CATEGORIA

Olha a Olimpíada aí, gente

Confira artigo do arquiteto e urbanista e Conselheiro Federal do CAU/BR pelo Rio de Janeiro.

olimpiada

 

Publicado em 07/07/2016

MAIS SOBRE: CATEGORIA

Uma resposta

  1. Seria preciso chegar ao Brasil hoje pra ser otimista e acreditar que as olimpíadas foram benéficas para os cariocas. Infelizmente cheguei há 45 anos. Ao contrário de outras tantas cidades-sede que faliram após os jogos, nós conseguimos a proeza de quebrar meses antes. O legado em infra estrutura nos é apresentado como uma grande coisa, e dependeu de haver uma Olimpíada pra que obras básicas previstas há 30 ou 40 anos saíssem do papel, como se o poder público não tivesse a responsabilidade de fazê-las com ou sem eventos de porte. Quanto aos estádios e às demais instalações, já sabemos que o destino delas será sorver nosso dinheiro com manutenção eterna. Se dermos sorte, talvez a conta se amortize com aluguel desses espaços pra casamentos ou outras atividades assim, porque é insano supor que handebol e ciclismo sejam capazes de atrair mais do que os familiares próximos dos atletas.

Os comentários estão desabilitados.

NOTÍCIAS EM DESTAQUE

CATEGORIA

Fórum de Presidentes do CAU/BR cumpre extensa pauta em Belo Horizonte (MG)

ATENDIMENTO E SERVIÇOS

Central de Atendimento do CAU/BR não funcionará na Sexta-feira Santa

ACERVOS

Seminário TOPOS:  CAU/BR e FAU/UnB promovem debate sobre a importância de acervos e arquivos de urbanismo no país 

#MulherEspecialCAU

“Arquiteta, na solidão da sua profissão, seu nome pede valorização!”, defende Tainã Dorea

Pular para o conteúdo