CATEGORIA

Novos projetos para 2016

A 53º plenária ordinária foi marcada pela apresentação de projetos que serão lançados no decorrer deste ano, para aproximar arquitetos e urbanistas da sociedade.  Um deles é o Congresso Itinerante “Escola | Profissão | Cidade, um novo Projeto”, que irá ocorrer entre os meses de maio e novembro, nas cidades de Criciúma, Joinville, Chapecó, Blumenau, Lages e Florianópolis. O público-alvo são arquitetos e urbanistas, profissionais liberais, empresários, agentes do setor público e a população em geral. “Com certeza, esse congresso vai ser a construção de um novo tempo”, destaca o vice-presidente, Giovani Bonetti.

 

Papo de arquiteto

 

Outro projeto apresentado foi o Papo de Arquiteto, que consiste em promover encontros com periodicidade mensal ou quinzenal, para fomentar uma maior integração entre os profissionais, por meio de discussões de diversos temas que são relevantes para o CAU/SC. A ideia é que o projeto comece em Florianópolis podendo em breve ser estendido para o interior do Estado.

 

Manual dos Conselheiros

Aprovado por unanimidade, outro destaque foi a criação do Manual dos Conselheiros, feito pela Comissão de Ética para auxiliá-los na hora de fazerem um relato no plenário.

 

Fiscalização

 

Também entrou em debate o “Piloto de fiscalização em Santa Catarina”, previsto para terminar em 30 de março. O projeto aumenta a participação do Conselho na cidade que, além das ações de fiscalização direta, está atuando de forma a orientar, junto aos órgãos públicos e empresas, os profissionais de arquitetura e urbanismo.

 

FONTE: CAU/SC

 

Publicado em 14/03/2016

 

MAIS SOBRE: CATEGORIA

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CATEGORIA

Conferência das Cidades: espaço para discutir a implementação da política urbana para todo o país 

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Pular para o conteúdo