UIA 2023

No UIA2023, Projeto Amazônia 2040 aponta soluções da arquitetura brasileira baseadas na natureza

Ricardo Mascarello, coordenador da CPUA, durante a apresentação do Projeto Amazônia 2040 no UIA2023, em Copenhagen

 

Nesta terça, 4 de julho, o CAU Brasil apresentou aos participantes do UIA2023CPH a palestra “Arquitetura, Projeto Amazônia e Créditos de Carbono: Um Futuro Sustentável”. O case brasileiro foi projetado durante a sessão promovida pelo Global Architecture Exchanges (GAE) para apontar soluções baseadas na natureza, seja pela tecnologia, uso de materiais adequados ou sistemas construtivos. A mesa foi conduzida pelo presidente do Royal Institute of British Architects (RIBA), Simon Allford, e contou ainda com a participação de representantes da Austrália, China, Coréia do Sul, Irlanda, Japão, Holanda, Nova Zelândia, Reino Unido e EUA.

 

Com o Projeto Amazônia 2040, o CAU Brasil torna visível para o mundo as contribuições dos profissionais brasileiros para a preservação da Amazônia e o enfrentamento das desigualdades na América Latina. Na palestra, o conselheiro federal Ricardo Mascarello (SE), coordenador da Comissão de Política Urbana e Ambiental do CAU Brasil, falou sobre como a arquitetura da Amazônia pode oferecer respostas para um urbanismo sustentável. Em recorte, apontou o potencial de projetos que valorizem o conhecimento das populações da floresta.

 

O Projeto Amazônia 2040 defende que a arquitetura pode se valer deste conceito para colaborar com a redução das emissões de gases do efeito estufa utilizando os saberes locais. Conforme o estudo, desenvolvido por técnicos que atuam no território amazônico, há alto potencial em iniciativas que valorizam o conhecimento das comunidades indígenas e ribeirinhas tanto no manejo do ambiente quanto nas técnicas construtivas. “Ao destacar iniciativas que empoderam comunidades locais e indígenas, podemos apontar a importância destas populações no processo de conservação para o desenvolvimento sustentável”, disse Mascarello durante a apresentação.

 

O Projeto Amazônia 2040 é produto de um ano de trabalho que envolveu arquitetos e urbanistas, organizações e pesquisadores que atuam no território brasileiro da Amazônia. Como resultado, o CAU Brasil publicou um e-book onde é possível ter acesso a uma síntese dos debates realizados durante o “Seminário Projeto Amazônia 2040 – Arquitetura e Urbanismo para o Futuro Sustentável”, realizado em Manaus, Amazonas, em fevereiro deste ano. Estão registrados no livro os resultados dos debates “Continente Amazônia: Amazônia, Paisagem, Território Brasileiro e Fronteiras, “Projeto Amazônia 2040 e Lançamento do Chamamento de Boas Práticas”, “Realidades da Amazônia Brasileira” e “NAMA (Núcleo Arquitetura Moderna na Amazônia) e a arquitetura da Amazônia”. A publicação, que tem tradução para os idiomas inglês e espanhol, projeta para o mundo conteúdos sobre a arquitetura indígena brasileira e saberes ancestrais da Amazônia.

 

A Global Architecture Exchanges (GAE) é uma parceria entre o Royal Institute of British Architects; o Instituto Americano de Arquitetos; a Sociedade de Arquitetura da China; o Instituto Australiano de Arquitetos; Instituto Real de Arquitetos Holandeses; o Conselho de Arquitetura e Urbanismo do Brasil; o Instituto Japonês de Arquitetos; o Instituto Coreano de Arquitetos; o Instituto de Arquitetos da Nova Zelândia e o Instituto Real dos Arquitetos da Irlanda.

 

ACESSE AQUI O E-BOOK DO PROJETO AMAZÔNIA

 

Acompanhe as principais notícias do UIA 2023 no site brasilnauia2023.net.br/cobertura

MAIS SOBRE: UIA 2023

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

Relações Internacionais

CAU Brasil assinou memorando de entendimento com CPNAA e RAGA

Relações Internacionais

CAU Brasil firma termo aditivo com Conselho Superior dos Colégios de Arquitetos da Espanha

Relações Internacionais

Na Dinamarca, CAU Brasil e OA/PT assinaram aditamento do acordo das duas instituições

UIA 2023

Arquiteto brasileiro Nivaldo Andrade é o novo vice-presidente das Américas para a UIA

Pular para o conteúdo