CATEGORIA

Mostra Cine e Cidade do Recife discute a arquitetura na 7ª arte

A I Mostra Cine e Cidade do Recife discute a interseção entre as linguagens do cinema e da arquitetura e urbanismo através de filmes. As exibições e os debates acontecem no Cinema São Luiz, na Rua Doutor José Mariano, Boa Vista. Na segunda-feira, 22 de agosto, serão apresentados os filmes Exília, Entre andares, A clave dos pregões, O levante e Palomo. Renata Claus, Mariana Maciel, Pablo Nóbrega e Rud Rafael participarão das discussões. A mediação será de Sylvia Couceiro. Os preços dos ingressos são: R$ 5 (meia) e R$ 10 (inteira). As vendas dos bilhetes são no local.

 

No dia 5 de setembro, serão apresentados dois filmes: O som ao redor e Aquarius. As exibições dos filmes serão compostas em bloco, seguidas por debate entre o público presente, profissionais que atuam no campo acadêmico, no planejamento e na gestão de cidades e diretores(as) dos filmes. Mais informações estão disponíveis no Facebook:https://www.facebook.com/events/1742034876037841/.
O foco da mostra é o debate a partir da exibição de curtas e longa metragens de diversos gêneros, que utilizam a cidade e seus modos de ver, permanecer, ocupar e deslocar como abordagem cinematográfica. A iniciativa surge como mais uma oportunidade de pensar e de debater as vivências nos espaços da cidade.
A I Mostra Cine e Cidade do Recife tem produção e curadoria de Kate Saraiva (Movimento CineRua-Pe) e Coletivo Circunflexo, apoio do Laboratório da Imagem de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Federal de Pernambuco (Liau-UFPE) e colaboração de Aline Mendes, Ivison Guedes e Sofia Moreira (CAIS – Diretório Acadêmico de Arquitetura e Urbanismo da Unicap).

 

FONTE: IAB

 

Publicado em 19/08/2016

MAIS SOBRE: CATEGORIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Assistência Técnica

Mais médicos/Mais arquitetos: mais saúde para o Brasil (artigo de Nadia Somekh no portal do Estadão)

Pular para o conteúdo