PRÊMIOS

Jardim de Sequeiro da UnB recebe prêmio internacional

Quem anda pelos corredores do Instituto de Central de Ciências (ICC) depara-se, sobretudo no período prévio à seca, com belezas naturais de saltar aos olhos. Flores nativas do Cerrado e de ciclo curto, além de plantas rasteiras, como zínia persa, gaillardia, sálvia azul, neve da montanha, linho e a margaridinha-escura, são algumas das espécies que dão um colorido aos 5 mil metros de área verde do edifício histórico. A concepção paisagística é resultado do projeto de extensão Jardim de Sequeiro, premiado recentemente na V Bienal Latino-americana de Arquitetura de Paisagem.

 

O reconhecimento internacional, concedido na categoria “Obra Construída pela Sociedade de Arquitetos Paisagistas do México”, deu-se pelo potencial da iniciativa em promover soluções inovadoras para os problemas sociais e ambientais da América Latina. “Foi muito gratificante receber esse prêmio. Não só pela premiação em si, mas por ver que o jardim está saindo do ambiente universitário”, celebra Brenda Cristina Souza, estudante de Ciências Ambientais e integrante do projeto.

 

Jardim temporário floresce no período das chuvas e tem seu colorido reduzido durante a seca. Foto: Julio Pastore/FAV UnB

 

O Jardim de Sequeiro foi idealizado em 2020, a partir de parceria entre a Prefeitura da Universidade de Brasília (UnB) e a Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária (FAV), com o intuito de repaginar os canteiros do ICC com alternativa paisagística experimental cuja implantação e o manejo são de baixo custo. “É um jardim temporário, que a gente planta por semeadura direta no começo das chuvas, e ele vai numa sucessão de florações até a seca”, explica o professor da FAV e coordenador do projeto, Júlio Pastore, em entrevista à UnBTV.

 

Julio Barea Pastore é professor adjunto da FAV/UnB nas áreas de Paisagismo, Arborização Urbana e Jardinagem. Agrônomo formado pela Universidade Federal de Goiás (2004), mestre em Paisagismo pela Università degli Studi di Firenze (2008), na Itália e doutor em Arquitetura pela Faculdade de Arquitetura da Universidade de São Paulo (2014). Durante o doutorado cumpriu período de pesquisa no Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa sobre Filosofia da Paisagem (2013). Entre 2015 e 2017 desenvolveu pesquisa (pós-doutorado) sobre Filosofia da Paisagem e Teoria do Paisagismo na FAUUSP, com estágio em pesquisa (interrompido) na Universidade da Califórnia, Berkeley. Desde a graduação tem atuação profissional constante nas áreas de paisagismo, jardinagem, arborização urbana e recuperação ambiental, no Brasil, na Austrália e na Itália.

 

Para que a renovação do Jardim de Sequeiro ocorra anualmente, as sementes que ali germinam são aproveitadas a partir de colheita durante o inverno, estação seca em regiões de Cerrado. A semeadura para o terceiro ciclo de floração será realizada em breve.

 

Leia mais sobre a premiação no site da premiação. Clique aqui.

 

Saiba mais sobre o Jardim de Sequeiro e a premiação em vídeo da UnBTV:

 

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=geVbb1h6g-s[/embedyt]

 

(Fonte: Secretaria de Comunicação da UnB com informações da UnBTV).

 

 

 

MAIS SOBRE: PRÊMIOS

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

PRÊMIOS

Prêmio Projeto de Arquitetura reconhecerá obras criadas por arquitetos nacionais

PRÊMIOS

SESI Lab concorre ao 8º Prêmio Obra do Ano da ArchDaily Brasil

PRÊMIOS

Prêmio Deca abre inscrições com novas categorias para arquitetos e designers de interiores

PRÊMIOS

CAU/MT e SOUL premiados com categoria no Prêmio Colunistas  

Pular para o conteúdo