam acordo de cooperação para facilitar mobilidade profissional e desenvolvimento de soluções para combate à emergência climática

30 de novembro de 2023

 

Acordo é resultado de memorando assinado em março de 2023 entre o CAU Brasil e a Câmara Federal de Arquitetos da Alemanha (Bundesarkitektkammer-BAK) para promoção da cultura arquitetônica dos dois países.

 

No dia 30 de novembro de 2023 os representantes do Conselho de Arquitetura do Brasil (CAU Brasil) e da Câmara Federal de Arquitetos da Alemanha (Bundesarkitektkammer-BAK) assinaram um acordo de entendimento para promoção de pesquisa, regulamentação e mobilidade profissional entre os dois países.

 

 

A solenidade aconteceu, de forma online, nas sedes da Embaixada da Alemanha no Brasil e da Embaixada Brasileira na Alemanha. O acordo foi assinado simultaneamente em Brasília pela presidente do CAU/BR, Nadia Somekh, e em Berlim pelo presidente do BAK, Tilmann Prinz.

 

Os embaixadores Roberto Jaguaribe, do Brasil, e Bettina Cadenbach, da Alemanha, acompanharam a assinatura do acordo respectivamente em Berlim e em Brasília. Os conselheiros federais Jeferson Navolar (PR) e José Gerardo Fonseca (PI), integrantes da Comissão de Relações Institucionais (CRI) também representaram o CAU Brasil na solenidade em Brasília.

 

Tillman Prinz, secretário geral do BAK; Roberto Jaguaribe, embaixador do Brasil na Alemanha e Bruna Bais, do CAU Brasil

 

O acordo é um avanço em relação ao compromisso firmado em março de 2023. A Ampliação do acordo foi acertada durante o Congresso Mundial de Arquitetos (UIA2023CPH) em julho, quando o CAU chamou a atenção da comunidade arquitetônica internacional para a urgência de medidas que levem em conta a emergência climática e a urgência de medidas pela preservação do território amazônico.

 

O documento incentiva o intercâmbio de informações e respostas ao desenvolvimento profissional e à pesquisa com vistas à sustentabilidade no campo da arquitetura e urbanismo. O texto prevê a transferência de conhecimentos e compartilhamento de práticas, visando estimular a economia circular e a economia da construção, além da questão da eficiência hídrica no setor da construção civil.

 

Durante a solenidade a presidente do CAU-BR lembrou que o Brasil é o país latino com a maior população germânica fora da Alemanha e destacou a importância dos arquitetos no processo de transição energética e na garantia da sustentabilidade das cidades.  “No contexto da globalização, os arquitetos desempenham um papel crucial para a resiliência, sustentabilidade e beleza das cidades. Com esta integração, esperamos ter uma abordagem mais eficaz para que tenhamos cidades mais sustentáveis”, afirmou.